Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/10900
Title: Possível Alteração na Formação da Microbiota Anfibiôntica a partir de Privações e/ou Cuidados Excessivos Durante a Infância
Authors: Stumbo, Milla Bonecini
metadata.dc.contributor.advisor: Falcão, Laís dos Santos
metadata.dc.contributor.advisorco: Varges, Renato Guimarães
metadata.dc.contributor.members: Varges, Renato Guimarães
Dias, Aline Peçanha Muzzy
Póvoa, Natália Iório Lopes Pontes
Issue Date: Jan-2019
Publisher: Universidade Federal Fluminense
Citation: Stumbo, Milla Bonecini. Possível Alteração na Formação da Microbiota Anfibiôntica a partir de Privações e/ou Cuidados Excessivos Durante a Infância. 2018. 61f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biomedicina)-Universidade Federal Fluminense, Instituto de Saúde de Nova Friburgo, Nova Friburgo, 2018.
Abstract: Os estudos das interações microbiota-hospedeiro têm levado à compreensão, não somente sobre a modulação e estabelecimento da microbiota anfibiôntica fundamental para a manutenção da homeostase humana, como, também, sobre quais fatores impediriam a composição desse ecossistema microbiano e de que maneira essas alterações se relacionam a quadros de doença. Até o momento foi possível relacionar fatores como parto cesáreo e a ausência do aleitamento materno com a desregulação dos padrões de colonização intestinal do bebê, e, juntamente a esses fatores, os hábitos de vida e alimentares, higiene excessiva, perda ou diminuição do contato interpessoal ou com animais de estimação como interferentes que impedem o contato com micro-organismos que seriam essenciais para a composição inicial adequada da microbiota anfibiôntica da criança, a qual estaria relacionada à modulação do sistema imunológico e a diminuição da suscetibilidade no desenvolvimento de doenças, como obesidade, diabetes Mellitus tipo 1, doenças imunomediadas e doença de Crohn.
metadata.dc.description.abstractother: Studies of microbial-host interactions have led to the understanding not only of the modulation and establishment of the amphibionic microbiota fundamental to the maintenance of human homeostasis, but also of what factors would impede the composition of this microbial ecosystem and how these diseases. To date, it has been possible to relate factors such as cesarean delivery and the absence of breastfeeding with the deregulation of the infants intestinal colonization patterns, and along with these factors, living and eating habits, excessive hygiene, loss or decrease of interpersonal contact or with pets as interferents that prevent contact with microorganisms that would be essential for the appropriate initial composition of the child's amphibitic microbiota, which would be related to the modulation of the immune system and the decrease of the susceptibility in the development of diseases such as obesity, type 1 diabetes mellitus, immune-mediated diseases, and Crohn's disease.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/10900
Appears in Collections:CGB - Trabalhos de Conclusão de Curso - Nova Friburgo

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Milla Bonecini.pdfBoneciniM1.19 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons