Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/11129
Title: Segurança do paciente pediátrico e gerenciamento de custos na administração de dietas por cateter gástrico e enteral: análise de um procedimento operacional padrão
Authors: Terra, Mirelli Stephânia de Oliveira Ramos
metadata.dc.contributor.advisor: Silva, André Ricardo Araújo da
metadata.dc.contributor.members: Valete, Cristina Ortiz Sobrinho
Vieira, Alan Araujo
La Cava, Angela Maria
Issue Date: 2017
Citation: TERRA, Mirelli Stephânia de Oliveira Ramo. Segurança do paciente pediátrico e gerenciamento de custos na administração de dietas por cateter gástrico e enteral: análise de um procedimento operacional padrão. 2017. 88 f. Dissertação (Mestrado em Saúde Materno-Infantil) - Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2017.
Abstract: A administração correta de dietas por sondas em pediatria é parte importante da terapêutica do paciente crítico pediátrico. Minimizar os erros na administração de dietas é fundamental para o adequado sucesso na melhora do paciente, com segurança, contribuindo também para a redução de custos e morbidade. O objetivo principal foi analisar um procedimento operacional padrão de segurança na administração de dietas por sondas, na unidade de terapia intensiva de um hospital pediátrico. A metodologia do estudo foi observacional na avaliação de atividades práticas relacionadas à administração de dietas, executadas diariamente pela Enfermagem. Foram contemplados nas observações 06 grupos de elementos utilizados na administração de dietas e leites por sondas e realizado o levantamento de 12 conformidades, relacionadas a esses 06 elementos, possíveis de ser encontradas na execução do procedimento operacional padrão. O trabalho utilizou a tríade de redução de custo, aumento da segurança e da qualidade na assistência multiprofissional prestada aos pacientes pediátricos e neonatais da unidade de terapia intensiva, na análise de partes do processo de trabalho na administração de dietas por sondas. Foram analisados 16 pacientes, totalizando 102 observações, das quais 62% em lactentes. Do total de observações, 78 (73%), utilizaram volume de dieta menor que 60 ml e 29 (27%) volume maior que 60ml. Os dispositivos utilizados para administração de dietas foram gastrostomias (GTT), sondas nasoenterais (SNE), sonda oroenteral (SOE), sondas nasogástricas (SNG) e sonda orogástrica (SOG) em 40%, 38%, 16%, 4% e 3% das observações, respectivamente. Foram verificadas doze conformidades, dentre elas quatro obtiveram menor incidência, cujas não conformidade, destacou- se a utilização de seringas comuns para administração de dietas na gavagem simples (100% de 7 observações), preenchimento incompleto do rótulo da dieta (100% de 102), não descarte do frasco de água para lavagem das sondas com reutilização dos mesmos (74% de 69 observações) e utilização de tampas protetoras oclusivas como adaptação na vedação de sondas (57% de 7 observações). Após as implantação do procedimento operacional padrão, foram sugeridas soluções, tais como a eliminação da utilização de seringas comuns compatíveis a cateteres venosos para administração de dietas em bomba e ou por gavagem simples, assim como a utilização de sondas gástricas com vedação de uso exclusivo, excluindo a adaptação de tampas protetoras compatíveis com cateteres venosos. A execução das correções geraram uma redução de custo direto de 39 a 48% em relação ao procedimento anterior. Concluiu se nesta pesquisa que a avaliação do procedimento operacional padrão permitiu identificar falhas latentes de acordo com a análise das taxas de conformidades na rotina relacionadas ao procedimento, assim como falhas ativas relacionadas a violações de processos de trabalhos já definidos na unidade. Na implantação do Procedimento operacional padrão, foi possível reduzir custos, melhorar a qualidade e definir boas práticas na execução do procedimento de administração de dietas por sondas, contribuindo para a segurança do paciente
metadata.dc.description.abstractother: In pediatric, the proper use of tube feeding is an important part of the treatment of a critically ill patient. Minimizing errors on diet administration is essential for the appropriate success of the patient’s improvement, safely, also contributing to a reduction of costs and morbidity. The study’s main goal was to examine a standard safety operating procedure for diets administration by a gastric and enteral tube feeding in a pediatric hospital in the intensive care unit. The study’s methodology was observational during the evaluation of the practical activities related to diets administration, daily performed by the Nursing team. In the observations,06 groups of elements used in the diet administration and milk by feeding tube were contemplated, and conducted a survey of 12 non-compliances related to those 06 elements, likely to be found in the deployment of standard operating procedure. This study used the triad of cost reduction, increase of safety and quality of the multidisciplinary team’s assistance to the pediatric and neonatal patients in the intensive care unit. During the investigation of part of the working process in the administration of tube feeding, sixteen patients were analyzed on 102 occasions, in each 62% were infants. Out of the total observations, 78 (73%) used a reduced bulk in the diet of 60ml, and 29 (27%) used a larger volume than 60ml. The devices used in diet administration were gastrostomy (G-tube), Nasojejunal (NJ-tube), nasogastric (NG-tube), nasoduodenal (ND-tube), gastrojejunal (GJ-tube), in 40, 38, 16 and 3% of the observations, respectively. Twelve possibilities of non-compliances were detected. Four of which were less common the use of syringes in simple gavage in diet administration (100% out of 7 observations), incomplete filling of the diet label (100% of 102), no disposal of the water bottle used to rinse the tubes and its reuse (74% out of 69 observations), and the use of the occlusive protective caps to fit as tube sealing (57% of 7 observations). Following the corrections of those proposed situations, it was suggested solutions such as the end of the use of common syringes compatible with venous catheters for diet administration by bombs and/or by simple gavage. It was also suggested the use of gastric tubes with exclusive gaskets, eliminating the adaptation of the protective caps compatible with venous catheters. Such corrections ended up in a reduction cost of 39 to 48% compared to the previous procedure. From this study we conclude that the evaluation of the standard operating position made possible to identify smoldering failures in the routines related to the work, such as active failures already defined in the unit. During the development of the standard operational procedure, it was possible to reduce costs, improve quality, as well as define good practices in tube feeding diets, contributing to the patient’s safety
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/11129
Appears in Collections:MESP-MI - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Mirelli Stephânia Oliveira Ramos Terra Dissertação.pdf2.12 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons