Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/12096
Title: Relação Indivíduo Instituição Total: socialização, controles e coesão internos em uma organização policial.
Other Titles: Relación individuo e institución total: socialización, contr ol y cohesión internos en unaorganización policial
The individual-total institution relation: socialization, controls and internal cohesionwithin a police organization
Authors: Batitucci, Eduardo Cerqueira
Ribeiro, Ludmila Mendonça Lopes
Cruz, Marcus Vinicius Gonçalves de
Issue Date: 2005
Citation: RIBEIRO,Ludmila Mendonça Lopes; CRUZ, Marcus Vinicius Gonçalves da; BATITUCCI, Eduardo Cerqueira . Relação Indivíduo Instituição Total: socialização, controles e coesão internos em uma organização policial. Revista do Serviço Público, Brasília, v. 56, n.3, p. 295-308, 2005.
metadata.dc.relation.ispartof: Revista do Serviço Público, Brasília, v. 56, n.3, p. 295-308, 2005.
Abstract: O artigo analisa os resultados de uma pesquisa realizada com 1.322 indivíduos pertencentes à Polícia Militar de Minas Gerais. À luz das discussões de Goffman, Foulcalt e Etzioni, buscou-se verificar a inserção dos servidores na instituição, sua percepção quanto ao aparato de controle institucional e os conflitos resultantes da interação entre superior e subordinado. Concluiu-se que reformas ocorridas após a eclosão de greve na instituição em 1997 ainda são tímidas diante do aparato de socialização existente e do distanciamento entre oficiais e praças. Assim, é necessária a revisão dos mecanismos de socialização e coerção, para que a organização policial avance na consecução de seus objetivos e dê respostas efetivas às necessidades dos atores envolvidos, a si própria e à sociedade
metadata.dc.description.abstractother: El artículo analiza los resultados de una investigación con 1.322 individuos que pertenecen a la Polícia Militar de Minas Gerais, Brasil, sob la visión de Goffman (1999), de Foulcalt (2000) y deEtzioni (1974), verificando la inserción de los policiales en la institución, su opinión cuánto al aparato de control institucional y los conflictos resultantes de la interacción entre el superior y el subordinado. El artículo concluye que es necesaria la revisión de los mecanismos de coerción después de la huelga en 1997, así como de su aparato de socialización, mientras las diferencias entre los oficiales y de los soldados. Es fundamental que la organización policial avance en el logro de sus objetivos, y atenda a las demandas y necesidades de los agentes implicados, para ella misma y a toda la sociedad.
This article analyzes the r esults of a sur vey applied to 1.322 officers from Minas Gerais Military Police, Brazil, of different ranks, taking Goffman, Foulcalt and Etzioni as a theoretical approach.The objective was to verify the institutional cohesion, individuals perception of institucional control,and the conflicts within ranks. As conclusion the study point to reformulation in the socialization institucional mechanisms as requirement to improvement of police organizations.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/12096
Appears in Collections:NEPEAC - Artigos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
document.pdf54.22 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons