Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/10879
Title: As plataformas digitais como dispositivos de translação da informação - o caso do surto de Zika: aportes da abordagem de objetos de fronteira
Authors: Assef Neto, Rosangela Cordeiro de Souza
metadata.dc.contributor.advisor: González de Gómez, Maria Nélida
metadata.dc.contributor.advisorco: Guimarães, Maria Cristina Soares
Issue Date: 2019
Abstract: Há dois anos o Brasil enfrentou surtos de doenças relacionadas ao vírus Zika, que surpreenderam a toda a comunidade e que se tornou uma das maiores emergências de saúde pública da história do país. Em um ano de epidemia, vimos a movimentação da comunidade científica, médicos, órgãos de regulamentação de saúde, e vários outros profissionais para enfretamento da doença. Em situações de epidemia alguns atores podem ser identificados como fundamentais no processo de geração de evidência e nessa perspectiva, os diferentes atores envolvidos nas ações de saúde, realizaram ações de informação, geraram, disponibilizaram ou precisaram dispor de dispositivos e recursos de informação. As plataformas digitais trazem novas possibilidades de atuar sobre a Informação / comunicação e, também novas dinâmicas sociais entre os sujeitos. Como recurso informacional as plataformas digitais permitem a interação entre os sujeitos de grupos sociais de interesse comuns. Os Objetos de Fronteira geram um processo de tradução, não só de códigos, mas também de normas e interesses, permitindo a cooperação entre os diversos grupos sociais de interesse comum. Será explorada ao longo desse trabalho a relação dos Objetos de Fronteira dentro do Regime de Informação, incluindo o seu papel como dispositivo de translação da informação. Pretende-se com esse estudo, questionar acerca do papel de intermediação das plataformas digitais atuando como objeto de fronteira entre atores heterogêneos e plurais.
metadata.dc.description.abstractother: Two years ago, Brazil faced outbreaks of Zika-related diseases that surprised the entire community and became one of the largest public health emergencies in Brazilian history. In a year of epidemy, we saw the movement of the scientific community, medical doctors, health regulatory bodies, and several other professionals to face the disease. In epidemic situations, some actors can be identified as fundamental in the process of generating evidence and from this perspective, the different actors involved in health actions, carried out information actions, generated, made available or needed to have information devices and resources. The digital platforms bring new possibilities to act on Information / communication and also new social dynamics between the subjects. As an informational resource, digital platforms allow the interaction between the subjects of different practice communities. The boundary objects generate a process of translation, not only of codes, but also of norms and interests, allowing the cooperation between the diverse practice communities. Throughout this paper, the relation of boundary objects within the Information Regime will be explored, including the role of boundary objects as a device for translation information. The aim of this study is to question the intermediation role of digital platforms acting as boundary objects between heterogeneous and plural actors.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/10879
Appears in Collections:PPGCI - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação - Rosangela Assef.pdf7.7 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.