Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/11787
Title: Evidências do cuidado de enfermagem para o conforto/bem-estar dos clientes com dermatoses imunobolhosas: ensaio clínico
Other Titles: Evidences of nursing care for the comfort/well being of clients with immunobullos dermatoses: a clinical trial
Authors: Brandão, Euzeli da Silva
metadata.dc.contributor.advisor: Santos, Iraci dos
metadata.dc.contributor.members: Gamba, Mônica Antar
Oliveira, Beatriz Guitton Renaud Baptista de
Ferreira, Adriano Menis
Azulay-Abulafia, Luna
Issue Date: 2014
Citation: BRANDÃO, Euzeli da Silva. Evidências do cuidado de enfermagem para o conforto/bem-estar dos clientes com dermatoses imunobolhosas: ensaio clínico. 2014. 314 f. Tese (Doutorado em Enfermagem) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2014.
Abstract: O contato com pessoas acometidas por dermatoses imunobolhosas (DI) é impactante devido ao visível sofrimento causado pelo desconforto/mal-estar e comprometimento da autoimagem. Trata-se de um grupo de doenças de evolução crônica cuja manifestação primária e fundamental consiste no desenvolvimento de bolhas e menos frequentemente de vesículas na pele e/ou mucosas. O desafio de cuidar desta clientela justifica-se pelo caráter desfigurante e desconfortante, complexidade e vulnerabilidade a complicações, dentre as quais infecções e infestações, principalmente no ambiente hospitalar, fato agravado pelas drogas imunossupressoras utilizadas para o tratamento. Neste contexto, sobreleva-se a necessidade de ampliação do cuidado de enfermagem, sem limitar-se ao cumprimento das prescrições dos demais profissionais de saúde, objetivando atender às necessidades desta clientela e contemplá-la em todas as suas dimensões. Assim, este estudo teve como objetivo geral: propor uma Tecnologia de Cuidados de Enfermagem ao Cliente com Dermatoses Imunobolhosas (TCECDI) que reconheça padrões de conforto/bemestar do cliente hospitalizado, antes e após a sua aplicação. A necessidade de trabalhar com dados imprecisos como a subjetividade do conforto/bem-estar, e com um grupo de doenças de incomum acometimento às pessoas, despertou o interesse pela lógica fuzzy, uma teoria que auxilia na compreensão dos conceitos que extrapolam as barreiras da lógica formal, permitindo estabelecer diferentes graus de pertinência dos atributos julgados relevantes, representando uma ferramenta que pode capturar informações subjetivas convertendo-as em valores de pertinência. Os atributos estabelecidos para avaliação do conforto nos três momentos foram: dor, mobilidade, padrão de sono, exposição do corpo e das lesões, conhecimento sobre a doença e autocuidado. Trata-se de um estudo quase experimental, interinstitucional, realizado no período de junho de 2012 a abril de 2013, em unidades de internação especializadas em dermatologia localizadas no Rio de Janeiro e no Mato Grosso do Sul. O delineamento alternativo para o ensaio clínico utilizado foi destinado a um único grupo não randomizado do tipo série temporal. As aferições foram realizadas antes (T0), 24 horas após (T1) e uma semana após (T2) o recebimento da intervenção. Como inexiste grupo controle, em cada sujeito considerou-se o seu próprio controle. Baseando-se nas classificações advindas da lógica fuzzy, na definição de conforto e nos três sentidos técnicos preconizados por Kolcaba: alívio, calma e transcendência, constatou-se a redução significativa no padrão de desconforto. Assim, pode-se afirmar que a implementação da TCECDI interferiu de forma expressiva e positiva nas necessidades de conforto dos sujeitos do estudo. Ao privilegiar a autonomia do enfermeiro e o seu saber específico, esta pesquisa contribuiu para a enfermagem como profissão, preenchendo lacunas nesta área do conhecimento, possibilitando o ensino qualificado, além de estimular entre os profissionais de saúde a reflexão, compreensão e desenvolvimento de outras pesquisas sobre a prática do cuidado em saúde, principalmente em dermatologia.
metadata.dc.description.abstractother: The contact with people affected by immunobullous dermatoses (ID) is stunning due to the evident suffering caused by the discomfort/poor welfare, as well as the commitment of the selfimage. That is a group of chronic diseases, whose primary and fundamental manifestation consists in the development of blisters and, less frequently, vesicles in the skin and/or mucosae. The challenge of taking care of these clients is justified by the deforming and uncomfortable nature, as well as its complexity and vulnerability to complications, including infections and infestations, mainly in hospital environment, a fact that is worsened by the immunosuppressive drugs used in its treatment. In this context, the need to increase the nursing care becomes evident, without failing to observe the prescriptions by the other healthcare professionals, with a view to meeting the needs of these clients and fulfilling these needs in all of their dimensions. Therefore, the aim of this study is to propose a Nursing Care Technology for the Client with immunobullous dermatoses (TCECDI) that acknowledges comfort/welfare standards of the inpatient before and after its application. The constraint of working with inaccurate data such as the subjectivity of comfort/welfare, and with a group of diseases that affect people in an uncommon manner, has sparked the interest by the fuzzy logic, a theory that helps understand the concepts that extrapolate the barriers of formal logic, thus enabling the establishment of different degrees of pertinence of the attributes deemed relevant, representing a tool that may collect subjective data and convert them into pertinence values. The attributes established to assess the comfort in the three moments were: pain, mobility, sleep pattern, exposure of the body and the injuries, knowledge on the disease and self-care. That is a quasiexperimental, interinstitutional study, carried out from June 2012 to April 2013, in inpatient units specialized in dermatology located in the states of Rio de Janeiro and Mato Grosso do Sul. The alternative design for the clinical trial used was intended to a single non-randomized group of the time-series type. The calculations were made before (T0), 24 hours later (T1) and one week later (T2) receiving the intervention. As there is no control group, each subject was regarded as his/her own control group. Based on the classifications derived from fuzzy logic, in the definition of comfort and in the three technical senses define by Kolcaba: relief, ease and transcendence, we observed a significant reduction in the discomfort pattern. Therefore, we may affirm that the implementation of the TCECDI interfered, in a explicit and positive manner, on the comfort needs of the study subjects. By favoring the autonomy of the nurse and his/her specific knowledge, this research contributed to nursing as a profession, filling gaps in the field of knowledge, enabling qualified training, as well as stimulating, among the healthcare professionals, the reflection, understanding and development of further research on the healthcare practice, mainly in dermatology.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/11787
Appears in Collections:EEAAC - Produção Docente - Teses - Niterói

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Euzeli da Silva Brandão_Tese.pdf3.87 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons