Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/11077
Title: Os desafios para o equilíbrio financeiro e atuarial no sistema previdenciário brasileiro
Authors: Bernardo, André Miguel
metadata.dc.contributor.advisor: Vana, Leonardo Bruno
metadata.dc.contributor.advisorco: Novo, Carolina Cardoso
metadata.dc.contributor.members: Antunes, Maria de Lourdes
Lepsch, Miram Assunção
Issue Date: 2019
Publisher: Universidade Federal Fluminense
Citation: BERNARDO, André Miguel. Os desafios para o equilíbrio financeiro e atuarial no sistema previdenciário brasileiro. 2019. 92 f. Trabalho de conclusão de curso. (Bacharelado em Ciências Atuariais) - Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2019.
Abstract: O equilíbrio financeiro e atuarial do sistema previdenciário brasileiro tornou-se um desafio para os mais diferentes governos, seja da esfera municipal, estadual e federal. Levando em consideração que a Seguridade Social é financiada principalmente pelas contribuições baseadas na folha salarial e pelo governo, é fundamental o entendimento do seu papel social, seja através da distribuição de renda ou na redução da pobreza entre os idosos. Com as mudanças no perfil demográfico no país, a redução na proporção entre os contribuintes e beneficiários transformou-se em um dos motivos para um possível déficit nas contas previdenciárias. Neste contexto, o presente trabalho tem como objetivo analisar como além dos indicadores demográficos, os indicares econômicos e sociais podem influenciar no equilíbrio financeiro e atuarial do sistema previdenciário brasileiro e apontar a importância da participação do atuário nesse processo de análise. Deste modo, espera-se que este trabalho além de identificar de forma qualitativa esse impacto, também possa contribuir para uma melhor compreensão que ações voltadas para melhorar a economia podem ser mais eficazes do que reformas no sistema.
metadata.dc.description.abstractother: The financial and actuarial balance of the Brazilian social security system has become a challenge for the most different governments, whether at the municipal, state or federal level. Taking into consideration that Social Security is funded mainly by salary-based contributions and by the government, it is essential to understand its social role, be it through the distribution of income or in the reduction of poverty among the elderly. With the changes in the demographic profile in the country, the reduction in the ratio of taxpayers and beneficiaries has become one of the reasons for a possible deficit in social security accounts. In this context, the present study aims to analyze how, in addition to demographic indicators, economic and social indicators can influence the financial and actuarial balance of the Brazilian social security system and point out the importance of the actuary's participation in this analysis process. Thus, it is expected that this work, besides qualitatively identifying this impact, may also contribute to a better understanding that actions aimed at improving the economy can be more effective than reforms in the system.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/11077
Appears in Collections:DCA - Trabalhos de Conclusão de Curso - Niterói

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC FINAL (V. 14-07).pdf973.19 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons