Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/11162
Title: Construcionalização do conector daí que em perspectiva funcional centrada no uso
Authors: Arena, Ana Beatriz
metadata.dc.contributor.advisor: Oliveira, Mariângela Rios de
metadata.dc.contributor.members: Rosário, Ivo da Costa do
Lima-Hernandes, Maria Célia
Azeredo, José Carlos de
Marques, Priscilla Mouta
Issue Date: 2015
Abstract: Na presente tese, investiga-se a rota de construcionalização de daí que em função conectora. Com base nos pressupostos teóricos da Linguística Funcional Centrada no Uso (LFCU), numa perspectiva dialógica entre Gramática de Construções, Gramaticalização de Construções e a abordagem construcional de Traugott & Trousdale (2013), entendem-se construções como o pareamento forma-sentido de duas ou mais palavras. Compõem o corpus textos escritos a partir do século XVII até a sincronia contemporânea (séculos XX e XXI) da língua portuguesa. Adotando-se metodologia pancrônica, propõe-se que usos em estruturas oracionais complexas, como daí se infere que e Conclui-se daí que, configurem-se, diacronicamente, como a gênese do conector daí que. Sincronicamente, após passar por mudanças construcionais, nosso objeto de estudo se consolida como conector lógico-argumentativo, verificando-se perda de fronteira e de composicionalidade de seus componentes: “A leitura do mundo precede a leitura da palavra, daí que a posterior leitura desta não pode prescindir da continuidade da leitura daquele” (Paulo Freire, 19811). Assumimos que relações metonímicas, pressões pragmático-discursivas, inferências sugeridas e subjetificação e intersubjetificação gradativas são fatores cruciais para o processo de construcionalização gramatical de daí que como conector lógico argumentativo, articulando relações de consequência e conclusão. Após extensas análises, pode-se confirmar a tese de que o conector daí que é um novo type no esquema [X-que], cujos padrões sintático-semânticos e pragmático-discursivos se forjaram em seus contextos de mudança.
metadata.dc.description.abstractother: In this thesis, we research the route of the constructionalization daí que in a connective function. Based on the assumptions of Usage Based Grammar theory, in a dialogical perspective of construction grammar, grammaticalization of constructions and Traugott & Trousdale (2013)’s constructional approach, we understand constructions as the form-meaning pairing of two or more words. The corpus is formed of Portuguese written texts from the 17th to the 21st centuries. By means of panchronic methodology, we propose that, diachronically, uses in complex sentences, as daí se infere que and Conclui-se daí que, are the genesis of daí que as a connective. In a synchronic dimension, after successive constructional changes, our object of study arises as an argumentative connective, and its components are no more compositional: “A leitura do mundo precede a leitura da palavra, daí que a posterior leitura desta não pode prescindir da continuidade da leitura daquele” (Paulo Freire). We assume that metonymic relations, pragmatic and discursive pressures, invited inferences and gradual subjectification and (inter)subjectification are crucial factors in the process of grammatical constructionalization of daí que as a logical-argumentative connective, linking onsequence and conclusion relations. After extensive data analysis, we can confirm our thesis that daí que connector is a new type in the schema [X-que], and its syntactic-semantic and pragmatic-discursive patterns were raised in its changing contexts.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/11162
Appears in Collections:POSLING - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
CONSTRUCIONALIZAÇÃO DO CONECTOR DAÍ QUE EM PERSPECTIVA FUNCI.pdf1.33 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons