Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/12684
Title: SAÚDE BUCAL E QUALIDADE DE VIDA EM PESSOAS COM DEFICIÊNCIA INTELECTUAL: UM ESTUDO TRANSVERSAL E RELATO DE CASO
Authors: ALVES, NAYARA SILVA
metadata.dc.contributor.advisor: Assaf, Andréa Videira
metadata.dc.contributor.advisorco: Silveira, Flavia Maia
Issue Date: 2015
Abstract: As definições atuais de saúde compreendem tanto aspectos objetivos como subjetivos. As medidas clínicas das condições de saúde, quando empregadas isoladamente, não documentam integralmente todo o impacto das desordens bucais na qualidade de vida de indivíduos e populações. Ao se limitar a medida dos resultados de tratamentos odontológicos ao uso exclusivo de indicadores clínicos, pouca informação é obtida sobre o funcionamento da cavidade bucal ou sobre o desempenho na vida diária dos indivíduos como um todo. Este trabalho consiste em dois artigos científicos que, em síntese, avaliaram a saúde bucal de pessoas com deficiência intelectual, relacionando-a a fatores determinantes e condicionantes da saúde e seu impacto na qualidade de vida relacionada a saúde bucal desta população. O primeiro artigo apresentou como objetivo avaliar a percepção dos pais sobre o impacto de problemas bucais em seus filhos, bem como de fatores demográficos, socioeconômicos e psicossociais na qualidade de vida de pessoas com deficiência intelectual (DI), no município de Nova Friburgo, Rio de Janeiro, no ano de 2014. Concluiu-se que, variáveis clínicas (necessidade de tratamento dentário, bolsa periodontal e necessidade de prótese) e demográfica (idade) foram associadas à QVRSB em pessoas com DI. O segundo artigo teve como objetivo relatar o atendimento odontológico prestado a uma adolescente com pentassomia do cromossomo X. Concluiu-se que trata-se de um caso raro com poucos relatos na literatura cientifica e com grandes dificuldades para se realizar o tratamento odontológico, no entanto obteve-se sucesso na reabilitação da mesma. No geral, observou-se que, a prevalência de doenças bucais, como a cárie dentária em pessoas com DI é alta, trata-se de uma população pouco estudada e muitas vezes negligenciada por profissionais da saúde e por figuras públicas responsáveis pela criação e execução de políticas voltadas para tal população. Desta forma, faz-se necessário o desenvolvimento de novos estudos, inclusive ensaios clínicos testando-se medidas e meios mais eficazes para controlar as doenças bucais, melhorando desta forma, os indicadores de saúde bucal e, consequentemente a qualidade de vida desta população.
metadata.dc.description.abstractother: Current health definitions include both clinical and subjective aspects. Clinical measures of health conditions, when used alone, do not fully document the full impact of oral disorders on quality of life of individuals and populations. If a measure of results is restricted to dental treatments with the exclusive use of clinical indicators, little information is obtained on the functioning of the oral cavity or on the performance of individuals as a whole. This study included two papers that, in summary, aimed to evaluate the oral health of people with intellectual disabilities, as well as to correlate clinical and no clinical determinants with the quality of life of this population. The first paper evaluated the perception of parents about the impact of oral health problems in their intellectual disabilities (ID) dependents, as well as the influence of demographic, socioeconomic and psychosocial determinants on quality of life of people with ID, in Nova Friburgo, Rio de Janeiro, in the year 2014. The second article aimed to report the dental care provided to a teenager with x chromosome pentasomy. In view of these research, it was observed that the prevalence of oral diseases, such as dental caries, is high in ID population. Those results may be justified because ID population usually is little studied and often neglected by their families, health professionals and public figures responsible for creating and executing policies for them. Therefore, future studies should be developed, including clinical trials in order to test measures or effective methods to control oral diseases, improving oral health indicators and consequently the quality of life for this population.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/12684
Appears in Collections:PPGO - Dissertações - Nova Friburgo

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO - NAYARA.pdfDISSERTAÇÃO - SAÚDE BUCAL E QUALIDADE DE VIDA EM PESSOAS COM DEFICIÊNCIA INTELECTUAL: UM ESTUDO TRANSVERSAL E RELATO DE CASO5.45 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.