Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/11907
Title: Tradução e adaptação transcultural do instrumento "Evaluation of Siderail Usage": estudo metodológico
Authors: Ferreira, Teresa Cristina Brasil
metadata.dc.contributor.advisor: Santana, Rosimere Ferreira
metadata.dc.contributor.members: Diniz, Denise Scofano
Carmo, Thalita Gomes do
Issue Date: 2019
Citation: FERREIRA, Teresa Cristina Brasil. Tradução e adaptação transcultural do instrumento "Evaluation of Siderail Usage": estudo metodológico. 2019. 166 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Enfermagem Assistencial) - Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2019.
Abstract: Introdução: Grades são projetadas para serem usadas como dispositivos de segurança e estão fortemente associadas à prevenção de quedas entre adultos e idosos hospitalizados. Há evidências do uso indiscriminado de grades e seu uso inadvertido como forma de contenção, o que por sua vez pode comprometer a segurança, a dignidade e a autonomia do paciente. O Evaluation Of Siderail Usage foi um instrumento desenvolvido nos Estados Unidos para avaliar o uso de grades dividido em quatro partes. A primeira está relacionada com a preferência do residente; a segunda é a avaliação do risco de danos como queda, aprisionamento, contusões, lesões de pele. A terceira trata do risco de queda da cama e a quarta parte traz alternativas de intervenção e apresenta recomendações de prevenção e redução do uso de contenção/grades. Objetivos: Realizar a tradução e adaptação transculturamente do instrumento “Evaluation of Siderail Usage” para a língua portuguesa do Brasil e para o cenário hospitalar. Método: Trata-se de pesquisa metodológica. Antes de realizar a tradução e adaptação foi solicitada a autorização da autora, a Dra. Elizabeth Capezuti através de correio eletrônico. Foram utilizadas etapas da tradução e adaptação transcultural; tradução inicial; síntese das traduções; retrotradução e avaliação das versões por um comitê de juízes e pré-teste de acordo com Guillemin, Bombardier e Beaton (1993). Resultados: Na primeira etapa duas traduções foram realizadas; na segunda foi realizada uma reunião consensual com as duas tradutoras e as autoras do estudo para discutir as discrepâncias e uma versão síntese foi gerada; na terceira etapa, a versão síntese do instrumento foi retrotraduzida para o inglês por duas tradutoras para de verificar a equivalência com a versão original e não foram observadas discrepâncias significativas em relação ao instrumento original; na quarta etapa, um comitê de 25 juízes profissionais da área de saúde com expertise em estudos de validação ou em segurança do paciente analisaram a versão síntese, os resultados demostram um Indice de Validade de Conteudo (IVC) do instrumento de 0,97 e um Coeficiente de Validade de Conteúdo de 0,93. Na etapa de pré-teste 30 enfermeiros aplicaram a versão dos juízes em 57 pacientes hospitalizados, 29 do sexo masculino, idade entre 41 e 69 anos, com principais diagnósticos neuropatias e ortopédicos. Primeiramente os enfermeiros realizavam uma avaliação subjetiva da indicação do uso de grades laterais, seguida da indicação utilizando o instrumento traduzido. Os resultados da concordância entre as variáveis “Quantas grades o paciente prefere?” e “Avaliação subjetiva do enfermeiro em relação às grades”foi de 49,12%. O valor de concordância de Gwet foi de 0,316, p-valor < 0,001. Com relação à associação dos itens de avaliacao objetiva “Nenhuma grade lateral é indicada” e “Quantas grades o paciente prefere” foi significativa somente o item “Nenhuma grade lateral é indicada, paciente móvel”(0,018). Ao associar à “Avaliação subjetiva pelo enfermeiro do uso de grades” com a objetiva extraída das avaliações finais do instrumento obteve-se significância somente para o item “Nenhuma grade lateral é indicada, paciente móvel”(0,001). Ao associar o sexo dos pacientes com o item “Avaliação subjetiva pelo enfermeiro do uso de grades” o p-valor foi de 0,046, o uso de quatro grades ficou maior entre as mulheres e, nos homens foi de duas grades, ou seja, o número de grades se comportou de forma distinta entre os sexos. Ao relacionar o “Perfil dos enfermeiros” e “Avaliação subjetiva do enfermeiro em relação às grades” somente o item formação – especialização foi significativa (0,001). Sobre a análise de constructo observaram-se valores significativos (>0,70) que quando confrontados com os valores do índice de validade de conteúdo auxiliaram na decisão de retirada de itens para a construção de um instrumento final. Quanto aos resultados de praticabilidade o IVC médio foi de 94,2% entre os quatro itens e o índice de concordância foi de 0,181, com ligeira concordância, no entanto, significativo (0,006). Conclusão: Conclui-se a partir dos índices de concordância dos juízes e do pré-teste, que o instrumento teve seu conteúdo validado e contribuiu como uma ferramenta para avaliação de pacientes quanto ao uso de grades laterais do leito. Estima-se que o uso do instrumento as grades não sejam utilizadas como contenção mecânica, em pese o risco de segurança do paciente. Portanto Obteve-se como Produto a Tradução e Adaptação da Escala de Avaliação do Uso de Grades.
metadata.dc.description.abstractother: Introduction: The siderails are designed to be used as safety devices and are strongly associated with fall prevention among hospitalized adults and seniors. There is evidence of the indiscrimninate use of siderail and their inadvertently use as a form of containment, wich in turn may compromise patient safety, dignity and autonomy. An assessment is necessary to determine the need or removal of siderail in the bed. The Evaluation of Siderail Usage was an instrument developed in the United States to evaluate the use of siderail and is divided in four parts. The first is related to the preference of the resident; the second is the assessment of risk of fall, entrapment, bruises, skin lesions.The third deals with the risk of bed fall and the fourth part provides alternatives for intervention and presents recommendations for prevention and reduction of the use of restraint / siderails. Objectives: Carry out a review of the literature on siderail evaluation instruments and To carry out a transcultural translation and adaptation of the instrument "Evaluation of Siderail Use" for Brazilian Portuguese and for the hospital scenario. Method: This is a methodological research. Before undertaking a translation and adaptation, an authorization was requested from the author, Dr.Capezuti Elizabeth. through electronic mail. The steps of translation and adaptation to the culture were used; initial translation; Synthesis of translations; Retrotranslation and evaluation of the versions by a committee of judges and pre-test according to Guillemin, Bombardier and Beaton (1993). Results: In the first stage two translations of the instrument were carried out; in the last meeting was consensus with the two translators and as study authors to resolve how discrepancies and synthetic version was generated; in the third stage, the original version of the article was retrotranslated for english twice to verify equivalence with the original version and did not present discrepancies in relation to the original instrument; in the fourth stage, a committee of judges analyzed a synthesis version and a back-translation regarding the equivalence between language and statistics and the English version of the English-language instrument that was used in the pretest. Conclusion: It can be considered as having access to the concordance index of judges, with which its instrument was validated and can be used as an evaluation tool for the use of degrees, since a decision making is not used without an individualized evaluation. Product: Review of literature on siderail evaluation instruments and Translation and translation and Adaptation of the “Evaluation of Siderail Usage” Scale.
Introducción: Rejillas están diseñadas para ser usadas como dispositivos de seguridad y están fuertemente asociadas a la prevención de caídas entre adultos y ancianos hospitalizados. Hay evidencias del uso indiscriminado de rejas y su uso inadvertido como forma de contención, lo que a su vez puede comprometer la seguridad, la dignidad y la autonomía del paciente. Es indispensable realizar una evaluación para determinar la necesidad o la remoción de rejas en el lecho. La evaluación de Siderail Usage fue un instrumento desarrollado en los Estados Unidos para evaluar el uso de rejillas dividido en cuatro partes. La primera está relacionada con la preferencia del residente; la segunda es la evaluación del riesgo de daños como caída, aprisionamiento, contusiones, lesiones de piel. La tercera trata del riesgo de caída de la cama y la cuarta parte trae alternativas de intervención y presenta recomendaciones de prevención y reducción de la contención / rejillas. Objetivos: Realizar una revisión bibliográfica de herramientas de evaluación de utilizar las redes y llevar a cabo la traducción y adaptación cultural del instrumento "Evaluación de Siderail de uso" para el portugués de Brasil y para el escenario hospitalario. Método: Se trata de una investigación metodológica. Antes de realizar la traducción y adaptación se solicitó la autorización de la autora, la Dra. Elizabeth Capezuti a través de correo electrónico. Se utilizaron etapas de la traducción y adaptación transcultural; traducción inicial; síntesis de las traducciones; retrotraducción y evaluación de las versiones por un comité de jueces y pre-test de acuerdo con Guillemin, Bombardier y Beaton (1993). Resultados: En la primera etapa se realizaron dos traducciones; en la segunda se realizó una reunión consensuada con las dos traductoras y las autoras del estudio para resolver las discrepancias y una versión síntesis fue generada; en la tercera etapa, la versión síntesis del instrumento fue retrotraducida para el inglés por dos traductoras para verificar la equivalencia con la versión original y no se observaron discrepancias significativas en relación al instrumento original; la cuarta etapa, un comité de jueces examinó la versión síntesis y copias de traducciones y juzgado oportuno instrumento de la versión en Inglés que se usó en la fase de instrucción. Conclusión: Se puede considerar que a partir del índice de concordancia de los jueces, que el instrumento tuvo su contenido validado y contribuirá con una herramienta para la utilización del enfermero en la evaluación de pacientes en cuanto al uso de rejas, para la toma de decisión para que las acciones las rejillas no se utilizan sin una evaluación individualizada. Productos: Revisión de literatura sobre instrumentos de evaluación del uso de rejillas y Escala de Evaluación del Uso de Gradas traducida y adaptada.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/11907
Appears in Collections:MPEA - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Teresa Cristina Brasil Ferreira.pdf3.01 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons