Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/12677
Title: IMUNOEXPRESSÃO DE BIOMARCADORES DA REABSORÇÃO ÓSSEA NA PERIODONTITE APICAL CRÔNICA DE PACIENTES DIABÉTICOS E NORMOGLICÊMICOS
Authors: SARMENTO, ESTÉFANO BORGO
metadata.dc.contributor.advisor: Gomes, Cinthya Cristina
metadata.dc.contributor.advisorco: Dias, Luciana Armada
metadata.dc.contributor.members: Gomes, Cinthya Cristina
Valente, Maria Isabel Bastos
Neves, Mônica Aparecida Schultz
Issue Date: 6-Sep-2018
Abstract: Microrganismos envolvidos nas infecções endodônticas desencadeiam a expressão de proteínas, tais como RANK, MMP-9 e PTHrP, promovendo destruição óssea periapical. Algumas doenças, como diabetes mellitus, alteram a resposta imunológica do hospedeiro podendo gerar interferência no metabolismo da reabsorção óssea. O objetivo deste estudo foi analisar a expressão imuno-histoquímica das proteínas RANK, MMP-9 e PTHrP de lesões periapicais em indivíduos diabéticos e normoglicêmicos. Foram selecionados no Instituto de Saúde de Nova Friburgo/FOUFF 13 pacientes com diagnóstico de diabetes mellitus tipo 2 e 13 normoglicêmicos portadores de dentes com periodontite apical crônica indicados para exodontia. Foram excluídos indivíduos portadores de outras doenças sistêmicas e usuários de anti-inflamatórios e/ou antibióticos nos últimos 30 dias. Após exodontia, as lesões periapicais foram curetadas e acondicionadas em formol 10% e posteriormente convertidas em lâminas silanizadas para a realização das reações imuno-histoquímicas e coradas com hematoxilina e eosina para classificação histopatológica. A análise das imagens foi realizada com auxílio de microscópio óptico e cada lâmina foi subdividida em 5 campos de grande aumento. Foram atribuídos scores (0-2) para cada campo, de acordo com o número de marcações positivas para cada anticorpo. O nível de significância adotado foi de p<0.05. A média de HbA1c foi de 6,9% em diabéticos e de 5,1% nos normoglicêmicos, apresentando diferença estatística entre os grupos (p=0,0001). A análise histológica das lesões revelou 69% de granulomas e 31% de cistos, nos 2 grupos. Variações como localização (maxila ou mandíbula) e posição (anterior ou posterior) na arcada, foram avaliadas pelo teste exato de Fisher, não apresentando diferença estatística significante entre os grupos. A avaliação qualitativa da expressão de RANK foi 62% fraca a moderada e 38% forte nos 2 grupos. A expressão de MMP-9 nos pacientes diabéticos foi 38% fraco a moderado e 62% forte e nos normoglicêmicos 24% negativo, 38% fraco a moderado e 38% forte. A expressão da PTHrP no grupo diabético foi 46% negativa, 46% fraco a moderado e 8% forte e no grupo normoglicêmico foi 38% negativo, 62% fraco a moderado. Na análise quantitativa dos dados pelo teste de Mann-Whitney não houve diferença estatística na imunoexpressão de RANK (p=0.26), MMP-9 (p=0.17) e PTHrP (p=0.43) nos dois grupos (p<0.05). Pode se concluir que os biomarcadores envolvidos no processo de reabsorção óssea, analisados neste estudo, não apresentaram diferença estatística significante em lesões periapicais de indivíduos diabéticos e normoglicêmicos.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/12677
Appears in Collections:PPGO - ISNF - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação versão final - Estéfano Borgo Sarmento.pdfDissertação - IMUNOEXPRESSÃO DE BIOMARCADORES DA REABSORÇÃO ÓSSEA NA PERIODONTITE APICAL CRÔNICA DE PACIENTES DIABÉTICOS E NORMOGLICÊMICOS1.23 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.