Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/11110
Title: Que país é este? Uma leitura do Brasil do período pós-ditadura nas canções da Legião Urbana
Authors: Oliveira, Giselle Carvalho de
metadata.dc.contributor.advisor: Farinaccio, Pascoal
Issue Date: 2014
Abstract: Os anos 80 no Brasil ficaram conhecidos como “a década perdida”, mas sua efervescência cultural neste processo de reabertura política mostra-nos exatamente o contrário. O rock brasileiro inaugura uma nova discussão. “Que país é este?”. A pergunta-título deste trabalho é clara e quer alertar para seu objetivo: recriar uma imagem do Brasil dos anos 80 e 90, ou seja, do fim da ditadura militar e início de redemocratização, a partir das canções da Legião Urbana. Interessa-nos pensar como esses jovens, parte da classe média urbana letrada, viam seu país e se enxergavam nele as mudanças que desejavam. Suas letras exigem do público uma resposta e a tomada de posição: “E você, de que lado está?”. O que se irá constatar é que as críticas da banda partem de questões ligadas ao regime ditatorial, percorrem diversas temáticas político-sociais (como a construção da usina nuclear em Angra dos Reis, a questão das drogas, a violência nas grandes cidades, o desemprego, a sina que os mais pobres carregam sem conseguir se livrar dela, os castigos infringidos aos presos e suas famílias nos “anos de chumbo”) e acabam chegando no mesmo ponto de onde partiram: “Abra os olhos e o coração/ Estejamos alertas/ Porque o terror continua/ Só mudou de cheiro/ E de uniforme” (versos de “La Maison dieu”, do último álbum da banda Uma Outra Estação). Sim, “mudaram as estações, nada mudou” é a conclusão desta dissertação e do trabalho de mais de uma década da Legião Urbana. Em suas canções, o grupo aponta seu sofrimento por amor em direção ao país. Celebrar sua estupidez é necessário para se alcançar a perfeição.
metadata.dc.description.abstractother: The 80’s in Brazil became known as "the lost decade", but its cultural effervescence in this political reopening process shows us exactly the opposite. The Brazilian rock inaugurates a new discussion. "What country is this?". The question-title of this work is clear and wants to warn his goal: to recreate an image of Brazil 80’s and 90’s, ie, the end of the military dictatorship and the beginning of democratization, from the songs of Legião Urbana. We are interested in thinking about how these young people, part of the urban middle class literate, saw their country and they saw in him the changes they wanted. Your letters require a response from the public and decision- position: "And you, which side are you?". What you will find is that the criticism of the band departing from issues related to the dictatorial regime run various political and social issues (such as the construction of nuclear power plant in Angra dos Reis, the issue of drugs, violence in big cities, unemployment , the fate that the poorest bear without getting rid of it, the punishments inflicted to prisoners and their families in the "years of lead") only to end up at the same point from where: "Open your eyes and heart / Let us be alert / Because terror continues / only changed smell / E of uniform "(verses of"La Maison Dieu", the latest album Uma Outra Estação). Yes, "the seasons changed, nothing has changed" is the conclusion of this dissertation and the work of over a decade of Legião Urbana. In their songs, the group aims his suffering for love towards the country. Celebrate your stupidity is necessary to achieve perfection.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/11110
Appears in Collections:POSLING - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação de Mestrado.GISELLE OLIVEIRA - ok.pdf1.16 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons