Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/10414
Title: Efeitos anteroposteriores dentários e esqueléticos após tratamento da Classe II com aparelho extraoral cervical
Other Titles: Anteroposterior dental and skeletal effects after treatment of Class II with extraoral cervical appliance
Authors: Tamburini, Fatima Pinotti
metadata.dc.contributor.advisor: Mucha, José Nelson
Issue Date: 2013
Abstract: Introdução: A maloclusão de Classe II ocorre em torno de um terço dos pacientes ortodônticos e o tratamento implica na correção da desarmonia anteroposterior. Uma das formas mais usuais de correção é por meio de aparelho extraoral. Dúvidas persistem sobre as respectivas magnitudes dos efeitos dentários e esqueléticos com o uso de extraoral cervical. Objetivo: Avaliar, por meio de medidas cefalométricas obtidas de pacientes jovens portadores de Classe II, tratados com aparelho extraoral de tração cervical, os efeitos anteroposteriores dentários e esqueléticos. Material e Métodos: Foram obtidas medidas dentárias e esqueléticas de 60 traçados cefalométricos de 30 indivíduos, selecionados pela entrada consecutiva para tratamento, portadores de Classe II, nas fases iniciais e finais do tratamento. Foi utilizada a análise de Johnston – “Pitchfork” para verificar a magnitude dos efeitos dentário e esquelético. Os dados obtidos foram organizados em tabelas e procedida a estatística descritiva. Resultados e Conclusões: O total da correção foi de 7,41mm (100%); As alterações nas bases apicais corresponderam a 5,10mm e a 68% do total dos efeitos do tratamento; O efeito do tratamento na movimentação dentária nos molares foi de 2,31mm e correspondeu a 32% da correção total; A movimentação dentária para a correção do transpasse horizontal foi de 1,65mm e de 25% na correção total; Os resultados do tratamento ortodônticos da Classe II, em indivíduos em crescimento, com aparelho extraoral de tração cervical, podem ser considerados excelentes.
metadata.dc.description.abstractother: Introduction: Class II malocclusion occurs around one third of orthodontic patients and the ideal treatment would result in correction of the anteroposterior disharmony. There are doubts on the magnitude of dental or skeletal effects using cervical headgear. Objective: To evaluate through 60 cephalometric tracing , measurements of young patients with Class II, treated with extra-oral cervical appliance, the anteroposterior dental and skeletal effects. Material and Methods: Were perform dental and skeletal cephalometric measures in 60 tracings from 30 individuals selected by consecutive entry to treatment, with Class II, initial and final phases of treatment. Johnston analysis – "Pitchfork". Analysis was used to to determine the magnitude of the effects of dental and skeletal. Data were organized in tables and descriptive statistics then proceeded. Results and Conclusions: The total correction was 7.41 mm (100%); Changes in the apical bases corresponded to 5.10 mm and 68% of the total effects in treatment; The treatment effect on molars tooth movement was 2.31 mm and corresponded to 32% of the total correction; a tooth movement to correct the overjet was 1.65 mm and 25% in total correction; Class II orthodontics treatments in growing individuals by means of extraoral cervical appliances can be regarded as excellent results.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/10414
Appears in Collections:PPGO - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação FATIMA TAMBURINI.pdf705.48 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons