Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/10401
Title: Avaliação econômica e comparativa entre um sistema de perfuração convencional e um sistema de perfuração sem riser (riserless mud recovery)
Authors: França, Elaine de Souza
metadata.dc.contributor.advisor: Carrasco, Alfredo Moises Vallejos
metadata.dc.contributor.members: Queiroz Neto, João Crisósthomo
Bordoni, Izabel Cruz
Issue Date: 2019
Publisher: Universidade Federal Fluminense
Abstract: Atualmente as sondas marítimas correspondem a cerca de 50% do custo de construção do poço, devido ao seu elevado custo de operação, e são pagas por diária de trabalho. Serviços terceirizados na sonda também são pagos por dia à disposição ou pela diária de trabalho. Tendo em vista estes altos custos diários, como forma de aumentar a eficiência operacional e reduzir o custo, tenta-se reduzir o tempo total de construção de poços e uma forma de tornar isso possível é realizando a maior quantidade de operações possíveis em paralelo. Atualmente diversas atividades já são realizadas em paralelo como, por exemplo, transferência de movimentação de carga e preparação de equipamentos que irão descer no poço. Entretanto, muitas operações ainda têm que ocorrer de forma sequencial, abrindo oportunidades para melhorias significativas. No cenário offshore em águas profundas, além dos custos operacionais, também é observado outras dificuldades como a necessidade de utilizar uma grande quantidade de tubos de riser com grandes dimensões e elevado peso, necessidade de aumentar a capacidade dos tanques e muito tempo gasto na descida do BOP utilizando-se os risers de perfuração. Dessa forma, propõe-se a perfuração sem riser como uma forma de reduzir significativamente o tempo e custo de construção de poços. Em uma perfuração sem riser o tempo de descida do BOP tem uma drástica redução e, além disso, possibilita a realização de atividades em paralelo mesmo após a instalação do BOP. Essa combinação tem potencial para redução expressiva no tempo de perfuração de poços.
metadata.dc.description.abstractother: Currently the rig’s rent corresponds to about 50% of the cost of construction of the well, due to its high cost of operation, and are paid per day of work. Outsourced services in the rig are also paid per day available or by the daily work. In view of these high daily costs, to increase operational efficiency and reduce cost, the total time of well construction is a parameter to be reduced and a way to make this possible is by performing the largest amount of possible operations in parallel. Nowadays several activities are already carried out in parallel, such as transfer of cargo movement and make up of equipment that will run in into hole. However, many operations still must occur sequentially, opening opportunities for significant improvements. In the offshore scenario in deep waters, in addition to operating costs, other challenges are also observed, such as the need to use a large quantity of riser tubes with large dimensions and high weight, the need to increase the tanks capacity and long time spent running the BOP using the drilling risers. In this way, it is proposed to drill without riser to significantly reduce the time and cost of well construction. In a drilling without riser the time of running the BOP suffer a drastic reduction and, moreover, enables the realization of activities in parallel even after the installation of the BOP. This combination has potential for expressive reduction in well drilling time.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/10401
Appears in Collections:TGO - Trabalhos de Conclusão de Curso

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC - Elaine de Souza França - vf.pdfTrabalho de Conclusão de Curso - Elaine de Souza França1.49 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.