Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/10215
Title: Artesanato: uma categoria flutuante
Authors: Lavrador, Amanda Pinheiro Gomes
metadata.dc.contributor.advisor: Dabul, Lígia Maria de Souza
metadata.dc.contributor.members: Cunha, Christina Vital da
Santos, Guilherme Marcondes dos
Issue Date: 2018
Publisher: Universidade Federal Fluminense
Abstract: Através da movimentação social relacionada a Lei de nº 13.180, a Lei do Artesão (BRASIL,2015), a presente monografia busca analisar e compreender as relações de força que constituem a construção contemporânea da categoria artesanato no Brasil. A atividade do artesão identifica a incipiência do trato sociológico, bem como as limitações sociais que recaem na escassa compreensão da ocupação como atividade criativa. Pela manifestação de agentes sociais interessados, encontramos uma proposição fértil para interpretá-las na realidade das relações que a constituem. Por meio de comentários públicos e dados de modo espontâneo na página do Tribunal Superior do Trabalho (TST), no Facebook, em duas postagens relativas a divulgação da lei, buscamos trazer por meio da análise qualitativa a forma particular com que determinadas ambiguidades entre arte, trabalho e artesanato são realizadas no mundo social. Mobilizando a trajetória da legislação sobre a produção artesanal e do status dos seus produtores no país, junto a bibliografia selecionada, reflexionamos sobre o que essa conjuntura expressa, e quais divergências distintivas permanecem e/ou são reanimadas.
metadata.dc.description.abstractother: Through the social movement related to Law nº 13.180, the Craft Law (BRAZIL, 2015), this monograph seeks to analyze and understand the relations of force that constitute the construction of the handicrafts category in Brazil. Identifying the incipience of the deal activity, as well as the social limitations that fall on the scarce understanding of the occupation as a creative activity, we find in the manifestation of interested social agents a fertile proposition to interpret them in the reality of the relations that constitute it. By way of feedback public and spontaneous in the page of the Superior Court of Labor (TST), on Facebook, in two posts law, we seek to bring, through qualitative analysis, the particular certain ambiguities between art, work and crafts are realized in the social world. Mobilizing trajectory of legislation on artisanal production and the status of its producers in the country, together with a selected bibliography, we reflect on what this conjuncture expresses, and what divergences distinctive remains and are reanimated.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/10215
Appears in Collections:GSC - Trabalhos de Conclusão de Curso

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC - Amanda Pinheiro Gomes Lavrador - 2018.pdf3.2 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons