Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/10970
Title: Evolução hidrogeoquímica das águas subterrâneas do aquífero Emborê- Bacia de Campos - RJ
Authors: Lima, Luana Alves
metadata.dc.contributor.advisor: Silva Filho, Emmanoel Vieira da
metadata.dc.contributor.members: Nóbrega, Gabriel Nuto
Gomes, Olga Venimar de Oliveira
Menezes, Juliana Magalhães
Silva, Francisco de Assis Dourado
Issue Date: 2019
Abstract: Os aquíferos costeiros de origem sedimentar do norte do estado do Rio de Janeiro constituem a porção emersa da Bacia de Campos, sendo os mais importantes mananciais de água subterrânea do estado. Em contrapartida a parte submersa da bacia detém relevante porção das reservas petrolíferas brasileiras. Estes aquíferos recebem, em altas profundidades rejeitos de águas de formação, passivo ambiental oriundo da indústria petrolífera, de elevadíssima salinidade e potencial contaminador. Dentro deste contexto a presente pesquisa tem como objetivo principal traçar um panorama da evolução hidrogeoquímica das águas subterrâneas dos aquíferos da porção emersa da Bacia de Campos utilizando dados secundários de trabalhos anteriores e dados produzidos para esta pesquisa. Em campanha ocorrida em outubro de 2017, foram selecionados 13 pontos de coleta de águas subterrâneas em poços que captam em profundidade os seguintes aquíferos: Fluvial /Quaternário Deltaico (QUA), aquífero Emborê membro São Tomé (EST), e aquífero Emborê Strictu Sensu (ESS). Em campo foram medidos os parâmetros físico-químicos (condutividade elétrica, pH, Eh, temperatura, sólidos totais dissolvidos, oxigênio dissolvido, e salinidade). Em laboratório foram efetuadas medidas de íons maiores, elementos traços e metais, δ18O, 226Ra, 228Ra, CO2 e CH4 nas amostras de água subterrânea. As metodologias e ferramentas de avaliação hidrogeoquímica empregadas foram: diagramas de Piper, Stiff e Schoeller; razões iônicas de rBr/rCl, rNa/rCl, rCl/rHCO3; modelagem hidrogeoquímica no programa PHREEQc, concentrações de isótopos de rádio(226Ra, 228Ra) , avalição de gases do efeito estufa (CH4 e CO2) e aplicação do Índice de Qualidade de Água Subterrânea para consumo humano (IQASCH). Os resultados indicam que existe evolução da facie hidroquímica das águas, onde os aquíferos ESS e EST têm características que predominam a facie bicabornatada comum nas águas doces com provável evolução da facie mista pelo incremento do cloreto que pode ser associado à intrusão marinha. O isótopo de oxigênio foi forte indicador de que as águas dos aquíferos (ESS e EST) possuem tempo de residência elevado, e com uma fonte de recarga distante. Os isótopos de rádio apresentam concentrações médias elevadas (226Ra: 1,83 Bq/l e 228Ra : 3.04 Bq/l) para o padrão de águas subterrâneas naturais encontrado na literatura e sugerem que os aquíferos estudados recebem fonte de águas diferenciais. Altas concentrações de CH4 (valor máximo: 2527,31 μg/l) associadas a poços profundos indicam a possibilidade de exsudação de águas profundas por falhas ligadas à evolução geotectônica da bacia. Á água subterrânea de acordo com o IQAch aplicado foi majoritariamente classificada por este índice como Imprópria, principalmente por conta presença do parâmetros tóxicos acima do valor seguro para consumo humano. Os parâmetros que determinaram tal resultado foram o Fe, Pb e Fl- encontrado acima do VMP para consumo humano na maioria dos poços analisados. Conclui-se que as águas subterrâneas da área de estudo sofreram impacto ao longo do tempo apresentando mudanças nas suas principais características hidrogeoquímicas além de apresentar sua qualidade comprometida para o consumo humano
metadata.dc.description.abstractother: The coastal aquifers of sedimentary origin of the north of the Rio de Janeiro state constitute the emergent portion of the Campos Basin, being the most important groundwater sources of the state. In contrast, the submerged part of the basin holds a relevant portion of the Brazilian oil reserves. These aquifers receive, at high depths tailings of formation waters, environmental liabilities originating from the petroleum industry, of very high salinity and contaminating potential. In this context, this research aims to outline the hydrogeochemical evolution of the groundwater of aquifers of the portion emerged of the Campos Basin using secondary data from previous works and data produced for this research. In a campaign held in October 2017, 13 groundwater collection points were selected in wells that capture in-depth the following aquifers: Fluvial / Quaternary Deltaico (QUA), aquifer Emborê member São Tomé (EST), and aquifer Emborê Strictu Sensu ESS). In the field were measured the physicochemical parameters (electrical conductivity, pH, Eh, temperature, total dissolved solids, dissolved oxygen, and salinity). In the laboratory, measurements of ions, trace elements, metals, δ18O, 226Ra, 228Ra, CO2 and CH4 in the groundwater samples were carried out. The methodologies and tools of hydrogeochemical evaluation employed were: Piper, Stiff and Schoeller's diagrams; ionic ratios of rBr / rCl, rNa / rCl, rCl / rHCO3; hydrogeochemical modeling in the PHREEQc program, radioisotope concentrations (226Ra, 228Ra), greenhouse gas (CH4 and CO2) and application of the Groundwater Quality Index for human consumption (IQASCH). The results indicate that there is an evolution of the hydrochemical facies of the waters, where the ESS and EST aquifers have characteristics that predominate the common bicarbonate facie in the fresh waters with probable evolution of the mixed facie by the increment of the chloride that can be associated with the marine intrusion. The oxygen isotope was a strong indicator that aquifer waters (ESS and EST) have a high residence time and a distant recharge source. The radioisotopes present high average concentrations (226Ra: 1.83 Bq / l and 228Ra: 3.04 Bq / l) for the natural groundwater standard found in the literature and suggest that the studied aquifers receive a source of differential water. High concentrations of CH4 (maximum value: 2527.31 μg / l) associated with deep wells indicate the possibility of deep water exudation due to faults associated with the geotectonic evolution of the basin. Groundwater according to the applied IQAch was mostly classified as Inadequate, mainly due to the presence of toxic parameters above the safe value for human consumption. The parameters that determined this result were Fe, Pb and Fl found above the VMP for human consumption in most of the wells analyzed. It is concluded that the groundwater of the study area has had an impact over time, presenting changes in its main hydrogeochemical characteristics and presenting its quality compromised for human consumption
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/10970
Appears in Collections:PPG-GEO - Teses - Niterói

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TESE_LUANA_REVISÃO_CD.pdf3.6 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons