Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/10702
Title: O autocuidado em pacientes com estomia intestinal à luz de Dorothea Orem: da reflexão ao itinerário terapêutico
Authors: Ribeiro, Wanderson Alves
metadata.dc.contributor.advisor: Andrade, Marilda
metadata.dc.contributor.members: Valente, Geilsa Soraia Cavalcanti
Souza, Norma Valéria Dantas de Oliveira
Issue Date: 2019
Citation: Ribeiro, Wanderson Alves. O autocuidado em pacientes com estomia intestinal à luz de Dorothea Orem: da reflexão ao itinerário terapêutico. 2019. 162 f. Dissertação (Mestrado Acadêmico em Ciências do Cuidado em Saúde) - Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2019
Abstract: A pessoa estomizada é toda aquela que é subemtida a uma intervenção cirúrgica com exteriorização do sistema digestório, respiratório e urinário, criando uma abertura artificial exteriorizada denominado estoma. A confecção de uma estomia resulta em mudanças na rotina da pessoa, que serão evidenciadas em todos os níveis da sua vida, onde pode-se citar as necessidade de realização do autocuidado para manutenção da qualidade de vida e rotina de atividade diárias deste paciente. No que tange ao autocuidado, Orem refere que todos os seres humanos têm potencial para desenvolver suas habilidades intelectuais e práticas, além da motivação essencial para o autocuidado. Refere ainda que o autocuidado tem como propósito o desempenho ou prática de atividades que os indivíduos realizam em seu benefício para manter a vida, a saúde e seu bem estar. O modelo propõe que todos os pacientes sejam encorajados a cuidar de si próprios e tenham participação ativa no processo de cuidados. Diante da problemática apresentada pode-se destacar como objeto de estudo o autocuidado do paciente estomizado a luz de Dorothea Orem. Esta pesquisa teve como objetivo: Discutir o autocuidado realizado pelo paciente estomizado à luz de Dorothea Orem. Em relação ao Método, tratou-se de um estudo exploratório descritivo, tendo como fonte de informação a pesquisa de campo e abordagem qualitativa sobre o autocuidado realizado pelo paciente estomizado em um município da Metropolitana II e foi realizada no Núcleo de Atenção à Saúde da Pessoa Estomizada no Hospital Orêncio de Freitas no município de Niterói, estado Rio de Janeiro. Os participantes foram os pacientes atendidos por demanda livre e agendados, que se enquadraram nos critérios de inclusão e aceitem, de livre e espontânea vontade, participar desta pesquisa. A coleta de dados foi realizada através de entrevista com roteiro semiestruturado, com gravação em áudio para melhor tratamento e transcrição dos dados posteriormente e, por sua vez, analisou-se os dados na ótica de Dorothea Orem. Como resultados deste estudo, frente às características dos 32 participantes, vislumbrou-se prevalência das estomias intestinais no sexo masculino, em sua grande maioria advinda do diagnóstico de câncer de reto, tendo evidencia significativa a baixa escolaridade dos sujeitos e, por sua vez, baixa remuneração familiar que pode ser visto com um grande ofensor para execução do autocuidado. Entretanto, os participantes da pesquisa evidenciaram que passam a viver melhor quando compreendem e aceitam o estoma e esse processo pode ser facilitado pelo enfermeiro, por meio da Consulta de Enfermagem, sobretudo quando adota na sua prática assistencial a teoria de autocuidado de Dorothea Orem, a qual preconiza três atividades: contato inicial com o paciente que demanda o cuidado que se traduz em um sistema que contempla as exigências terapêuticas e os meios de auxílio; continuidade desse contato para o desenvolvimento de ações de enfermagem, sendo inclusos os familiares ou responsáveis pelo cuidado para a atuação nos momentos atuais e futuros; e o estágio de preparação do paciente para conduzir ações de cuidado de maneira independente. Nessa fase, tanto o paciente quanto os familiares já estão treinados em relação aos cuidados básicos para realização da higiene e troca dos dispositivos intestinais, entre outros cuidados necessários. Por conseguinte, evidencia-se a importância da utilização do referencial teórico de Orem para a abordagem desta clientela, com a finalidade de ajudá-la a resolver seus déficits de autocuidado, fornecendo-lhes informações úteis, apoio emocional e psicológico. Portanto, é por meio do sistema de apoio-educação, que compõe a teoria dos sistemas de enfermagem, que este processo pode tonar-se eficaz
metadata.dc.description.abstractother: The stomized person is all that is subordinated to a surgical intervention with exteriorization of the digestive, respiratory and urinary system, creating an artificial exteriorized opening called stoma. The making of an omen results in changes in the person's routine, which will be evidenced at all levels of his life, where he can mention the need for self-care to maintain the quality of life and daily routine of this patient. In regard to self-care, Orem says that all human beings have the potential to develop their intellectual and practical skills, as well as the essential motivation for self-care. It also states that self-care is intended for the performance or practice of activities that individuals perform for their benefit to maintain life, health and well being. The model proposes that all patients be encouraged to take care of themselves and have an active participation in the care process. In view of the problematic presented, it is possible to emphasize as object of study the self-care of the patient estomizado the light of Dorothea Orem. This research had as objective: To discuss the self-care performed by the patient estomizado in the light of Dorothea Orem. Regarding the method, this was a descriptive exploratory study, having as information source the field research and qualitative approach on self-care performed by the stomized patient in a city of the Metropolitan II and will be held at the Center for Health Care of the Person Estomized at the Orêncio de Freitas Hospital in the city of Niterói, state of Rio de Janeiro. The participants were patients who were attended to by free demand and scheduled, who met the inclusion criteria and accepted, of their own free will, to participate in this research. The data collection was performed through an interview with semi-structured script, with audio recording for better treatment and transcription of the data later, and, in turn, the data were analyzed in the optics of Dorothea Orem. As a result of this study, the prevalence of intestinal stomies in the male sex was mainly due to the diagnosis of rectal cancer, in view of the characteristics of the 32 participating subjects, with a significant evidence of the subjects' low level of education and, in turn, low family compensation that can be seen with a large offender for self-care enforcement. However, the research subjects showed that they live better when they understand and accept the stoma, and this process can be facilitated by the nurse through the Nursing Consultation, especially when she adopts Dorothea Orem's theory of self-care in her care practice. which advocates three activities: initial contact with the patient who demands the care that translates into a system that contemplates the therapeutic requirements and means of assistance; continuity of this contact for the development of nursing actions, including family members or caregivers to act in current and future moments; and the stage of preparation of the patient to conduct care actions independently. In this phase, both the patient and family members are already trained in basic care for the hygiene and exchange of intestinal devices, among other necessary care. Therefore, it is important to use Orem's theoretical framework to approach this clientele in order to help them solve their self-care deficits by providing them with useful information, emotional and psychological support. Therefore, it is through the support-education system, which makes up the theory of nursing systems, that this process can be effective
La persona estomizada es toda aquella que está subordinada a una intervención quirúrgica con exteriorización del sistema digestivo, respiratorio y urinario, creando una abertura artificial exteriorizada denominada estoma. La confección de una estomia resulta en cambios en la rutina de la persona, que serán evidenciadas en todos los niveles de su vida, donde se pueden citar las necesidades de realización del autocuidado para mantener la calidad de vida y rutina de actividad diarias de este paciente. En lo que se refiere al autocuidado, Orem señala que todos los seres humanos tienen potencial para desarrollar sus habilidades intelectuales y prácticas, además de la motivación esencial para el autocuidado. El autocuidado tiene como propósito el desempeño o práctica de actividades que los individuos realizan en su beneficio para mantener la vida, la salud y su bienestar. El modelo propone que todos los pacientes sean alentados a cuidar de sí mismos y tengan participación activa en el proceso de cuidados. Ante la problemática presentada se puede destacar como objeto de estudio el autocuidado del paciente estomizado a la luz de Dorothea Orem. Esta investigación tuvo como objetivo: Discutir el autocuidado realizado por el paciente estomizado a la luz de Dorothea Orem. En cuanto al Método, se trató de un estudio exploratorio descriptivo, teniendo como fuente de información la investigación de campo y abordaje cualitativo sobre el autocuidado realizado por el paciente estomizado en un municipio de la Metropolitana II y se realizará en el Núcleo de Atención a la Salud de la Persona Estomizada en el Hospital Oréncio de Freitas en el municipio de Niterói, estado de Río de Janeiro. Los participantes fueron los pacientes atendidos por demanda libre y programados, que se encuadrar en los criterios de inclusión y aceptar, de libre y espontánea voluntad, participar de esta investigación. a recolección de datos fue realizada a través de una entrevista con un itinerario semiestructurado, con grabación en audio para mejor tratamiento y transcripción de los datos posteriormente y, a su vez, se analizaron los datos en la óptica de Dorothea Orem. Como resultado de este estudio, frente a las características de los 32 sujetos participantes, se vislumbró prevalencia de las estomias intestinales en el sexo masculino, en su gran mayoría proveniente del diagnóstico de cáncer de recto, teniendo evidencia significativa la baja escolaridad de los sujetos y, a su vez, baja remuneración familiar que puede ser visto con un gran ofensor para la ejecución del autocuidado. Sin embargo, los sujetos de la investigación evidenciaron que pasan a vivir mejor cuando comprenden y aceptan el estoma y ese proceso puede ser facilitado por el enfermero, por medio de la Consulta de Enfermería, sobre todo cuando adopta en su práctica asistencial la teoría de autocuidado de Dorothea Orem, que preconiza tres actividades: contacto inicial con el paciente que demanda el cuidado que se traduce en un sistema que contempla las exigencias terapéuticas y los medios de auxilio; la continuidad de ese contacto para el desarrollo de acciones de enfermería, siendo incluidos los familiares o responsables por el cuidado para la actuación en los momentos actuales y futuros; y la etapa de preparación del paciente para conducir acciones de cuidado de manera independiente. En esta fase, tanto el paciente como los familiares ya están entrenados en relación a los cuidados básicos para la realización de la higiene y el cambio de los dispositivos intestinales, entre otros cuidados necesarios. Por lo tanto, se evidencia la importancia de la utilización del referencial teórico de Orem para el abordaje de esta clientela, con la finalidad de ayudarla a resolver sus déficits de autocuidado, proporcionándoles informaciones útiles, apoyo emocional y psicológico. Por lo tanto, es a través del sistema de apoyo-educación, que compone la teoría de los sistemas de enfermería, que este proceso puede tonificarse eficaz
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/10702
Appears in Collections:PACCS - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Wanderson Alves Ribeiro.pdf1.96 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons