Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/11066
Title: Avaliação da fração de ejeção do ventrículo direito durante transplante hepático: implicações do uso de propofol ou isoflurano como agentes anestésicos de manutenção
Authors: Gouvêa, Glauber
metadata.dc.contributor.advisor: Martinho, José Manoel da Silva Gomes
metadata.dc.contributor.advisorco: Pereira, Leonel dos Santos
metadata.dc.contributor.members: Cardoso, Gilberto Perez
Eulálio, José Marcus Raso
Assad, Alexandra Rezende
Trugilho, José Carlos Vieira
Renteria, Juan Miguel
Issue Date: 2010
Citation: GOUVÊA, Glauber. Avaliação da fração de ejeção do ventrículo direito durante transplante hepático: implicações do uso de propofol ou isoflurano como agentes anestésicos de manutenção. 2010. 46 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Médicas) - Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2010.
Abstract: O objetivo deste estudo foi avaliar a fração de ejeção do ventrículo direito durante o transplante hepático em pacientes cirróticos que foram submetidos a duas técnicas anestésicas distintas: anestesia intravenosa total com propofol ou inalatória com isoflurano. Vinte e cinco pacientes (n=25) foram incluídos para a análise. Destes, dez (n=10) receberam isoflurano e quinze (n=15) foram anestesiados com propofol. Todos foram monitorizados com um cateter de artéria pulmonar modificado que mede a fração de ejeção do ventrículo direito. Os dados foram analisados durante as seguintes fases do transplante: basal (TB), fase anepática (TA), e 5,10 e 30 minutos após a reperfusão do enxerto (T5, T10 e T30). A fração de ejeção do ventrículo direito não se mostrou significativamente diferente entre os dois grupos: [isoflurano vs propofol: TB: 41±9% vs 40±6%; TA: 36±8% vs 35±6%; T5: 39±10% vs 37±8%; T10: 40±9% vs 38±8% e T30: 41±6% vs 41±8%; p: NS]. Concluiu-se que a escolha entre isoflurano ou propofol como agente anestésico de manutenção durante o transplante hepático teve influência mínima no comportamento da fração de ejeção do ventrículo direito durante este procedimento
metadata.dc.description.abstractother: The purpose of this study was to evaluate the right ventricular ejection fraction during orthotopic liver transplantation under two different anesthetic regimens: isoflurane versus propofol anesthesia. The right ventricular hemodynamic data of 25 patients who underwent liver transplantation were retrospectively analyzed. 10 patients were anesthetized with isoflurane, whereas 15 received propofol anesthesia. All patients were monitored with a modified pulmonary artery catheter which measured the right ventricular ejection fraction. Data were collected at distinct stages: baseline (TB), anhepatic phase (TA) and 5, 10 and 30 minutes post-reperfusion. The right ventricular ejection fraction was not significantly different between groups: [isoflurane vs propofol; TB:41±9% vs 40±6%; TA:36±8% vs 35±6%; T5: 39±10% vs 37±8%; T10: 40±9% vs 38±8% and T30: 41±6% vs 41±8 %; p: NS]. It was concluded that, under the conditions of this study, the choice between isoflurane or propofol had minimal influence on right ventricular ejection fraction during orthotopic liver transplantation
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/11066
Appears in Collections:PPGCM - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
GLAUBER GOUVEA DISSERTAÇÃO.pdf480.99 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons