Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/11543
Title: Estudo da imobilização da enzima hidrolase de nucleosídeos de Leishmania donavani
Authors: Carvalho, Mariana Delle Piane de
metadata.dc.contributor.advisor: Moraes, Marcela Cristina de
metadata.dc.contributor.members: Boechat, Fernanda da Costa Santos
Rodrigues, Silvana Vianna
Issue Date: 2-Jul-2019
Publisher: Universidade Federal Fluminense
Citation: CARVALHO, Mariana Delle Piane de. Estudo da imobilização da enzima hidrolase de nucleosídeos de Leishmania donavani. Niterói, 2019. 44 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Química Industrial) - Instituto de Química, Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2019.
Abstract: A leishmaniose é uma doença cuja transmissão ocorre por protozoários parasitas do gênero Leishmania. Esta é uma doença que apresenta uma diversidade clínica epidemiológica, e dentre estas doenças, está a leishmaniose visceral, cujos agentes causadores são Leishmania donovani, Leishmania chagasi e Leishmania infantum. O surgimento de novos protozoários mais resistentes, o alto custo e a toxicidade do tratamento atual tem evidenciado a necessidade por novos tratamentos seguros e eficazes para a leishmaniose. A doença é geralmente fatal para pacientes que não forem tratados adequadamente, principalmente quando ocorre a co-infecção com o vírus da imunodeficiência humana. Este protozoário é altamente dependente da via de salvação de purinas/pirimidinas para a síntese de nucleosídeos, o que torna as enzimas desta via atrativos alvos para a busca por novas substâncias bioativas. A Hidrolase de Nucleosídeos de Leishmania Donovani (LdNH) é uma enzima chave na via de salvação de purinas, e por isso vem sendo extensivamente estudada na busca para novos fármacos para o tratamento da leishmaniose. Neste contexto, ao buscar uma técnica ideal para o estudo dessa enzima, podem-se encontrar potenciais inibidores para esta via. Os métodos cromatográficos tem se mostrado muito eficientes para a técnica de triagem de inibidores. Além disso, o emprego de enzimas imobilizadas em suportes as torna mais estáveis, possibilitando sua a reutilização e dando maior reprodutibilidade aos ensaios. Neste estudo, teve-se como objetivo a imobilização em partículas magnéticas da enzima Hidrolase de Nucleosídeos de Leishmania donavani e o monitoramento da sua atividade através de um método de cromatografia líquida de alta eficiência (CLAE), visando o desenvolvimento de um método de triagem eficiente e robusto para o estudo das propriedades enzimáticas da enzima LdNH. Os métodos validados neste trabalho podem ser utilizados para estudos de identificação de novos inibidores enzimáticos como potenciais protótipos de medicamentos para o tratamento da leishmaniose.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/11543
Appears in Collections:GGQ - Trabalhos de Conclusão de Curso - Bacharelado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MFC 2019.1_(Mariana Delle Piane de Carvalho).pdf.pdf876.16 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons