Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/10251
Title: Um estudo empírico de comparação de modelos de precificação de opções da ação da Vale
Authors: Resende, Fábio Salles de
metadata.dc.contributor.advisor: Caldas, Marco Antônio Farah
metadata.dc.contributor.members: Pimentel, Ruderico Ferraz
Galvão Junior, Antônio Fialho
Issue Date: 2011
Citation: RESENDE, Fábio Salles de. Um estudo empírico de comparação de modelos de precificação de opções da ação da Vale. Niterói, 2011. 111 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Federal Fluminense. Departamento de Engenharia de Produção, 2011
Abstract: A determinação da volatilidade das opções associadas a um ativo financeiro de forma dinâmica tem sido um dos grandes desafios não só dos teóricos como também dos participantes do mercado financeiro. Conseguir prever apropriadamente a volatilidade de um ativo é um passo importante para as finanças empíricas visando-se a precificação das opções associadas a ele. Na literatura científica disponível, diversos trabalhos foram realizados neste sentido sem, no entanto, conseguir apontar um modelo resultante que possa ser considerado genericamente ideal e aplicável. Do ponto de vista de precificação de opções, embora desenvolvido ainda no ano de 1973 e assumindo uma série de premissas não observáveis na prática para o comportamento da série de tempo dos retornos dos ativos financeiro, o modelo de precificação proposto por Black, Scholes e Merton ainda é utilizado pelos praticantes do mercado para estimativa e previsão do preço de uma opção. Esta utilização, todavia, dadas as restritividades assumidas para o desenvolvimento do modelo, é muitas vezes realizada de forma improvisada através do relaxamento das restrições de volatilidade e taxa de juros constantes. Usando-se as cotações diárias da ação e opções da empresa brasileira Vale, disponíveis nas bases de dados da Bolsa de Valores de São Paulo (BOVESPA), a proposta desta pesquisa é avaliar empiricamente dois modelos para a estimativa e previsão da volatilidade diária de tais ativos, sendo um deles baseado na Regressão Linear das variáveis Tempo de Exercício e Preço de Exercício para explicar a volatilidade implícita, e outro baseado no modelo generalizado de heterocedasticidade condicional auto-regressivo, GARCH. Em seguida, a partir do relaxamento da premissa de homocedasticidade assumida no modelo Black-Scholes-Merton, foi realizada a precificação destas opções comparando-se os resultados obtidos com aqueles realmente negociados na Bolsa de Valores de São Paulo, além de comparar com os resultados gerados pelo próprio modelo Black-Scholes-Merton na sua forma homocedástica restrita. Os resultados encontrados apontam menores desvios na estimativa e previsão dos preços através da improvisação de atualização diária das volatilidades na precificação por Black-Scholes-Merton, com melhor desempenho quando a volatilidade foi estimada e prevista pelo modelo GARCH, a ponto de justificar a utilização deste modelo principalmente para as opções dentro do dinheiro.
metadata.dc.description.abstractother: Through the daily prices of the stock and options assets of the Brazilian company Vale, available in the databases of the São Paulo Stock Exchange (BOVESPA), the purpose of this research was to evaluate empirically two models for estimating and forecasting the daily volatility of such assets: one based on the Linear Regression of the Time to Exercise and Strike Price explanatory variables, and another model based on the Generalized Autoregressive Conditional Heteroscedasticity, GARCH. Then, from relaxing the homoscedasticity assumption assumed in the Black-Scholes-Merton model, these options were pricified and the results compared with those actually traded on the Stock Exchange and, also, compared with those prices generated by the own Black-Scholes-Merton in its restricted homoscedastic form. The computed errors show minor deviations in the estimate and forecast of prices through the “ad-hoc” approach of daily volatility updates in the pricing BlackScholes-Merton model, with better operformance being observed when the volatility was estimated and predicted by the GARCH model, enough to justify the use of this model, mainly to the options In the Money
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/10251
Appears in Collections:PPGEP - Dissertações - Niterói

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_Mestrado_Fabio Salles_vsPublicada.pdf2.62 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.