Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/10260
Title: Transposição didática entre os três mundos: a interculturalidade nos princípios da educação escolar
Authors: Souza, Fred Luiz de
metadata.dc.contributor.advisor: Tavares, Julio César de Souza
metadata.dc.contributor.members: Tamberlini, Angela Rabello Maciel de Barros
Leme, Alessandro André
Santos, Nilton Silva dos
Issue Date: 2018
Publisher: Universidade Federal Fluminense
Abstract: O trabalho problematiza e analisa o conceito e qualidade da educação no Brasil. O texto será dividido em quebradas e não em capítulos. Por ser uma escrevivências, das demandas populares, que são a potência de inventividades desse país, o termo Quebrada oriundo do Rap, tem o efeito melhor para esse trabalho. Visto que, ao longo dos anos, os Mcs são em minha opinião os melhores entendedores das realidades sociais das favelas, guetos e quebradas do Brasil afora. Assim fazer a introdução do termo Quebrada na academia. Para tanto, inquirir o mito histórico que a escola é um direito de todos. Considerando suas significações e dimensões, e os múltiplos processo das formações socioculturais brasileiras apontar uma breve história da educação no Brasil, do rei ao estado, sua formalização, LDB, projetos internacionais, e o surgimento da EJA. A potência da EJA na diminuição do analfabetismo e suas implicações no racismo estrutural e estruturante da sociedade brasileira. As Leis 10.639/03, 12. 711/12 e 12.990/14, os novos mecanismos legais de uma educação antirracista. Transposições culturais Cruzadas, Afro brasileiro, Indígena e europeia. O termo cultura para antropologia da educação. Domínio e poder da Linguagem no ensino provocando MAAFA. Educação Decolonial, o efeito da escola nas gerações de uma família. Nascem possíveis potências de novo mundo, assim construir uma educação escolar que seja dever de todoxs.
metadata.dc.description.abstractother: This paper analyzes the concept and quality of education in Brazil. The text will be divided into gaps rather than chapters. Because it is a scandal, of the popular demands, which are the power of inventions of this country, the term Quebrada originated from Rap, has the best effect for this work. Whereas, over the years, the Mcs are in my opinion the best understanders of the social realities of the favelas, ghettos and broken of Brazil outside. So do the introduction of the term Quebrada in the academy. To do so, inquire into the historical myth that the school is a right of all. Considering its meanings and dimensions, and the multiple process of Brazilian socio cultural formations, a brief history of education in Brazil, from the king to the state, its formalization, LDB, international projects, and the emergence of the EJA. The power of the EJA in reducing illiteracy and its implications on the structural and structural racism of Brazilian society. Laws 10.639 / 03, 12. 711/12 and 12.990 / 14, the new legal mechanisms of an anti racist education. Cultural Transpositions Crusades, Afro Brazilian, Indigenous and European. The term culture for anthropology of education. Domain and power of Language in teaching provoking MAAFA. Decolonial Education, the effect of school on the generations of a family. Possible new world powers are born, thus building a school education that is the duty of all.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/10260
Appears in Collections:CSO - Trabalhos de Conclusão de Curso - Niterói

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC - Fred Luiz de Souza - 2018.pdf1.17 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons