Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/10527
Title: Ação do biofilme cariogênico na interface de união de um compósito-esmalte dentário restaurado previamente com cimento temporário
Other Titles: Action of cariogenic biofilm on bonding interface of a composite-enamel previously restored with temporary cement
Authors: Tavares, Luiz Fernando da Costa
metadata.dc.contributor.advisor: Portela, Maristela Barbosa
metadata.dc.contributor.advisorco: Silva, Eduardo Moreira da
Issue Date: 2013
Abstract: O objetivo do presente estudo foi avaliar a interface de união de um compósito-esmalte, previamente restaurado com um cimento temporário sem eugenol, sob a ação do biofilme cariogênico in vitro. O grupo 1 (G1 e Grupo Controle 1) foram formados por espécimes que não receberam restauração provisória antes da restauração definitiva em resina composta. O grupo 2(G2 e Grupo Controle 2) foram formados pelos espécimes que receberam uma restauração provisória por 7 dias, antes da restauração definitiva em resina composta. Os dois grupos( G1 e G2) foram submetidos à ação de um biofilme cariogênico por 14 dias formado por Streptococcus mutans e Candida albicans, ambas as espécies ATCC. Antes da indução do biofilme, os dois grupos permaneceram em saliva artificial por 7 dias à 37°C. Os grupos GC 1 e GC 2 não foram submetidos a ação do biofilme cariogênico. Para tanto os seguintes objetivos específicos foram testados: profundidade de microinfiltração nos dois grupos estudados; valores da resistência adesiva, em Mpa, das amostras através do teste de microcisalhamento; se a utilização de um material provisório, sem eugenol, previamente, à restauração final em compósito iria interferir negativamente na adesão da interface dente-restauração; o tipo de falha do sistema adesivo nos grupos estudados, demonstrando qual foi a mais frequente. Os resultados obtidos nos testes ora executados não apresentaram diferenças estatisticamente significantes, eles referendam os estudos prévios de que o material restaurador provisório, sem eugenol, não interfere na resistência de união ao esmalte e na microinfiltração.
metadata.dc.description.abstractother: The aim of this study was to evaluate the bonding interface of a composite -enamel , previously restored with a temporary cement without eugenol , under the action of cariogenic biofilms in vitro . Group 1 ( G1 and Control Group 1 ) were formed by specimens that were not given provisional restoration before final restoration in composite. Group 2 ( G2 and control group 2 ) were formed by specimens that received a provisional restoration for 7 days before the final restoration in composite. The two groups ( G1 and G2 ) were subjected to the action of a cariogenic biofilm for 14 days formed by Streptococcus mutans and Candida albicans ATCC both species . Before induction of biofilm , both groups remained in artificial saliva for 7 days at 37 ° C. GC 1 and GC 2 were not subjected to the action of cariogenic biofilms . Therefore the following specific objectives were tested : depth of microleakage in both groups , the values of bond strength in MPa, the samples through the test microshear if the use of a temporary material without eugenol , previously , in the final restoration composite would adversely affect the adhesion of the tooth-restoration interface , type of adhesive system failure in both groups , showing what was the most frequent . The results obtained in the tests performed either showed no statistically significant difference , they concur with previous studies that the temporary restorative material without eugenol , does not interfere in the bond strength to enamel and microleakage.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/10527
Appears in Collections:PPGO - Dissertações - Niterói

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação Luiz Tavares.pdf774.87 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons