Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/11801
Title: Educação permanente em saúde no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro campus Engenheiro Paulo de Frontin
Authors: Castro, Jessika Afonso
metadata.dc.contributor.advisor: Cordeiro, Benedito Carlos
metadata.dc.contributor.members: Chagas, Magda de Souza
Almeida, Ana Clementina Vieira de
Victorino, Vanessa Jacob
Kneipp, Ricardo Esteves
Issue Date: 2019
Citation: CASTRO, Jessika Afonso. Educação permanente em saúde no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro campus Engenheiro Paulo de Frontin. 2019. 136 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Ensino na Saúde) - Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2019.
Abstract: Diante de um acidente ou uma situação de emergência, professores e técnicos administrativos da educação devem estar preparados para atuar de forma rápida e eficiente nos primeiros socorros aos alunos. Este estudo é resultado de inquietações da autora sobre o seu papel de enfermeira na promoção de ensino da saúde dentro do ambiente escolar. A problematização da falta de capacitação daqueles à frente dos primeiros socorros ensejou a pesquisa dessa temática entre os servidores públicos atuantes no campus Engenheiro Paulo de Frontin, do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro. O objetivo geral deste estudo foi implantar a Educação Permanente em Saúde para os servidores da educação, partindo do mote dos primeiros socorros. Já os objetivos específicos, foram analisar a percepção dos profissionais da educação sobre a importância do conhecimento de práticas de primeiros socorros em suas atividades, identificar a amplitude de conhecimento deles sobre as condutas de primeiros socorros e elaborar um plano de Educação Permanente em Saúde viável à realidade dessa população estudada. A metodologia utilizada foi a pesquisa-ação com ênfase na abordagem qualitativa. Os dados foram coletados em três momentos, por meio de entrevista semiestruturada, aplicação de um questionário-teste e realização de oficinas de Educação Permanente em Primeiros Socorros. O questionário-teste foi utilizado para verificar e quantificar o conhecimento em primeiros socorros dos servidores públicos da educação. As entrevistas semiestruturadas permitiram examinar as percepções dos servidores quanto à relevância do conhecimento em primeiros socorros e, secundariamente, à qualificação do próprio conhecimento sobre o assunto. O tratamento e análise dos dados foram realizados por meio de conteúdo de Bardin para as entrevistas semiestruturadas e de estatística simples para os questionários-teste e análise. O estudo foi submetido à aprovação do comitê de ética em pesquisa (CEP) da Faculdade de Medicina da UFF, cujo número do parecer consubstanciado de aprovação é 2.585.337. Ao analisar a percepção dos servidores sobre a importância dos primeiros socorros para suas atuações laborais no ambiente escolar surgiram três categorias temáticas: Categoria 1. Precisão e eficiência para salvar vidas e garantir a sua integridade física e emocional no socorro básico ou em caso de emergência, Categoria 2. Um ato de responsabilidade e Categoria 3. Conhecimento exclusivo ao profissional de saúde. A média de acertos dos participantes no teste de conhecimento de primeiros socorros foi superior ao encontrado em estudos nacionais e internacionais, apesar das falas durante as entrevistas reportarem a percepção de despreparo, falta de conhecimento e insegurança em conduzir práticas de primeiros socorros. Como produto de pesquisa, elaborou-se um plano de Educação Permanente em Saúde para o campus Engenheiro Paulo de Frontin e uma sala virtual Moodle, e como subproduto um portfólio com a descrição e registros fotográficos das oficinas de Educação Permanente em Saúde. Conclui-se, que a Educação Permanente em Saúde representou uma estratégia eficiente para o ensino e aprendizagem dos primeiros socorros no cenário estudado, contribuindo para o debate da problemática de saúde no campus e na resolutividade da mesma.
metadata.dc.description.abstractother: In a case of an accident or a situation of an emergency, teachers and administrative servants of education should be prepared to give fast and efficiently first aid to students. This study is the result of the author's concerns about her role as a nurse in promoting health education within the school environment. The problematization about the lack of to capacitate in front of first aid prompted the research of this theme between public servants that work at the Engenheiro Paulo de Frontin campus of the Federal Institute of Education, Science and Technology of Rio de Janeiro. The general objective of this study was to implement Permanent Health Education for the education staff, starting from the thematic of first aid. The specific objectives were analyze the perception of education professionals about the importance of knowledge of first aid practices in their activities, identify the breadth of knowledge about first aid procedures and to elaborate a viable Permanent Health Education plan the reality of this studied population. The methodology used was action research with emphasis on the qualitative approach. Data were was collected in three modes, through semi-structured interviews, the application of a test questionnaire and the holding of Permanent Education in first aid. The test-questionnaire was used to verify and quantify the fist aid knowledge of public education officials. The semistructured interviews allowed us to examine the servants regarding the relevance of knowledge in first aid and, secondarily, the qualification of their own knowledge on the subject. Data treatment and analysis were performed using simple statistics for the test questionnaires and Bardin content analysis for semi-structured interviews. The study was submitted for approval to the Research Ethics Committee (CEP) by UFF School of Medicine, whose number of the approved opinion is 2.585.337. When analyzing the perception of the servants about the importance of first aid for their work performance in the school environment, three thematic categories emerged: Category 1 - Accuracy and efficiency in saving lives and ensuring their physical and emotional integrity in basic help or in case of emergency, Category 2 - An act of responsibility and Category 3 - Exclusive knowledge to the healthcare professional. The average success rate of participants in the first aid knowledge test was higher than that found in international or national studies, although the statements during the interviews reported the perception of unpreparedness, lack of knowledge and insecurity to conduct first aid practices. As a research product, a Permanent Health Education plan was prepared for the Engenheiro Paulo de Frontin campus in a Moodle virtual room and as a byproduct a portfolio with the description and photographic records of the permanent health education workshops. It is concluded that Permanent Health Education represented an efficient strategy for teaching and learning first aid in the studied scenario, contributing to the debate on the health problem on campus and its resolution.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/11801
Appears in Collections:MPES - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Jessika Afonso Castro.pdf6.02 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons