Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/10079
Title: Quietare e Figicare : uma pesquisa diacrônica das construções de mudança de estado no Espanhol e no Português
Authors: Martins, Magda Batista de Sant'Anna
metadata.dc.contributor.advisor: Correa, Paulo Antonio Pinheiro
metadata.dc.contributor.members: Correa, Paulo Antonio Pinheiro
Lopes, Célia Regina dos Santos
Diez, Xoán Lagares
Issue Date: 2012
Abstract: Esta pesquisa tem como objetivo apresentar o uso de construções de mudança de estado (CME) em português e em espanhol em dois séculos do período arcaico e em todo o período moderno. A mudança de estado pode ser expressa por meio de construções verbais, construções predicativas e perífrases. Esta dissertação opta por acompanhar e analisar o perfil de dez destas construções nos períodos históricos mencionados. Como os verbos ‘ficar e quedar’ são os mais prototípicos na expressão da CME predicativa nessas duas línguas, inicialmente analisamos o comportamento desses verbos de maneira geral para depois passar à análise das CME predicativas construídas com esses verbos, bem como as correspondentes construções verbais. Por meio da metodologia da linguística de corpus, utilizamos três corpora eletrônicos para nossa pesquisa: Corpus Diacrónico del Español (CORDE) para o espanhol, o Corpus do Português e o Corpus do Português Medieval (CIPM) para o português. Por meio da metodologia de contagem de types e tokens, selecionamos cinco types de construções predicativas bem como suas correspondentes verbais (total de 10 types) e analisamos a sua frequência através dos séculos nos corpora. A expressão da mudança de estado na atualidade se dá de maneira inversa em português e espanhol. Como observa Correa (2007), o PB exibe preferência pelas predicativas e o espanhol, pelas verbais. A pesquisa diacrônica revela, no entanto, que em grande parte do período analisado não se observa essa polarização na representação de certas construções entre as línguas. Nossos resultados apontam que as línguas começam a diferenciar-se sistematicamente na expressão das CME somente no século XIX.
metadata.dc.description.abstractother: This study aims at analyzing change-of-state constructions in Portuguese and in Spanish along two centuries of the archaic period and in the whole modern period. In these languages change of state (COS) may be expressed by verbal or predicative constructions, as well as by periphrases. This study analyzes the behavior of ten selected constructions diachronically. As the verbs ‘ficar’ and ‘quedar’ are the most prototypical ones for expressing predicative COS in both languages, initially we analyze the behavior of these verbs and then we proceed to the analysis of predicative CME built with these verbs, as well as the corresponding verbal ones. Under the corpus linguistics framework we used three corpora: Corpus Diacrónico del Español (CORDE) for gathering Spanish data and Corpus do Português e o Corpus do Português Medieval (CIPM) for Portuguese data. By means of types and tokens analysis we selected 5 types of predicative constructions as well as their corresponding verbal ones (total=10 types) and analyzed their token frequency along the referred centuries. Portuguese and Spanish nowadays show a different behavior when expressing change of state, as Correa (2007) points out: The former exhibits a preference for predicative constructions and the latter, for verbal ones. Nevertheless, our diachronic study revealed that this split might be recent since this was not observed in most of the centuries studied. Languages seem to begin differentiating systematically only from XIX century on.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/10079
Appears in Collections:POSLING - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO - Magda Sant Anna.pdf1.08 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons