Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/10520
Title: Direito à informação: um estudo informétrico na base RVBI (1988- 2010)
Authors: Cordeiro, Helena Cristina Duarte
metadata.dc.contributor.advisor: Lima, Marcia Heloísa Tavares de Figueredo
metadata.dc.contributor.members: Freitas, Lídia Silva de
Fernandes, Geni Chaves
Issue Date: 2012
Abstract: Trata-se de uma investigação analítico-qualitativa e quantitativa para detecção do estado atual da produção documentária brasileira indexada sob o descritor ―direito à informação‖ incluída na mais importante base de dados especializada em Direito no Brasil - Rede Virtual de Bibliotecas do Congresso Nacional (RVBI) –sob a perspectiva da Ciência da Informação. O objetivo geral desta pesquisa foi compreender o tratamento que os escritores do Direito vêm dando ao tema direito à informação no Brasil. Apresenta conceituações para a compreensão do tema, como informação, direito à informação e produção científica, estabelecendo relações entre esses. A partir da adoção de metodologia utilizada em tese de doutorado anterior, avalia o que e como escreve (a que tema(s) se correlaciona o direito à informação), quem escreve (autores), e onde escrevem (periódicos) sobre o direito à informação no Brasil, cobrindo o período desde a publicação da Constituição de 1988 até 2010. Para atender aos objetivos de pesquisa, utilizaram-se técnicas quantitativas – informétricas - de avaliação da produção científica como método de análise dos dados recuperados na RVBI e análise qualitativa dos resultados. Estes sinalizaram a manutenção de algumas práticas de comunicação que podem ser inferidas como práticas de comunicação da informação no campo do Direito, como a republicação de artigos em diferentes periódicos. A publicação da temática do direito à informação novamente concentrada na Revista de Direito do Consumidor e com palavras dos títulos recorrentes como ―informação‖, ―consumo‖ e ―consumidor‖ demonstra a manutenção epistemológica contemporânea brasileira da produção deste tema conexa a um sujeito de direitos reduzido ao consumidor, apenas.
metadata.dc.description.abstractother: This is an analytical-research qualitative and quantitative detection of the current state of documentary production in the descriptor indexed Brazilian "right to information" included in the most important database specializing in Law in Brazil - Network Virtual Library of Congress (RVBI)-from the perspective of information science. The objective of this research was to understand the treatment that the writers of the law have been giving the subject the right to information in Brazil. Presents concepts for the understanding of the subject, such as information, right to information and scientific, connecting these. From the adoption of the methodology used in previous doctoral thesis, evaluates what and how to write (that theme (s) correlates the right to information), who writes (authors), and where writing (journals) on the right to information in Brazil, covering the period since the publication of the 1988 Constitution until 2010. To meet the research objectives, we used quantitative techniques - informetric - evaluation of scientific production as a method of analyzing the data retrieved in RVBI and qualitative analysis. This signaled the maintenance of some communication practices that can be inferred as communication practices in the field of information law, as the republication of articles in different journals. The publication of the issue of right to information again concentrated in the Journal of Consumer Law and recurring words of titles such as "information", "consumption" and "consumer" demonstrates the maintenance epistemological contemporary Brazilian production this theme related to a subject of rights reduced to the consumer only.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/10520
Appears in Collections:PPGCI - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Helena_Cordeiro.pdf2.8 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.