Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/11942
Title: O Feiticieiro Desencantado
Authors: Simião, Daniel Schroeter
Issue Date: 2006
Citation: SIMIÃO, Daniel Schroeter. O feiticeiro desencantado. Anuário Antropológico, v. 31, n. 1, p. 127-154, 2006.
metadata.dc.relation.ispartof: Anuário Antropológico, v. 31, n. 1, p. 127-154, 2006.
Abstract: O processo de construção recente do Estado-nação em Timor-Leste tem propiciado múltiplos discursos acerca da modernização, dos quais um dos mais elaborados diz respeito a narrativas fundadas na igualdade de gênero. Organizado por uma parcela da elite local, em parceria com instituições do mundo globalizado, este discurso vem criando uma nova moralidade para dar significado aos atos de agressão física intrafamiliar. Gestos de outra maneira percebidos como naturais, passam a ser lidos como “violência doméstica”. A invenção dessa categoria no cotidiano timorense cria uma nova situação de conflito, para a qual é preciso instituir uma arena própria de negociação: um sistema de justiça de Estado que aparentemente se opõe às arenas locais de resolução de disputas. Este artigo apresenta o modo como este processo se dá, explorando os usos múltiplos do gênero e da justiça e evidenciando como diferentes princípios e valores são evocados pela população para uma resolução equânime de seus conflitos
metadata.dc.description.abstractother: The recent process of construction of the nation-state in TimorLeste has produced multiple discourses about modernization, of the which one of the most developed is about narratives based on equality of gender, organized by part of the local elite in partnership with institutions of the globalized world, this discourse is creating a new morality to give meaning to acts of intrafamilial physical aggression. Gestures which in other ways may be seen as natural, come to be read as “domestic violence”. The invention of this category in daily life in Timor creates a new situation of conflict, for which it is necessary to establish a specific arena of négociation: a state system of justice which apparently opposes local arenas to resolve disputes. This article presents the way in which this process occurs, exploring the multiple uses of gender and justice and showing how different principles and values are evoked by the population for an equanimous resolution of their conflicts.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/11942
Appears in Collections:NEPEAC - Artigos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2005_danielsimiao.pdf778.38 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons