Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/11860
Title: Estudo transversal de aspectos reprodutivos em micos-de-cheiro – saimiri (Voigt 1831) - primates mantidos em ambiente ex-situ no serviço de criação de primatas não humanos da fundação oswaldo cruz (fiocruz-rj): avaliação sérica de progesterona, colpocitologia vaginal e ocorrência de staphylococcus spp na microbiota vaginal
Authors: Donato, Anna Carolina de Jesus
metadata.dc.contributor.advisor: Ferreira, Ana Maria Reis
metadata.dc.contributor.members: Rodrigues, André Luís Rios
Mondino, Silvia Susana Bona de
Dias, Eliane Pedra
Andrade, Márcia Cristina Ribeiro
Kugelmeier, Tatiana
Issue Date: 2012
Citation: DONATO, Anna Carolina de Jesus. Estudo transversal de aspectos reprodutivos em micos-de-cheiro - saimiri (voigt 1831) – primates mantidos em ambiente ex-situ no serviço de criação de primatas não humanos da fundação oswaldo cruz (fiocruz-rj): avaliação sérica de progesterona, colpocitologia vaginal e ocorrência de staphylococcus spp na microbiota vaginal. 2012. 123 f. Tese (Doutorado em Patologia) - Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2012.
Abstract: O Brasil abriga a maior fauna primatológica do planeta e esse patrimônio encontra-se ameaçado de extinção devido a destruição ambiental. Além do aspecto conservacionista, a manutenção em cativeiro apresenta outra faceta relevante: a utilização como modelos biológicos em pesquisas biomédicas e fornece dados importantes, contribuindo na literatura científica. O objetivo do presente estudo foi avaliar aspectos da fisiopatologia da reprodução de fêmeas reprodutivas, não reprodutivas e nulíparas durante o início da temporada reprodutiva de micos-de-cheiro (Saimiri spp) pertencentes à colônia da Fundação Oswaldo Cruz. Visamos também determinar a ocorrência de Staphylococcus spp. na microbiota vaginal da colônia de Saimiri spp da Fiocruz; avaliar o perfil de suscetibilidade aos antimicrobianos das amostras isoladas, verificando a ocorrência de Staphylococcus spp resistentes à meticilina; descrever os achados colpocitológicos em fêmeas de micos-de-cheiro (Saimiri spp) e determinar as concentrações séricas de progesterona em fêmeas de micos-de-cheiro (Saimiri spp). Foram avaliadas 177 fêmeas (Saimiri sciureus e S. ustus) com idade de três a 22 anos, quanto a colonização vaginal por Staphylococcus spp, a dosagem de concentração sérica de progesterona por radio-imunoensaio e avaliação colpocitológica (foram excluídas aquelas com menos de 4 anos, por serem imaturas sexualmente). Como resultados, foi observado média de concentração sérica de progesterona de 14,076±11,304 ng/mL no âmbito geral. Das 177 fêmeas, 56,5% foram classificadas como cíclicas após avaliação colpocitológica. Foi observada colonização vaginal por Staphylococcus spp, em 54,2% das fêmeas e em 18,1% com menos de 4 anos, 30,9% entre 4 e 10 anos e 51,1% com mais de 10 anos (p<0,05). Considerando fêmeas nulíparas, a colonização foi de 45,3%, de 16,8% em primíparas e 37,9% nas pluríparas. Houve colonização por Staphylococcus spp. em 10,5% das fêmeas com históricos de abortamento e igual percentual para natimortos (p>0,05). A gentamicina mostrou-se mais eficaz (100%) e a tetraciclina a menos indicada, com resistência em 28,4%. Em 13,7% das amostras foram evidenciadas cepas resistentes à meticilina. Concluiu-se que diante do percentual de isolamento de Staphylococcus spp em 54,2% das amostras vaginais dos animais estudados; foi apontada uma maior frequência de colonização vaginal por Staphylococcus spp. em faixa etária de micos-de-cheiro com mais de dez anos; não foi observada relação entre a a colonização vaginal estafilocócica com maior experiência reprodutiva materna e tampouco com a ocorrência de abortamentos e natimortos; cepas de Staphylococcus spp. coagulase-negativas isoladas em amostras vaginais são mais frequentes que as coagulase-positivas; a gentamicina foi o antibiótico de maior susceptibilidade, enquanto que a tetraciclina teve a maior taxa de resistência; o isolamento de cepas resistentes à meticilina reforça os cuidados com biossegurança na colônia; Saimiri spp apresentam achados colpocitológicos semelhantes àqueles descritos em primatas humanos e não humanos, sendo uma ferramenta útil para a avaliação de ciclicidade em Saimiri spp
metadata.dc.description.abstractother: Brazil is home to the largest primatological fauna of the planet and this heritage is threatened with extinction due to environmental destruction. Besides the aspect of conservation, maintenance in captivity presents another facet relevant: use as models in biological and biomedical research provides key data, contributing to the scientific literature. The aim of this study was to evaluate aspects of the pathophysiology of reproduction of female reproductive and non-reproductive gilts during early reproductive season Saimiri spp colony belonging to the Oswaldo Cruz Foundation. We aim also to determine the occurrence of Staphylococcus spp. vaginal microbiota in the colony of Saimiri spp Oswaldo Cruz Foundation; evaluate the profile of antimicrobial susceptibility of isolates, verifying the occurrence of methicillin-resistant Staphylococcus spp; colpocytologic describe findings in female squirrel monkey (Saimiri spp) and determine serum concentrations of progesterone in female squirrel monkey (Saimiri spp.) We evaluated 177 females (Saimiri sciureus and S. ustus) aged three to 22 years, as vaginal colonization by Staphylococcus spp, the dosage of progesterone concentration by radioimmunoassay and colpocytologic evaluation (excluded were those with less than 4 years because they are sexually immature). As results, observed mean serum concentration of progesterone 14,076 ± 11,304 ng / mL in general. Of the 177 females, 56,5% were classified as cyclical after colpocytologic evaluation. It was observed vaginal colonization by Staphylococcus spp in 54,2% of females and 18,1% with less than 4 years, 30,9% between 4 and 10 years and 51,1% over 10 years (p<0,05). Considering females, colonization was 45,3%, 16,8% and 37,9% in nulliparous, primiparous and pluriparous, respectively. There were colonization by Staphylococcus spp. 10,5% of females with histories of miscarriage and stillbirth for equal percentage (p>0,05). Gentamicin was more effective (100%) and tetracycline unless indicated with resistance at 28,4%. In 13,7% of the samples were found methicillin-resistant strains. It was concluded that given the percentage of isolation of staphylococci in 54,2% of vaginal samples of the animals studied, was appointed an increased frequency of vaginal colonization by Staphylococcus spp. in aged squirrel monkey with more than ten years; no relationship was observed between a vaginal staphylococcal colonization with higher maternal reproductive experience, nor with the occurrence of miscarriages and stillbirths; Staphylococcus spp. Coagulase-negative bacteria isolated from vaginal samples are more frequent than the coagulase positive; gentamicin was the antibiotic susceptibility greater, whereas tetracycline had the highest rate of resistance; the isolation of strains resistant to methicillin enhancing the biosafety care in colony; Saimiri spp colpocytologic present findings were similar to those described in human and nonhuman primates, being a useful tool for the evaluation of cyclicity in Saimiri spp
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/11860
Appears in Collections:PPGPatol - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ANNA CAROLINA DE JESUS DONATO TESE.pdf1.62 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons