Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/11024
Title: Práticas e representações de jovens rurais frente ao turismo em Três Picos - Nova Friburgo (RJ)
Authors: Mororó, Vivianne Matos de Andrade
metadata.dc.contributor.advisor: Ferreira, Helena Catão Henriques
metadata.dc.contributor.members: Oliveira, Maria Amália Silva Alves de
Fonseca Filho, Ari da Silva
Issue Date: 9-Aug-2018
Citation: MORORÓ, Vivianne Matos de Andrade. Práticas e representações de jovens rurais frente ao turismo em Três Picos - Nova Friburgo (RJ). 2018. 146f. Dissertação (Mestrado Acadêmico em Turismo) - Programa de Pós-Graduação em Turismo, Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2018.
Abstract: As transformações ocorridas no campo e na agricultura, nos últimos 50 anos, têm feito com que as novas gerações do meio rural vivenciem uma experiência singular, diferente das gerações anteriores. Os problemas e desafios presentes, sobretudo no mundo do trabalho, compõem um leque de questões que outras gerações não enfrentaram. Em diferentes contextos, a produção familiar vem se apresentando como frágil alternativa de trabalho para os jovens. Porém, também são escassas as oportunidades de emprego fora dela, o que torna ainda mais complexa a transição para a fase adulta. Frente ao recente desenvolvimento do turismo em Três Picos, localidade rural do município de Nova Friburgo (RJ), destaca-se o protagonismo dos jovens, dentre os moradores locais que se apropriam da atividade, buscando nela uma forma de trabalho alternativa ou complementar à agricultura. Nesse contexto, o objetivo deste trabalho é analisar as práticas e representações sociais dos jovens rurais frente ao turismo, para compreender os significados que atribuem à atividade, assim como as implicações por elas colocadas na dinâmica da vida local. Para tanto, baseamo-nos em uma metodologia qualitativa de base etnográfica, utilizando instrumentos de observação direta e entrevistas em profundidade, bem como a imersão no universo pesquisado. A escolha dessa abordagem se justifica por sua adequação aos estudos socioculturais e de processos de mudança relacionados ao turismo. Afinal, trata-se de uma metodologia orientada à apreensão de aspectos subjetivos e simbólicos, difíceis de serem analisados por métodos quantitativos. Os resultados da pesquisa demonstram que o turismo se coloca como mais uma das estratégias de diversificação de renda mobilizadas pelos jovens, para manter o rural como lugar de vida e de trabalho. No entanto, uma estratégia particular em relação a tantas outras, devido a sua estreita relação com os modos de vida locais e a com a própria agricultura. Identificamos que o turismo altera a percepção que os jovens têm de si e de sua ‘ruralidade’, assim como interfere nas relações de gênero e geração das famílias agricultoras no contexto em análise. Por outro lado, trata-se de uma atividade mobilizada por poucos, o que aponta o seu caráter de novidade, como um campo de possibilidades em construção para os jovens e demais agricultores. Tal fato reflete ainda o caráter complementar do turismo de base local, que não subsome os sistemas socioeconômicos locais, mas os apoia em contextos de vulnerabilidade. Assim, essa pesquisa se encerra pelo entendimento do turismo não como ‘panaceia’, mas como forma de diversificação dos ‘meios de vida rurais’, sendo esta uma importante estratégia para o desenvolvimento rural.
metadata.dc.description.abstractother: The changes that have taken place in rural areas over the past 50 years have made the new generations face a unique experience. Today's problems and challenges, especially in the world of work, make up a range of issues that other generations have not faced. In different localities, family production has been presenting itself as a fragile alternative work for the young. However, employment opportunities outside agriculture are also scarce, making the transition to adulthood even more complex. Given the recent development of tourism in ‘Três Picos’, a rural town in the municipality of Nova Friburgo (RJ), young people stand out for the use of tourism as an alternative to work outside agriculture – or in addition to it. In such context, the objective of this work is to analyze the practices and social representations that rural young people create about tourism, in order to understand the meanings they attribute to this activity and to analyze their implications in local dynamics. We conducted this research by a qualitative methodology inspired by ethnography, using instruments of direct observation and in-depth interviews, as well as immersion in the universe under analysis. The choice of this approach is justified by its suitability for socio-cultural studies and tourism-related change processes. After all, it is a methodology oriented to the apprehension of subjective and symbolic aspects, difficult to be analyzed by quantitative methods. The research results show that tourism is one of several strategies of income diversification mobilized by young people to keep rural as a place of life and work. However, this is a particular strategy in relation to so many others, due to its close contact with local ways of life and agriculture. We identified that tourism changes young people's perception of themselves and their 'rurality', as well as interfere in the gender and generation relations of the farming families in the studied context. On the other hand, it is an activity mobilized by a few, which points out its novelty, representing a field of possibilities under construction for young people and other local family farmers. This fact also reflects the complementary character of local-based tourism, which does not subsume local socioeconomic systems, but supports them in contexts of vulnerability. Therefore, this research ends with the understanding of tourism not as a 'panacea' but as a form of diversification of 'rural livelihoods', an important strategy for rural development.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/11024
Appears in Collections:MAT - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_Vivianne.pdf2.24 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.