Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/10387
Title: A humanização como práxis da Ciência Ambiental da UFF
Authors: Celli, Luziana Messas
metadata.dc.contributor.advisor: Cavalcanti, Viviane Fernandez
metadata.dc.contributor.members: Temperini, Rosana Soares de Lima
Fonseca, Kenny Tanizaki
Issue Date: 2019
Publisher: Universidade Federal Fluminense
Citation: Celli, Luziana Messas. A humanização como práxis da Ciência Ambiental da UFF. 2019. 65f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciência Ambiental) - Instituto de Geociências, Universidade Federal Fluminense, 2019.
Abstract: Sendo a dinâmica do sistema capitalista uma energia mobilizadora da sociedade ocidental - que não visa à promoção do bem comum - para efetivação, subsistência e exercício dessa forma de poder, a desumanização do homem e a exploração da natureza vem sendo utilizadas, subjugando estes e os demais seres vivos para considerá-los como meros recursos. A partir do início da modernidade, vivenciamos a disciplinarização do conhecimento e dos indivíduos, dos saberes e das vontades, como um dos mecanismos de desumanização que gera um desligamento moral, que permite, assim, mudanças na tomada de decisão e interação sociais comuns. Esse desligamento é parte central da crise multiforme que vivenciamos e que vêm sendo pensada por diversas linhas, principalmente a ambiental. Tendo em vista a importância das instituições sociais nesses processos, o presente trabalho tem como objetivo investigar ações humanizadoras/ desumanizadoras presentes na formação do bacharel em Ciência Ambiental da Universidade Federal Fluminense a nível pedagógico e institucional.
metadata.dc.description.abstractother: Being the dynamics of the capitalist system mobilizing energy of Western society - which is not aimed at promoting the common good - for subsistence and exercise of this form of power the man dehumanization and the nature exploitation are used, subjugating these and other living beings to consider them as mere resources. From the beginning of modernity we experience the disciplinarization of knowledge and of individuals as one of the dehumanization mechanisms that raises a moral detachment, thus allowing changes in common social decision making and interaction. This disconnection is a central part of the multiform crisis that we have experienced and that has been thought through several lines, especially the environmental one. Given the importance of social institutions in these processes, the present work aims to investigate humanizing / dehumanizing actions presents in the formation of the bachelor in Environmental Science of the Federal University of Fluminense at pedagogical and institutional level.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/10387
Appears in Collections:GCB - Trabalho de Conclusão de Curso

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC-LUZIANA-CELLI_final.pdfTCC Luziana1.96 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons