Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/10909
Title: Turismo e hospitalidade em tempos líquidos: reflexões sobre Ubatuba a capital do surf/ acolhedora por natureza e o museu histórico Washington de Oliveira
Authors: Santos, Eliane Costa dos
metadata.dc.contributor.advisor: Godoy, Karla Estelita
metadata.dc.contributor.members: Mees, Luiz Alexandre Lellis
Fonseca Filho, Ari da Silva
Issue Date: 2018
Citation: SANTOS, Eliane Costa dos. Turismo e Hospitalidade em Tempos Líquidos: reflexões sobre Ubatuba – “A Capital do Surf Acolhedora por Natureza” – e o Museu Histórico Washington de Oliveira. 2018. 129f. Dissertação (Mestrado Acadêmico em Turismo) - Programa de Pós-graduação em Turismo, Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2018.
Abstract: O presente trabalho propõe trazer à reflexão um tema atual, relacionado às fragilidades das relações sociais contemporâneas. Relações estas que possuem, como pano de fundo, um “Mundo Líquido Moderno”, em que a vida se configura em rede, permitindo “conectar-se ou desconectar-se”, à medida que há (ou não) interesse em criar e manter vínculos. O imediatismo e a fragmentação das relações culminam no “colapso do pensamento, do planejamento e da ação a longo prazo”, como afirma Zygmunt Bauman. A instantaneidade das relações, bem como a fragilidade dos laços sociais são características destes tempos. A vida em rede, em contraposição à vida em comunidade, torna possível ao indivíduo transitar entre essas possibilidades. Instabilidade, insegurança e incerteza: talvez sejam estas as palavras que melhor definem a atual fase da modernidade, os chamados Tempos Líquidos. Apoiada nessa perspectiva, a hospitalidade foi analisada como caminho de resistência e contracultura, em meio às fragilidades das relações sociais contemporâneas. Como objeto de pesquisa, foi escolhida Ubatuba, cidade do litoral norte de São Paulo, que tem no Turismo sua principal fonte de renda e na qual se encontra o Museu Histórico Washington de Oliveira. Passei a questionar-me até que ponto a “Capital do Surf / Acolhedora por Natureza” e o Museu Histórico seriam espaços de encontro, proximidade e hospitalidade, contrariando as características da sociedade líquida moderna. Sendo o Turismo um fenômeno sociocultural, e uma vez analisados se a Cidade é Acolhedora e o Museu Histórico um Lugar de Hospitalidade, seria possível interpretar a hospitalidade local como um ato de resistência e contracultura em Tempos Líquidos? Esta dissertação, cuja metodologia se apoia em pesquisa de base etnográfica, tem o propósito de criar diálogos entre a teoria de Zygmunt Bauman (1925-2017) e as experiências de campo, voltados para o desenvolvimento dos estudos em hospitalidade e museus.
metadata.dc.description.abstractother: The present work proposes bringing to reflection a current theme related to the fragilities of contemporary social relations. These relationships have, as a backdrop, a "Modern Liquid World", in which life is networked, allowing "connecting or disconnecting", as there is (or not) an interest in creating and maintaining links. Immediacy and fragmentation of relationships culminate in the "collapse of long-term thinking, planning and action," as Zygmunt Bauman says. The instantaneousness of relationships as well as the fragility of social bonds are characteristic of these times. Network life, as opposed to community life, makes it possible for the individual to move between these possibilities. Instability, insecurity and uncertainty: perhaps these are the words that best define the current phase of modernity, the so-called Liquid Times. Based on this perspective, hospitality was analyzed as a path of resistance and counterculture, amid to the fragilities of contemporary social relations. As research object, Ubatuba was chosen, a city of the north coast of São Paulo, which has in Tourism its main source of income and in which there is Washington de Oliveira Historical Museum. I wondered to what extent the "Cozy Surfing Capital for Nature" and the Historical Museum would be spaces of encounter, closeness and hospitality, contrary to the characteristics of modern liquid society. Since Tourism is a sociocultural phenomenon and once analyzed if the City is Welcoming and the Historical Museum a Place of Hospitality, would it be possible to interpret local hospitality as an act of resistance and counterculture in Liquid Times? This dissertation, in which the methodology is based on ethnographic research, aims to create dialogues between the theory of Zygmunt Bauman (1925-2017) and the field experiences, aimed at the development of studies in hospitality and museums.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/10909
Appears in Collections:PPGTUR - Dissertações - Niterói

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Eliane Costa dos Santos Dissertação.pdf2.21 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.