Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/11708
Title: Efeitos de treinamento de força sobre a composição corporal e força muscular em pacientes sob hemodiálise
Authors: Oliveira, Bruno Bessa Monteiro de
metadata.dc.contributor.advisor: Mafra, Denise
metadata.dc.contributor.advisorco: Silva, Elirez Bezerra da
metadata.dc.contributor.members: Anjos, Luiz Antonio dos
Leite Júnior, Maurilo de Nazaré de Lima
Leal, Viviane de Oliveira
Issue Date: 2012
Citation: OLIVEIRA, Bruno Bessa Monteiro de. Efeitos de treinamento de força sobre a composição corporal e força muscular em pacientes sob hemodiálise. 2012. 64 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Médicas|) - Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2012.
Abstract: Pacientes com doença renal crônica (DRC) em hemodiálise (HD) apresentam várias alterações sistêmicas como inflamação, acidose metabólica e anorexia, capazes de contribuir para a perda de capacidade funcional, massa e força muscular, os quais exercem, desta forma, um impacto negativo sobre a morbimortalidade desses pacientes. O treinamento de força muscular pode atenuar tais efeitos da DRC no sistema muscular esquelético. O presente trabalho teve como objetivo avaliar os efeitos do treinamento de força muscular intradialítico na força muscular, capacidade funcional, composição corporal e na qualidade de vida de pacientes em HD. O treinamento de força foi aplicado três vezes por semana durante a sessão de HD por um período de seis meses em 28 pacientes em HD (16 homens e 12 mulheres, idade 46,3 ± 11,8 anos; IMC 23,8 ± 4,07 Kg/m²; e, % de gordura corporal (GC) 29,7±6,4%). Os níveis de força muscular foram medidos pelo dinamômetro isocinético Cybex-Norm®, a avaliação da capacidade física pelos testes de sentar e levantar - SL10 e SL60, também foram avaliados os dados bioquímicos, antropométricos, e de qualidade de vida (questionário SF-36). A análise estatística foi realizada utilizando-se o teste t de Student pareado, para um nível de significância p ≤ 0,05, do pacote SPSS 11.0. Os testes funcionais SL10 e SL60 apresentaram melhoras significativas no grupo das mulheres (p<0,001 e p<0,03, respectivamente) e no grupo dos homens houve melhora no SL10 (p<0,0001). Os homens apresentaram melhora na composição corporal com diminuição do % CG (p<0,05) e aumento da massa livre de gordura (MLG) (p<0,01) e no grupo das mulheres houve diminuição do %CG (p<0,01), da dobra cutânea bicipital (DCT) (p<0,05), aumento da MLG (p<0,05). No que se refere ao SF-36, houve melhora em 3 dos 8 componentes do questionário. Todavia, não houve alterações significativas nos valores de força muscular (extensor e flexor) e, no que se refere à análise bioquímica, os níveis de uréia foram reduzidos após o treinamento. O treinamento de força intradialítico foi benéfico para pacientes em HD contribuindo para melhora da capacidade física, da composição corporal e da qualidade de vida. No entanto, não houve melhora da força muscular nesses pacientes.
metadata.dc.description.abstractother: Patients with chronic kidney disease (CKD) on hemodialysis (HD) present various systemic alterations such as inflammation, metabolic acidosis and anorexia, which contribute to loss of functional capacity, muscle mass and strength. The resistance training (RT) can reduce such effects of CKD on the musculoskeletal system. The aim of this study was to evaluate the effects of intradialytic RT on the body composition, functional capacity and strength muscle in HD patients. The RT was applied 3 times a week during hemodialysis session for a period of 6 months in 28 HD patients (16 men e 12 women, age 46.3 ± 11.8 years; BMI 23.8 ± 40 Kg/m²; and, % of body fat 29.7 ± 6.4%). The muscle strength was measured by isokinetic dynamometer Cybex-Norm, the functional capacity by Sit-to-Stand Tests (10-TSS, 10-Times-Sit-to-Stand Test, and SS-60, amount of sit-to-stand able to accomplish in 60 seconds). Biochemical and anthropometric data were measured and quality of live evaluated by SF-36. Statistical analysis was performed by SPSS 17.0 package using Paired-Sample t test with a significance level of p≤0.05. The SL10 and SL60 functional tests showed significant improvement in the female group (p=0.001; p=0.03 respectively) and in males, there was an improvement in SL10 (p=0.0001). In the SF-36 was improved in 3 of the 8 questionnaire components. The % body fat was decreased significanlty after exercises. However, no significant change in the values of muscle strength (extensor and flexor) was observed. In conclusion, the RT during 6 months was beneficial for HD patients with improvement in physical function, body composition and quality of life, but without improvement in muscle strength.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/11708
Appears in Collections:PPGCM - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação Final Bruno Bessa.pdf889.44 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons