Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/11633
Title: Eletroacupuntura para amadurecimento cervical prévio à indução do parto: ensaio clínico randomizado
Authors: Gribel, Gisèle Passos da Costa
metadata.dc.contributor.advisor: Sá, Renato Augusto Moreira de
metadata.dc.contributor.advisorco: Oliveira, Cristiane Alves de
metadata.dc.contributor.members: Lugon, Jocemir Ronaldo
Farias, Fernado
Bornia, Rita Bernadete Guérios
Issue Date: 2010
Citation: GRIBEL, Gisèle Passos da Costa. Eletroacupuntura para amadurecimento cervical prévio à indução do parto: ensaio clínico randomizado. 2010. 55 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Médicas) - Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2010.
Abstract: Objetivo primário: Comparar a utilização da eletroacupuntura ao misoprostol na indução do parto em pacientes com colo desfavorável. Objetivos secundários: Observar as características dos partos nos dois tipos de indução. Métodos: 67 gestantes com índice de Bishop < 7, feto único com vitalidade preservada e peso estimado pela ultrassonografia entre o percentil 10 e 95 para a idade gestacional, em apresentação cefálica, idade gestacional confirmada pela ultrassonografia de primeiro trimestre, apresentando indicação obstétrica de indução, foram randomizadas em 2 grupos com 35 e 32 participantes, respectivamente: AC (indução por acupuntura), ou M ( indução por misoprostol). Resultados: Não se observaram diferenças significativas quanto a idade, idade gestacional, peso fetal, paridade, índice de Bishop ou indicação de indução nos grupos estudados. O desfecho principal, início do trabalho de parto, foi obtido nos dois grupos sem diferenças significativas quanto a sua frequência (p = 0,07) e tempo de indução (p = 0,29). Notou-se no grupo AC ausência de complicações obstétricas, partos de maior duração (p = 0,036) e maior satisfação das pacientes (p = 0,046). No grupo M, houve maior frequência de partos cesáreos (p = 0,014) e complicações obstétricas em baixa frequência (9,3%). Conclusão: a eletroacupuntura é capaz de induzir o parto com eficácia semelhante ao misoprostol, nos protocolos utilizados, com frequência significativamente maior de partos vaginais, sem ocorrência de complicações obstétricas
metadata.dc.description.abstractother: The present study was aimed to compare the effects of the use of electroacupuncture and misoprostol in inducing labor in patients with Bishop score < 7, and to observe the characteristics of labor in both types of induction. Sixty – seven pregnant women with Bishop score < 7, single cephalic presentation, with gestational age confirmed by first – trimester ultrasound, reactive cardiotocography and amniotic fluid volume and ultrasound estimated fetal weigth within 10 and 95 percentiles range for gestational age were selected. They were randomized into two groups for induction by electroacupuncture (AC) or misoprostol (M). There were no significant differences regarding age, gestational age, fetal weight, parity, Bishop score, or indication for induction. Labor was the main outcome, which was obtained in both groups without significant difference regarding frequency (p = 0.07) and time of induction ( p = 0.29) . Absence of obstetric complication, increased duration of labor (p = 0.036) and higher satisfaction of the patients ( p = 0.046) were observed in the patients of group AC. Higher frequency of cesarean sections (p = 0.014) and obstetric complications (9.3%) were observed in patients of group M. Our results showed that electroacupuncture can be used to obtain cervical ripening with similar results as compared with misoprostol, with a significantly higher frequency of vaginal deliveries and without occurrence of obstetric complications
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/11633
Appears in Collections:PPGCM - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
GISÈLE PASSOS DA COSTA GRIBEL DISSERTAÇÃO.pdf912.4 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons