Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/12666
Title: As iniquidades no acesso das pacientes com câncer de mama à rede pública de saúde do município de Niterói - RJ
Authors: Nunes, Paula de Castro
metadata.dc.contributor.advisor: Silva Júnior, Aluisio Gomes da
metadata.dc.contributor.members: Silva Júnior, Aluísio Gomes da
Kushnir, Rosana
Mascarenhasu, Mônica Tereza Machado
Issue Date: 2015
Citation: NUNES, Paula de Castro. A iniquidades no acesso das pacientes com câncer de mama à rede pública de saúde do município de Niterói – RJ. 2015. 140 f. Tese (Doutorado em Bioética, Ética aplicada e Saúde coletiva) - Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2015.
Abstract: O acesso é uma categoria útil para entender as iniquidades da assistência à saúde de grupos sociais, ou seja, as diferenças relativas ao acesso e aos recursos tecnológicos que são dispostos para os diferentes grupos sociais. Colocar os serviços de saúde à disposição da população não garante o acesso a eles, uma vez que fatores como: concentração de serviços, características culturais, econômicas e o nível de complexidade tecnológica da região interferem na sua utilização. Portanto, apresentamos a discussão da vulnerabilidade como alternativa para aprimorar as análises e as intervenções nas situações de desigualdades em saúde. Tomamos assim, o câncer de mama como um exemplo onde essa categoria pode ampliar a compreensão dos fenômenos decorrentes da iniqüidade e iluminar caminhos na resolução desses problemas. O objetivo geral desta tese foi estudar a equidade no acesso das pacientes com câncer de mama à rede pública de saúde do município de Niterói-RJ. Para isso, utilizamos como abordagem metodológica o estudo de caso, do tipo causal/exploratório, optamos pelo desenvolvimento de variáveis quantitativas e qualitativas (triangulação de dados). Considerando que neoplasias da mama diagnosticadas em estadiamento avançado são as que se apresentam nos graus: IIB, III e IV, 60,60% das pacientes encontrava-se em estadiamento avançado (IIB em diante). Usamos a categorização analítica proposta por Ayres (2013), realizamos um conjunto de subcategorias para analisar a equidade no acesso a atenção as portadoras de câncer de mama e as análises de vulnerabilidade buscam integrar três eixos: dimensão individual da vulnerabilidade, dimensão social da vulnerabilidade e dimensão programática da suscetibilidade. Essa chave de análise permitirá uma maior profundidade no fenômeno de iniqüidade e iluminando aspectos que possam ser, se destacados, influenciados por políticas de saúde mais centrados nas usuárias. Concluímos que não houve equidade no acesso à assistência oncológica de mama no município de Niterói, em função da falta de estruturação da rede de saúde e a sua falta de integração com o HUAP, principalmente
metadata.dc.description.abstractother: Access is a useful category for understanding the inequities of health care social groups, that is the differences in access and technological resources that are disposed to different social groups. Bestow health services to the population does not ensure access, as factors such as: concentration of services, cultural and economic characteristics and level of technological complexity of the regions interfere with their use. Therefore, we present a discussion of the vulnerability as an alternative to improve the analysis and intervention in situations of health inequalities. We thus took breast cancer as an example where this category may increase the understanding of the phenomena arising from iniquity and brighten ways in solving these problems. The overall objective of this thesis was to study the inequities in access for patients with breast cancer to public health in Niterói, Rio de Janeiro. We use as a methodological approach the case study, the causal / exploratory and opted for the development of quantitative and qualitative variables (data triangulation). Whereas breast cancers diagnosed in advanced stage are those presented in degrees: IIB, III and IV, 60.60% of the patients were in advanced stage (IIB onwards). We use the analytical categorization proposed by Ayres (2013), we conducted a set of subcategories to analyze inequities in access to care of breast cancer and vulnerability analyzes to integrate three areas: individual dimension of vulnerability, social dimension of vulnerability and programmatic dimension susceptibility. This key analysis will allow greater depth in iniquity phenomenon and enlightening aspects that may be, if highlighted, influenced by health policy more focused on users. We concluded that there was no equity in access to breast cancer care in the city of Niterói, due to the lack of health system structure and its lack of integration with HUAP mainly
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/12666
Appears in Collections:PPGBIOS - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
PAULA DE CASTRO NUNES TESE.pdf1.35 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons