Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/11814
Title: Os diferentes impactos dos regimes monetários sobre o poder de compra da classe assalariada
Authors: Pereira, Júlia Meira
metadata.dc.contributor.advisor: Tostes, Felipe Santos
metadata.dc.contributor.members: Tostes, Felipe Santos
Silva, Breno Augusto da Silva e
Aredes, Alan Figueiredo de
Issue Date: 19-Jul-2019
Publisher: Universidade Federal Flumiense
Citation: PEREIRA, Júlia Meira. Os diferentes impactos dos regimes monetários sobre o poder de compra da classe assalariada. 2019. 53 f. Trabalho final de curso (Bacharelado em Ciências Econômicas)--Universidade Federal Fluminense, Instituto de Ciências da Sociedade e Desenvolvimento Regional, Campos dos Goytacazes, 2019.
Abstract: Os regimes monetários são caracterizados pela utilização do instrumento de âncoras nominais. Dessa forma um mecanismo econômico é fixado ou estabelecido um teto ou nível de variação. Esse controle do mecanismo pode ser tanto em relação a taxa de inflação, estoque monetário ou taxa de câmbio. Os policymakers no Brasil, a partir de 1994, utilizaram-se de três tipos de regimes monetários: metas monetárias, metas cambias e metas de inflação. O presente trabalho terá como foco a análise das metas cambiais e das metas de inflação por terem sido empregadas durante mais tempo (outubro de 1994 a dezembro de 1998 e de 1999 até o presente momento, respectivamente). A hipótese básica que do trabalho é que a utilização do mecanismo da taxa de juros como principal meio para conter a inflação não é o melhor cenário para a classe assalariada. Neste caso, a utilização de uma política alternativa, seria mais indicada levando em consideração o poder aquisitivo da classe assalariada. Para tanto, utilizou-se de duas análises econométricas a fim de se verificar essa relação, tendo como horizonte temporal os períodos de 1994 a 1998 e 2001 a 2015. Apesar dos resultados não serem conclusivos, o regime de metas de inflação apresentou resultados levemente melhores com relação ao salário real do que o regime de metas cambias. Entretanto, não é possível afirmar categoricamente que o regime de metas de inflação seja necessariamente melhor, dado que no período de sua implementação ocorreu também uma política de valorização do salário mínimo mais ampla do que a que foi implementada durante a vigência do regime de metas cambiais
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/11814
Appears in Collections:GCE - Trabalhos de Conclusão de Curso - Campos dos Goytacazes

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Júlia Meira Pereira (2019), Os diferentes impactos dos regimes monetários.pdfJúlia Meira Pereira (2019), Os diferentes impactos dos regimes monetários sobre o poder de compra da classe assalariada706.96 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.