Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/10748
Title: Efeito de dieta hipersódica e hiperenergética no remodelamento do tecido adiposo branco e marrom de camundongos C57BL/6
Authors: Silva, Rayane Paula Machado da
metadata.dc.contributor.advisor: Bottino, Caroline Fernandes dos Santos
metadata.dc.contributor.members: Bottino, Caroline Fernandes dos Santos
Mendonça, Leonardo de Souza
Almeida, Kelly Costa de
Issue Date: 1-Jan-2018
Publisher: Universidade Federal Fluminense
Citation: Silva, Rayane Paula Machado da. Efeito de dieta hipersódica e hiperenergética no remodelamento do tecido adiposo branco e marrom de camundongos C57BL/6. 2017. 58f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biomedicina)–Universidade Federal Fluminense, Instituto de Saúde de Nova Friburgo, 2017.
Abstract: As doenças cardiovasculares, a obesidade e o diabetes são comorbidades cada vez mais comuns na sociedade moderna e estão intimamente associados ao estilo de vida sedentário e a ingestão de dietas ocidentais ricas em lipídeos saturados. Dessa forma, o objetivo deste estudo foi avaliar os efeitos de uma dieta hipersódica e hiperenegética sobre o metabolismo lipídico, glicídico e adiposidade corporal em camundongos C57BL/6 machos e fêmeas. Foram utilizados camundongos C57BL/6 machos e fêmeas. Aos 3 meses de idade, eles foram alimentados com dieta controle (C) ou dieta HFSS (high fat, sucrose and salt) por 6 ou 12 semanas, e com dieta HFSS por 6 semanas seguido de dieta controle (HFSS->C), totalizando em dez grupos experimentais (n=15/grupo). A massa corporal e a ingestão hídrica foram aferidas semanalmente e a ingestão de ração diariamente. Foram aferidas também a glicemia e a insulina de jejum, além do teste oral de tolerância à glicose. No momento da eutanásia, o fígado, as gorduras inguinal, genital e marrom foram coletados para posterior análise bioquímica e morfológica quantitativa. Todas as análises estatísticas foram realizadas no Software GraphPad Prisma Versão 6.0 e no Statistica e um P<0,05 foi considerado estatisticamente significativo. Como resultado, a dieta HFSS ofertada por período prolongado (12 semanas) potencializa os efeitos deletérios nas fêmeas, com aumento da adiposidade e alterações no metabolismo glicídico. Em contrapartida, os machos parecem não apresentar efeitos metabólicos tão pronunciados e algumas alterações aparecem apenas com período prolongado de ingestão da dieta (12 semanas), contudo não se nota a presença de remodelamento do tecido adiposo branco adverso de maneira expressiva nesses animais. Em conclusão, a ingestão da dieta rica em ácidos graxos saturados, sacarose e sal foi capaz de alterar o metabolismo glicídico e a distribuição de adiposidade corporal, sem ganho de massa corporal ou hipertrofia dos adipócitos, havendo dimorfismo sexual.
metadata.dc.description.abstractother: Cardiovascular disease, obesity, and diabetes are increasingly common comorbidities in modern society and are closely associated with both sedentary lifestyle and the ingestion of Western diets rich in saturated lipids. Thus, the objective of this study was to evaluate the effects of a hyperenergetic diet rich in sodium on lipid metabolism, glucose and body adiposity in male and female C57BL/6 mice. Male and female C57BL/6 mice were used. At three months old, mice were fed a control diet (C) or a high fat, high sucrose, high salt diet (HFSS) for 6 or 12 weeks, and with HFSS diet for 6 weeks followed by 6 weeks on CON diet (HFSS->C) summing ten experimental groups (n=15/group). Body mass and water intake were measured weekly and food daily. Blood glucose and fasting insulin were also checked, in addition to oral glucose tolerance test. At euthanasia, the liver, inguinal, genital and brown fat depots were collected for subsequent biochemical and quantitative morphological analysis. All statistical analyses were performed on GraphPad Prism Software 6.0 or Statistica, and a P<0.05 was considered statistically significant. As a result, the HFSS diet offered for a longer period (12 weeks) potentiates the deleterious effects in females, with increased adiposity and disturbance of glucose metabolism. On the other hand, males do not appear to present such pronounced metabolic effects, and some alterations appear only with a prolonged period of dietary intake (12 weeks). However, there is not an expressive adverse white adipose tissue remodeling in these animals. In conclusion, the intake of a diet rich in saturated fatty acids, sucrose, and salt altered glucose metabolism and the distribution of body adiposity, without body mass gain or adipocyte hypertrophy, with sexual dimorphism.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/10748
Appears in Collections:CGB - Trabalhos de Conclusão de Curso - Nova Friburgo

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Rayane Paula Machado da Silva.pdfSilvaRPM1.39 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons