Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/10599
Title: Estudo exploratório do portal IBGE: análise do seu esquema e da sua estrutura classificatória à luz da Arquitetura de Informação e da Teoria da Classificação Facetada
Authors: Santos, Solange de Oliveira
metadata.dc.contributor.advisor: Campos, Maria Luiza de Almeida
Issue Date: 2013
Abstract: As informações produzidas e disseminadas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em seu portal passam por processos que envolvem a geração, organização e transferência dos conteúdos informacionais. No nível organizacional, o processo utiliza um ferramental no qual se inclui o portal corporativo, que é foco deste estudo, e que surge como forma de unificar diversos tipos e suportes informacionais em um único ponto de acesso. Para que a disseminação seja conduzida de forma eficiente, torna-se necessária, no nível da transferência de conteúdos, a criação de instrumentos de representação com a capacidade não apenas de organizar, mas também de analisar tais organizações para que haja sua efetiva manutenção. Diante deste quadro, a presente pesquisa se propôs a analisar a taxonomia do portal IBGE sob dois aspectos: o primeiro, com base nos estudos em AI, no que concerne aos sistemas de organização a partir dos esquemas e estruturas desenvolvidos por Rosenfeld e Morville (2006), este foco dá-se na organização dos conteúdos da homepage do portal. O segundo aspecto da análise se desenvolve a partir dos relacionamentos desses conteúdos na estrutura classificatória, apresentada no segundo nível hierárquico do portal IBGE. Para este foco de análise nos fundamentamos na TCF e, mais especificamente, nos cânones para o plano das ideias desenvolvidos por Ranganathan (1967). Trata-se de um método de análise de sites que busca identificar e debater as estratégias para a organização de conteúdos informacionais adotadas na elaboração, na manutenção e no reuso dos sites. Objetiva-se a partir de uma pesquisa exploratória de abordagem qualitativa, investigar a possibilidade de aplicação de preceitos da AI e da TCF nos dois primeiros níveis classificatórios do portal IBGE, para a análise da organização dos conteúdos e de seus relacionamentos na estrutura classificatória do portal. O estudo também se caracteriza como descritivo, em que a coleta de dados consiste na análise direta, tendo em vista descrever as características intrínsecas do portal IBGE e as relações entre seus conteúdos. Os resultados obtidos na análise revelaram a viabilidade de se desenvolver uma metodologia conjunta de trabalho entre a CI e a AI para delinear a estrutura classificatória de um conjunto de conteúdos informacionais do portal IBGE.
metadata.dc.description.abstractother: The information produced and disseminated by the Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) in its portal go through processes involving the generation, organization and transfer of information contents. At the organizational level, the process uses a tooling which includes the corporate portal, which is the focus of this study, which arises as a way of unifying various types and informational support to a single access point. In order to lead the release of information efficiently, it is necessary, in terms of content transfer, the creation of instruments of representation with the ability not only to organize but also to analyze such organizations so there its effective maintenance. Given this context, the present study aimed to analyze the taxonomy of portal IBGE in two aspects: the first, based on studies in IA, in relation to the organization systems from the schemes and structures developed by Rosenfeld and Morville (2006) wich gives focus on the organization of the contents involving portals homepage. The second aspect of the analysis, grows out of relationships such content classification structure, which is presented in the second hierarchical level of the portal IBGE. To focus this analysis, we have considered the TFC and, more specifically, in the canons for the level of ideas developed by Ranganathan (1967). It is a method of site analysis that seeks to identify and discuss strategies for organizing information contents used in the preparation, maintenance and the reuse of sites. Starting from an exploratory qualitative approach, the objective is to investigate the possibility of applying the precepts of IA and TFC in the first two levels of the portal IBGE classification for the analysis of the organization of the content and the structure of their relationships qualifying portal. The study also characterized as descriptive, where data collection is the direct analysis, in order to describe the intrinsic characteristics of the portal IBGE and the relationships between its contents. The results of the analysis showed the feasibility of developing a methodology joint working between IS and IA to delineate a classification structure of a set of informational content portal IBGE.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/10599
Appears in Collections:PPGCI - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
SOLANGE DE OLIVEIRA SANTOS.pdf1.93 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.