Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/10349
Title: Avaliação qualitativa da utilização do grupo terapêutico de familiares no desenvolvimento de crianças com alterações de linguagem
Authors: Russo, Daniela Schuewk de Aguiar
metadata.dc.contributor.advisor: Soares, Rosa Leonôra Salerno
metadata.dc.contributor.advisorco: Machado, Maria Leticia Cautela de Almeida
metadata.dc.contributor.members: Bagetti, Tatiana
Starosky, Priscila
Simão, Luciana Mendes Pereira
Issue Date: 2019
Citation: RUSSO, Daniela Schuewk de Aguiar. Avaliação qualitativa da utilização do grupo terapêutico de familiares no desenvolvimento de crianças com alterações de linguagem. 2019. 329 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Saúde Materno-Infantil)-Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2019.
Abstract: Introdução: Em pesquisas que investigam a eficiência da orientação fonoaudiológica a respeito da promoção da linguagem infantil, numa abordagem grupal com familiares, normalmente, o foco é dirigido para o desempenho comunicativo da criança. Assim, a análise de como cada familiar percebe o impacto dessa mudança na sua relação com a criança acaba por não fazer parte desse contexto, ainda que o relator da queixa sobre a dificuldade apresentada pelo menor seja o familiar participante do grupo terapêutico. Objetivos: Fundamentar e apresentar a proposta de grupo terapêutico de familiares de crianças com alterações de linguagem a partir da análise de relatos expostos na discussão grupal sobre as mudanças ocorridas na relação com a criança. Métodos: Esse estudo compreende questões relacionadas ao papel familiar no desenvolvimento da linguagem infantil; ao processo de mediação; à grupoterapia com familiares, valendo-se de uma visão interacional e discursiva da linguagem. Além disso, é feito um estudo de caso a partir de dados coletados no atendimento de um grupo de familiares (no caso, mães) de crianças encaminhadas para atendimento fonoaudiológico com queixa de não falar ou falar pouco, realizado no Serviço de Fonoaudiologia, pertencente ao Ambulatório do Desenvolvimento Infantil do Hospital Infantil Ismélia da Silveira, localizado no município de Duque de Caxias. A partir da análise de recortes de episódios vivenciados no grupo terapêutico, são discutidas as representações discursivas das mães sobre o desenvolvimento infantil e a participação do outro nesse processo. Resultados: O discurso materno é caracterizado pelo uso de dois tempos verbais, passado e presente, empregados para marcar períodos diferenciados de comportamento comunicativo da criança. Surge também a percepção das mães sobre a relação existente entre a intervenção do adulto como parceiro da criança na brincadeira e o desenvolvimento linguístico infantil. Conclusão: O estudo é relevante tanto por sua possibilidade de mostrar a efetividade de outras formas de atuação nos quadros de transtornos de linguagem, envolvendo efetivamente a figura familiar; quanto por tratar-se de uma proposta transdisciplinar em Saúde Coletiva, posicionando o fonoaudiólogo como mediador do grupo terapêutico.
metadata.dc.description.abstractother: Introduction: In investigations on the success of speech therapy orientation as to the promotion of child language based on a group approach with the family, the focus is usually the child’s communication performance. Therefore, an analysis of how a family member notices the impact of a change in his/her relationship with the child is frequently left out of this context, even when the rapporteur of the complaint on the difficulty shown by the child is the family member taking part in the therapy group. Objective: To set the basis and to present the proposition of a therapeutic group of children with speech disorders family members, based on the analysis of reports brought to the group discussion on the changes noticed in their relationship with the child. Methods: The present study comprises issues about the family role in the development of child language; the mediation process; and the group therapy with family members, and is based upon an interactional and discursive vision of language. Also, a case study was carried out, based on data collected while assisting a group of family members (mothers, in this case) of children with a referral to speech therapy due to a complaint on no or very little speech skills, in the Speech Therapy Unit of the Ismélia da Silveira Outpatient Clinic of Child Development, located in Duque de Caxias, RJ - Brazil. Starting from an analysis of clinical episodes clippings, experimented within the therapeutic group, mothers’ discursive representations on child development and the participation of the other in this process have been discussed. Results: Mothers’ speech is characterized by the use of two verb tenses, past and present, to indicate different periods of the child’s communicative behavior. Besides, it highlights their perception on the relation between the intervention of an adult as a partner in child games and the child linguistic development. Conclusion: This study is important both for the possibility of showing the effectiveness of different ways to approach language disorders, with a real involvement of the family, and for its proposition of a transdisciplinary approach on Collective Health, placing the phonoaudiologist as the facilitator of the therapeutic group.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/10349
Appears in Collections:MESP-MI - Teses e Dissertações



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons