Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/10559
Title: A criação do escritor: processos de criação de identidade do escritor brasileiro contemporâneo no campo literário
Authors: Keindé, Wlange
metadata.dc.contributor.advisor: La Barre, Jorge de
metadata.dc.contributor.members: Dabul, Lígia Maria de Souza
Fialho, Carlos Eduardo Machado
Issue Date: 2018
Publisher: Universidade Federal Fluminense
Abstract: Este estudo tem por finalidade analisar as diferentes formas de consagração da identidade do escritor no Brasil contemporâneo, considerando que a identidade não é intrínseca aos sujeitos, mas sim uma noção que se cria e se impõe na dinâmica das relações sociais, que são, inclusive, relações de poder. Pretende-se observar a gênese do campo literário como campo autônomo com regras específicas de funcionamento, que incluem uma limitação do acesso ao título de escritor mediada por instâncias de consagração da identidade. Entende-se que o campo é um espaço de luta pelo monopólio do poder de dizer o que é “arte” e quem, entre os criadores, são “artistas”, ou, mais especificamente no campo literário, quem são os “escritores”. Busca-se compreender como se configuram os mundos da arte na modernidade, tendo o século XIX como grande marco desse curso histórico, e as características singulares da identidade no sujeito moderno, visto como alguém que passou por vários processos de “descentramento” do eu.
metadata.dc.description.abstractother: This study aims to analyze the different forms of consecration of the writer's identity in contemporary Brazil, considering that identity is not intrinsic to the subjects, but rather a notion that is created and imposed in the dynamics of social relations, which are even relations of power. It is intended to observe the genesis of the literary field as autonomous field with specific rules of functioning, which include a limitation of access to the status of writer mediated by instances of consecration. It is understood that the field is a space of dispute for monopoly of the power to say what is “art” and who, among the creators, are “artists”, or more specifically in the literary field, who are the “writers”. It seeks to understand how the art worlds are configured in modernity, with the nineteenth century as a major landmark of this historical course, and the singular characteristics of identity regarding the modern subject, seen as someone who has undergone several processes of “decentering”.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/10559
Appears in Collections:GGS - Trabalhos de Conclusão de Curso

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC - Wlange Keindé - 2018.pdf943.32 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons