Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/12386
Title: Marcadores inflamatórios em pacientes coronariopatas submetidos a um programa regular de exercícios físicos
Authors: Morais, Sonia Aparecida de
metadata.dc.contributor.advisor: Peixoto, Edison Carvalho Sandoval
metadata.dc.contributor.members: Mesquita, Evandro Tinoco
Cardoso, Gilberto Perez
Santos Filho, Sebastião David
Issue Date: 2009
Citation: MORAIS, Sonia Aparecida de. Marcadores inflamatórios em pacientes coronariopatas submetidos a um programa regular de exercícios físicos. 2009. 65 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Cardiovasculares) - Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2009.
Abstract: Introdução: As doenças coronarianas, entre elas a aterosclerose, se tornaram a principal causa de morte na atualidade. Esse problema é decorrente de aspectos do estilo de vida moderno, entre eles alimentação irregular, tabagismo, ingestão de bebidas alcoólicas, estresse, e o sedentarismo. Objetivo: Nosso estudo tem por objetivo avaliar a importância do exercício físico como recurso terapêutico no tratamento de pacientes com doença arterial coronariana correlacionando os benefícios do mesmo com diminuição dos marcadores inflamatórios assim como no controle dos fatores de risco e na morbidade cardiovascular. Materiais e métodos: O estudo incluiu 14 pacientes com diagnóstico de doença arterial coronariana. Dez pacientes do sexo masculino (71%) e quatro pacientes do sexo feminino (29%), com idade média de 73,2 ± 5,5 (anos), estatura média de 168,4 ± 3,25 (cm), peso médio de 75,6 ± 8,7 (Kg) e IMC médio de 26,5 ± 3,4 (IMC). Todos os pacientes participaram de um programa regular de exercícios físicos. Após 12 semanas todos os pacientes foram reavaliados e os dados foram tabulados e analisados. Resultados: Em nosso estudo, 100% dos pacientes apresentaram estilo de vida sedentário logo na primeira avaliação, o que os coloca dentro do grupo de risco. Os fatores de risco mais predominantes no grupo estudado foram sedentarismo, dislipidemia e hipertensão arterial. O marcador inflamatório de maior expressão foi à proteína C reativa. Observamos ainda que apesar de 50% dos pacientes apresentarem diagnóstico de diabetes, 71% alcançaram as metas de normalidade da glicemia de jejum. Conclusão: Os dados do nosso estudo demonstram a importância dos marcadores inflamatórios como fatores de risco para doença cardiovascular. No entanto comparando com os dados relatados na literatura notamos que sua plena utilização é limitada pelo alto custo e dificuldade de realização técnica. A efetividade do exercício físico no controle dos fatores de risco de doença cardiovascular, tendo como parâmetro os marcadores inflamatórios, atinge múltiplos benefícios, que podem ser alcançados com alto grau de segurança
metadata.dc.description.abstractother: Introduction: The coronary heart disease, including atherosclerosis, have become the leading cause of death today. This problem is due to aspects of modern lifestyle, including staying power, smoking, alcohol consumption, stress, and sedentary lifestyle. Objective: Our study aims to evaluate the importance of physical exercise as a therapeutic treatment for patients with coronary artery disease correlate the benefits of even the reduction of inflammatory markers as well as in the control of risk factors and cardiovascular morbidity. Materials and methods: The study included 14 patients diagnosed with coronary artery disease. Ten patients were male (71%) and four female patients (29%), with a mean age of 73.2 ± 5.5 (years), mean height of 168.4 ± 3.25 (cm), average weight 75.6 ± 8.7 (Kg) and BMI of 26.5 ± 3.4 (BMI). All patients participated in a program of regular exercise. Results: In our study, 100% of patients had a sedentary lifestyle at the first evaluation, which puts them within the risk group. Risk factors more prevalent in the study group were sedentary lifestyle, dyslipidemia and hypertension. The inflammatory marker expression was higher for C-reactive protein. We further note that although 50% of the patients were diagnosed with diabetes, 71% achieved the goals of normal fasting glucose. Conclusion: The results of our study demonstrate the importance of inflammatory markers as risk factors for cardiovascular disease. However comparing with the data reported in the literature we note that full use is limited by high cost and difficulty of technical achievement. The effectiveness of exercise in the control of risk factors for cardiovascular disease, using as inflammatory markers, achieves multiple benefits that can be achieved with a high degree of safety
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/12386
Appears in Collections:PPGC-CV - Dissertações - Niterói

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
SONIA APARECIDA DE MORAIS DISSERTAÇÃO.pdf401.71 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons