Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/11327
Title: “Meme, meu idioma”: os usos e apropriações de memes por nativos digitais para falar de política no cotidiano
Authors: Rodrigues, Marina Roale Fabrício
metadata.dc.contributor.advisor: Medrado, Andrea Meyer Landulpho
metadata.dc.contributor.members: Baiense, Carla Félix
Medrado, Andrea Meyer Landulpho
Araujo, Marcelo Castañeda de
Issue Date: 2018
Abstract: Estamos vivendo em meio a um extraordinário aumento de nossa capacidade de compartilhar, trocar ideias e emitir opiniões, tudo isso fora de instituições e organizações tradicionais. Por isso, pensar a relação entre ciberespaço e política se torna cada vez mais necessário. O cenário é paradoxal, pois, ao mesmo tempo em que se vive uma avalanche informacional capaz de disseminar uma certa sensação de insegurança e caos, também se vivencia novas possibilidades de se expressar em rede e participar da vida em sociedade. Dentro desse cenário surgem novas formas de linguagem que se desdobram em diferentes usos e apropriações a partir de diferentes contextos. Essa nova conjuntura nos possibilita reflexões acerca de um novo jeito de pensar cotidiano, identidade e política. Por isso, nosso objetivo neste estudo é problematizar um dos fenômenos emergentes desse tempo: os memes. Partindo dos nativos digitais, também conhecidos como geração Z, buscamos entender as novas relações que os jovens estão construindo com a política brasileira no mundo contemporâneo.
metadata.dc.description.abstractother: We are living in the midst of an extraordinary expansion of our capacity to share, exchange ideas and exchange ideas, all of this beyond traditional institutions and organizations. Therefore, thinking about the relationship between cyberspace and politics becomes more and more necessary. The scenario is paradoxical, because, while we are experiencing an avalanche of information that disseminates a certain sense of insecurity and chaos, we also experience new possibilities of expressing ourselves in a network, in a participatory culture. Within this scenario new forms of language arise that emerge in different appropriations from different contexts. This new conjuncture allows us to reflect on a new way of thinking about everyday life, as well as identity and politics. Therefore, our objective in this study is to problematize one of the emerging phenomena of today: the memes. Framing the digital natives, also known as generation Z, we seek to understand the new relationships that young people are building with Brazilian politics in the contemporary world.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/11327
Appears in Collections:PPGMC - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Marina Roale_Dissertação Final2018.pdf3.05 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons