Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/10965
Title: Distribuição temporal dos diagnósticos de gonorréia, sífilis e tricomoníase em uma clínica de DST em Niterói – RJ: o carnaval influencia no aumento das DST
Authors: Arze, Wilma Nancy Campos
metadata.dc.contributor.advisor: Passos, Mauro Romero Leal
metadata.dc.contributor.advisorco: Rosa, Maria Luiza Garcia
metadata.dc.contributor.members: Cagy, Maurício
Araújo, Adauto José Gonçalves de
Bravo, Renato de Souza
Issue Date: 2008
Citation: ARZE, Wilma Nancy Campos. Distribuição temporal dos diagnósticos de gonorréia, sífilis e tricomoníase em uma clínica de DST em Niterói – RJ: o carnaval influencia no aumento das DST?/ 2008. 52 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Médicas) - Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2008.
Abstract: Introdução: as Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST) estão entre as causas mais freqüentes de procura por serviços de saúde. As campanhas de comunicação de massa sobre DST/Aids durante o carnaval apóiam-se na hipótese de que há maior exposição a práticas de risco para DST na época do carnaval no Brasil. Objetivo: estudar a distribuição temporal dos atendimentos de primeira vez no Setor de Doenças Sexualmente Transmissíveis da Universidade Federal Fluminense (DST/UFF) no período de 1993 a 2005, visando verificar se há um aumento sazonal após o carnaval em Niterói. Métodos: foram selecionados 2.646 prontuários de pacientes com diagnóstico de gonorréia, sífilis ou tricomoníase que procuraram o Setor de DST da Universidade Federal Fluminense Niterói - R J, Brasil para atendimento de primeira vez no período de janeiro de 1993 a dezembro de 2005. Na análise estatística, observamos a média padronizada do número de atendimentos para os 13 anos, e a série de atendimentos padronizados mês a mês e ano a ano, contrastando-as com a série suavizada pelo método Lowess e pelo método determinístico da média móvel. Resultados: a distribuição das três doenças, em conjunto, por ano, mostrou que os anos de 1995, 1996 e 1997 concentraram o maior número de atendimentos. Gonorréia foi o diagnóstico mais freqüente, seguido de sífilis e de tricomoníase. Os meses de julho e agosto concentraram o maior número de casos de gonorréia e sífilis e os de junho e julho, os de tricomoníase. A gonorréia apresentou pico de incidência em maio, tendendo a se reduzir até agosto; entre agosto e novembro, o número de diagnósticos oscilou ligeiramente, sem, contudo, apresentar uma tendência evidente de redução ou elevação. Apenas a partir de novembro observa-se uma diminuição que se mantém até janeiro, quando ocorre o valor mínimo. Com relação à sífilis, observou-se um número constante de diagnósticos entre abril e dezembro, com menor incidência em janeiro e fevereiro e com pico em novembro. O comportamento sazonal para a tricomoníase exibiu um máximo de diagnósticos em julho, uma tendência consistente de redução até o mês de dezembro, e uma elevação a partir de janeiro. Conclusão: o carnaval não influência no aumento da ocorrência de gonorréia, sífilis e tricomoníase, nem as campanhas de comunicação de massa sobre DST/Aids contribuem para a diminuição das mesmas DST em pacientes atendidos pela primeira vez no Setor de DST/UFF, Niterói –RJ
metadata.dc.description.abstractother: Introduction: the Sexually Transmited Diseases (STD) are among the most frequent causes of search for health services. The media campaigns on STD/Aids in are based carnival on the hypothesis that there is an increase in adult exhibition to risk practices for STD in this carnival period. Objective: to study the temporary distribution of the services of first time in the Section of STD/UFF in the period from 1993 to 2005, seeking to verify if there is a seasonal increase after carnival. Methods: 2.646 handbooks of patients with gonorrhea diagnosis, syphilis or trichomoniasis were selected, that sought STD/UFF Niterói – RJ, Brazil for first time attendance in the from January, 1993 to December 2005. Statistical analysis was done by observation of the standardized average of the number of services for the thirteen years, observation of the series of services standardized month to month, year to year, observation of the series softened by the method Lowess and for the method deterministic of the movable average. Results: the distribution of the three diseases together a year it showed that the years of 1995, 1996 and 1997 concentrated the largest number of services. Gonorrhea was the most frequent diagnosis, followed by syphilis and of trichomoniasis. The months of July and August concentrated the largest number of cases of gonorrhea and syphilis and the one of June and July, the one of trichomoniasis. A gonorrhea presented a maximum value in May, tending to reduced until August; between August and November, the number of diagnoses oscillates lightly, but without an evident tendency of reduction or elevation; just starting from November a decrease is observed until January, when was registered the minimum value. Regarding the syphilis, a number of a stable number of diagnoses was observed between April and December, having a smaller number in January and February with a pick in November. The seasonal behavior for the trichomoniasis, exhibited a maximum of diagnoses in July, a solid tendency of reduction to the month of December, and an elevation, starting from January. Conclusion: the carnival doesn't influence for the increase of the gonorrhea occurrence, syphilis and trichomoniasis nor the media campaigns on STD/Aids act for the decrease of same DST in assisted patients of first time in the Section of STD/UFF, Niterói - RJ
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/10965
Appears in Collections:PPGCM - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Wilma Nancy Campos Arze Dissertação.pdf430.76 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons