Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/11568
Title: Avaliação de extratores de silício disponível em solo do Estado do Rio de Janeiro
Authors: Cavalleiro, Sara Frahlich
metadata.dc.contributor.advisor: Donagemma, Raquel Andrade
metadata.dc.contributor.advisorco: Donagemma, Guilherme Kangussú
metadata.dc.contributor.members: Assis, Roberta Amorim de
Sella, Sílvia Maria
Issue Date: 5-Jul-2019
Publisher: Universidade Federal Fluminense
Citation: CAVALLEIRO, Sara Frahlich. Avaliação de extratores de silício disponível em solo do Estado do Rio de Janeiro. Niterói, 2019. 53 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Química Industrial) - Instituto de Química, Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2019.
Abstract: Uma composição equilibrada de nutrientes no solo é fundamental para o crescimento saudável das culturas. O silício (Si) ainda não é considerado um elemento essencial para os vegetais, porém estudos acerca da absorção de silício disponível em solos pelas plantas vêm demonstrando que esse elemento pode trazer benefícios diversos, tais como: aumento da tolerância ao ataque de doenças e pragas, diminuição da transpiração, melhora na postura da planta e na taxa fotossintética, entre outros. Nesse sentido, o silício já é considerado um elemento benéfico para as plantas, sobretudo para gramíneas, como por exemplo: pastagens, cana de açúcar e arroz. De um modo geral, os solos tropicais, por serem muito intemperizados, apresentam baixos teores de silício disponível no solo. A extração do silício disponível no solo tem sido realizada pelo uso de vários extratores, como o CaCl2, KCl, CH3COOH e tampão acetato. Contudo, devido a grande diversidade nos atributos dos solos brasileiros, o estudo do extrator de silício deve levar em consideração não somente o tipo de solo o qual se deseja analisar, mas qual o tipo de manejo e condições climáticas da região. Neste trabalho, foi avaliada a eficiência de três extratores de silício: CaCl2 0,01 mol L-1, água e uma solução tampão de acetato de sódio a pH 4,0 e foi implementada uma metodologia para quantificar o silício disponível em uma amostra de Argissolo Amarelo da região de Macaé – RJ em três diferentes horizontes: Ap, Bt e Ba, através de uma reação colorimétrica em que há a formação de um complexo de silício de cor azul e sua consequente determinação espectrofométrica. As médias de silício disponível extraídas de cada horizonte por cada extrator foram comparadas por meio de teste Tukey. Observou-se que a água foi o melhor extrator para os solos em questão, pois extraiu maior quantidade de silício disponível. Houve diferença significativa entre os resultados dos extratores avaliados para a amostra do horizonte Ap. Entretanto, para amostras do horizonte Bt não foi observada diferença significativa entre os extratores e para o horizonte BA apenas os extratores água e tampão acetato diferem-se. Por conta disso, estudos com outros solos devem ser feitos para a recomendação do extrator mais adequado para os solos do Rio de Janeiro.
metadata.dc.description.abstractother: A balanced composition of nutrients in the soil is critical to healthy crop growth. Silicon (Si) is not yet considered an essential element for plants, but studies about the absorption by plants of silicon available in soil have demonstrated that this element can bring diverse benefits, such as: increased tolerance to disease and pest attack, decreased transpiration, improved plant posture and photosynthetic rate, among others. In this respect, the silicon is already considered a beneficial element for the plants, mainly for grasses, like pastures, cane of sugar and rice. In general tropical soils have low levels of silicon available because they are very weathered. Extraction of the available silicon in the soil has been accomplished by the use of several extractors, such as CaCl2, KCl, CH3COOH and acetate buffer. However, due to the great diversity in the attributes of Brazilian soils, the study of the silicon extractor should take into account not only the type of soil, but also its agricultural region of origin. In this monograph, the efficiency of three silicon extractors was evaluated: 0,01 mol L-1 CaCl2, water and a sodium acetate buffer solution at pH 4,0 and a methodology was implemented to quantify the silicon available in a sample of “Argissolo amarelo” from Macaé – RJ in three different horizons: Ap, Bt e BA, through a colorimetric reaction in which there is the formation of a blue complex of silicon and consequent spectrophometric determination. The averages of available silicon extracted from each horizon by each extractor were compared by Tukey test. It was observed that water was the best extractor for the soils in question, as it extracted a larger amount of available silicon. There was a significant difference between the results of the extractors evaluated for the Ap horizon sample. However, for the Bt horizon samples, no significant difference was observed and for the BA horizon only the extractors water and acetate buffer differ. Because of that, studies with other soils, should be made for the recommendation of the most suitable extractor for the soils of Rio de Janeiro.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/11568
Appears in Collections:GGQ - Trabalhos de Conclusão de Curso - Bacharelado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MFC 2019.1_Sara Frahlich Cavalleiro.pdf1.1 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons