Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/10633
Title: O acontecimento da responsabilidade social para os empregados: uma perspectiva heideggeriana
Other Titles: The advent of social responsibility for employees: a heideggerian perspective
Authors: Cunha, Dilermando Tell
metadata.dc.contributor.advisor: Domingos, Maria de Lurdes Costa
metadata.dc.contributor.members: Feijoo, Ana Maria Lopez Calvo de
Veloso, Leticia Helena Medeiros
Issue Date: 2018
Citation: CUNHA, Dilermando Tell. O acontecimento da responsabilidade social para os empregados: uma perspectiva heideggeriana. 2018. 188 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Sistemas de Gestão) – Universidade Federal Fluminsense,. Niterói,2018.
Abstract: O acontecimento da Responsabilidade Social Empresarial (RSE) alcança os empregados por meio de compreensões, abordagens e componentes de gestão trazidos pelo discurso da RSE. Construído e compartilhado por empresas e instituições, esse discurso tem a pretensão de favorecer o comportamento ético e responsável da empresa. O objetivo da pesquisa é analisar as contribuições do acontecimento da RSE para o sustento de uma convivência cotidiana ética e propícia à participação dos empregados no desenvolvimento de respostas responsáveis à sustentabilidade. Como base para a investigação, descrevemos o discurso da RSE em torno da relação empregado-trabalho e apresentamos a perspectiva heideggeriana sobre existência, técnica, ética e responsabilidade. Em seguida, elaboramos tematizações da experiência de ‘ser responsável’ pelo trabalho na empresa em três modos: a abertura para ‘apropriar-se da responsabilidade pelo trabalho’, encontrada pelos empregados enquanto partes interessadas e presença de uma não-conformidade; as possibilidades para ‘decidir-se sobre o trabalho’, destinadas aos empregados enquanto participantes da gestão da empresa; os conhecimentos e orientações para ‘saber sobre o trabalho’, oferecidos aos empregados enquanto envolvidos em práticas de treinamento, capacitação e promoção. Concluímos que o acontecimento da RSE ainda traz poucos recursos para implicar os empregados em dar limites ao apelo de exploração, da natureza, dos outros e de si mesmos, que se apresenta na convivência cotidiana do trabalho. Deixando-se tomar como mera disponibilidade para resultados, os empregados se empenham em uma faina contínua por produtividade. De tudo se faz cálculo e controle. Abre-se pouco espaço para a experiência da ética que acontece na relação libertadora, quando cada um pode conquistar o seu ethos, lugar de morada, aquilo que lhe é familiar, respeitando a originalidade e dignidade das pessoas e da natureza. Ao final, levantamos recomendações para o sustento de uma convivência cotidiana ética e propícia à experiência de ‘ser responsável’ pelo trabalho na empresa.
metadata.dc.description.abstractother: The Corporate Social Responsibility (CSR) event reaches employees through the understandings, approaches and management components brought by the CSR discourse. Built and shared by companies and institutions, this speech has the pretension of favoring the ethical and responsible behavior of the company. The objective of the research is to analyze the contributions of CSR event for the sustenance of daily life ethical and favorable to the commitment of employees toward sustainability. As a basis for the research, we describe the CSR discourse around the employee-work relationship and present the Heideggerian perspective on existence, technique, ethics and responsibility. Three different approaches were built to deal with the experience of responsibility for work in the company: the openness to 'take responsibility for work', encountered by employees as stakeholders and presence of nonconformity; the possibilities for 'deciding about work', intended for employees as participants in the management of the company; knowledge and guidance to 'know about work', offered to employees through formal programs of training and promotion at work. We conclude that the advent of CSR still brings few resources to make the workers to restrain from the appeal for the exploitation of the nature, of the other workers e of themselves, as presented in a daily basis in their jobs. Letting it be taken as mere availability for results, employees are engaged in a continuous effort for productivity. Everything is done in calculation and control. Little room is opened to the experience of ethics that takes place in the liberating relationship, when each one can conquer his éthos, place of residence, what is familiar, respecting the originality and dignity of people and nature. In the end, we raised recommendations for the sustenance of daily life ethical and favorable to the experience of responsibility for the work in the company.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/10633
Appears in Collections:MSG - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissert Dilermando Tell Cunha.pdf1.96 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.