Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/10220
Title: Narrativas e representações sobre o uso de drogas ilícitas: apontamentos de pesquisa
Authors: Pedroza, Alan Kardec Campos
metadata.dc.contributor.advisor: Carvalho, Lucas Correia
metadata.dc.contributor.members: Lopes, Aline Marinho
Hirata, Daniel Veloso
Issue Date: 2018
Publisher: Universidade Federal Fluminense
Abstract: A proibição ao uso de certas drogas psicotrópicas gerou reconhecidos problemas sociais, como o aumento da violência urbana ou o encarceramento dos usuários. A discussão sobre o tema é complexa e a aparente falência das políticas públicas exige outras compreensões dos processos sociais envolvidos, analisando-se distintos enfoques, mas sem perder a conexão entre eles. Este trabalho de conclusão de curso procurou realizar um levantamento bibliográfico para verificar como são mobilizados os discursos sobre consumo de drogas, sem o anseio de dar conta de todas as possibilidades de interpretação. Então, entrevistou-se alguns profissionais de instituições da Região Metropolitana do Rio de Janeiro, com algum envolvimento com o tema drogas, utilizando-se entrevistas semiestruturadas, no intuito de realizar uma pesquisa qualitativa de cunho exploratório para orientação e formulação de hipóteses. Procurou-se articular o problema do consumo de drogas ilícitas, à família e à mídia. Como principais conclusões destacam-se alguns limites da bibliografia consultada como a dificuldade de localização de referenciais teóricos do campo das ciências sociais quanto à família, mídia e violência relacionada; a abordagem do usuário, pelo campo da saúde pública, quase que exclusivamente em sua fase de dependência; necessidade de um maior debate sobre a eficiência do papel do Estado na implementação das políticas públicas relacionadas as drogas; e a eleição da família como responsável para lidar com o usuário em dependência, ainda que pouco trabalhada nas fases de prevenção.
metadata.dc.description.abstractother: The prohibition on the use of certain psychotropic drugs has generated recognized social problems, such as increased urban violence or imprisonment of users. The discussion on the subject is complex and the apparent bankruptcy of public policies requires other understandings of the social processes involved, analyzing different approaches, but not losing the connection between them. This graduation course work tried to carry out a bibliographical survey to verify how the discourses on drug consumption are mobilized, without the pretension to give account of all the possibilities of interpretation. Some professionals were interviewed, from institutions at the metropolitan region of Rio de Janeiro, with some involvement on drugs, using semi-structured interviews, in order to conduct a qualitative exploratory research, to guide and formulate hypotheses; trying to articulating the problem of illicit drug use, with family and media. The main conclusions are some limitations of the literature consulted, as the difficulty of locating theoretical references in the field of social sciences, regarding family, media and related violence; the user's approach, by public health, almost exclusively in they dependency phase; the need to greater debates on the efficiency of the State's role in the implementation of drug-related public policies; and the choice of the family as responsible for dealing with the user in dependence, although little worked in the prevention phases.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/10220
Appears in Collections:GSC - Trabalhos de Conclusão de Curso

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC - Alan Kardec Campos Pedroza - 2018.pdf562.84 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons