Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/12668
Title: Tecnologia, poder e democracia: a teoria crítica de Andrew Feenberg
Authors: Oliveira, Guilherme Almeida de
metadata.dc.contributor.advisor: Silveira, Maracajaro Mansor
metadata.dc.contributor.members: Silveira, Maracajaro Mansor
Rubinsztajn, Igor Kippe
Monfardini, Rodrigo Delpupo
Issue Date: 2018
Publisher: Universidade Federal Flumiense
Citation: OLIVEIRA, Guilherme Almeida de. Tecnologia, poder e democracia: a teoria crítica de Andrew Feenberg. 2018. Trabalho de finalização de curso (Bacharelado em Ciências Econômicas) - Universidade Federal Fluminense, Instituto de Ciências da Sociedade e Desenvolvimento Regional, Campos dos Goytacazes, 2018. 49 f.
Abstract: O objetivo desse trabalho é analisar como se dá a construção das estruturas do regime democrático e as consequentes influências hierárquicas impostas sobre os meios técnicos aplicados. O trabalho se inicia apresentando uma análise introdutória que parte dos fundamentos do ser social, por meio de argumentos formulados por György Lukács sobre a ontologia do ser social a partir do trabalho,e a complexa cadeia de alternativas que se faz surgir por meio do ser social. Tais argumentos serviram de base estrutural para as formulações posteriores, onde será apresentado a desmistificação do caráter da sociedade regida por constantes relações sociais apresentadas pelos argumentos prescritos por Cornelius Castoriadis, tendo o objetivo de evidenciar a estrutura de poder dos regimes democráticos,através de mecanismos que asseguram o poder instituinte sobre a esfera da política, onde a população apresenta seus questionamentos, masque por fim,são determinadas no espaço do político que sempre toma a decisão final, estando ela de acordo ou não com o interesse majoritário;não havendo nesse contexto um regime verdadeiramente democrático. Isso impossibilita o desenvolvimento dos nichos vistos como estratégicos para supressão dos desequilíbrios ocasionados pela fetichização da racionalidade econômica predominante, que aponta tal aspecto como sendo o motor único da passagem da possibilidade à realidade no campo do trabalho; uma visão técnica forjada pelo sistema capitalista que priorizam a eficiência econômica e poder
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/12668
Appears in Collections:GCE - Trabalhos de Conclusão de Curso - Campos dos Goytacazes

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Guilherme Almeida de Oliveira (2018), Tecnologia, Poder e Democracia. A Teoria Crítica de Andrew Feenberg.pdfGuilherme Almeida de Oliveira (2018), Tecnologia, Poder e Democracia. A Teoria Crítica de Andrew Feenberg654.64 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.