Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/10221
Title: Malhação como um constructo simbólico: a representação midiática do cotidiano escolar
Authors: Tropiano, Lílian Wilson de Oliveira Ferreira
metadata.dc.contributor.advisor: Bragaglia, Ana Paula
metadata.dc.contributor.members: Félix, Carla Baiense
Deusdará, Bruno
Issue Date: 2019
Abstract: A pesquisa tem como objeto a representação da escola pública na mídia, em específico a novela Malhação temporada Viva a diferença. Para tanto, investigamos o discurso que surge da representação do cotidiano escolar nesse produto midiático. A novela Malhação é um programa que está no ar por mais de duas décadas e por muito tempo não retratou a escola pública. Esse apagamento em um longo período da história do programa foi a motivação para a pesquisa, vista ao estigma alcunhado à instituição em relação à origem social dos seus membros. A análise recai em como o espaço da escola pública é representado e a maneira como os agentes estabelecem as relações entre si. A metodologia principal de coleta de dados utilizada foi a Análise do Discurso da linha francesa (CHARAUDEAU, 2001, 2004, 2007, 2013, 2016). Foram coletados em nosso recorte 14 episódios nos quais analisamos os efeitos de discurso. apartamo-nos para estabelecer uma reflexão teórica na teoria de representação social (MOSCOVICI, 2015) e nos conceitos de utopia e ideologia (RICOUER, 2015), opinião pública (LIPPMANN, 2017), senso comum (GRASMCI, 2011; MARTINS, 2010) e na teoria dos efeitos de patemização do discurso (CHARAUDEAU, 2007). Como principais resultados, observamos que, embora a produção tenha expressado a intenção de romper com os estereótipos negativos sobre o cotidiano escolar da escola pública, seus agentes ainda não são representados de forma a diluir tais visões estereotipadas.
metadata.dc.description.abstractother: The research has as object the representation of the public school in the media, in particular the novel Young Hearts season (2017/2018). To do so, we investigate the discourse that arises from the representation of everyday school in this media product. The novel Young Hearts is a program exhibited for more than two decades and for a long time did not portray the public school. This erasure in a long period of the history of the program was the motivation for the research, considering the stigma nicknamed to the institution in relation to the social origin of its members. The analysis is based on how the public school space is represented and how the agents establish relationships with each other. The main methodology of data collection used was the Discourse Analysis of the French line (CHARAUDEAU, 2001, 2004, 2007, 2013, 2016). We collected 14 episodes in which we analyzed the effects of speech. we have set out to establish a theoretical reflection on the theory of social representation (MOSCOVICI, 2015) and on the concepts of utopia and ideology (RICOUER, 2015), public opinion (LIPPMANN, 2017), common sense (GRASMCI, 2011, MARTINS, 2010) and in the theory of the effects of /paternalization of discourse (CHARAUDEAU, 2007). As main results, we observe that, although the production has expressed the intention to break with the negative stereotypes about the daily school life of the public school, its agents are not yet represented in order to dilute such stereotyped visions.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/10221
Appears in Collections:PPGMC - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Lílian tropiano - Dissertação_ Total Revisão Versão Final impressão.pdf1.73 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons