Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/12690
Title: AVALIAÇÃO DO EFEITO DE DENTIFRÍCIOS CLAREADORES, CONTENDO PERÓXIDO DE HIDROGÊNIO OU DE CARBAMIDA, NA ADESÃO À ESTRUTURA DENTAL
Authors: SANTANA, FLÁVIO WAROL KLEN
metadata.dc.contributor.advisor: Barceleiro, Marcos de Oliveira
metadata.dc.contributor.advisorco: Scarparo, Angela
metadata.dc.contributor.members: Cavalcante, Larissa Maria Assad
Poiate, Isis Andrea Venturini Pola
Barceleiro, Marcos de Oliveira
Issue Date: 2017
Abstract: Este estudo teve por objetivo avaliar o efeito de dentifrícios clareadores comparados ao convencional, na adesão à estrutura dental, através de uma revisão sistemática da literatura e um estudo laboratorial. Para o primeiro estudo, as bases de dados eletrônicas Medline via PubMed, Embase, Scopus, Web of Science, LILACS, BBO e Scielo até dezembro de 2016 foram rastreadas para seleção de estudos que preenchessem os ccritérios estabelecidos na estratégia PICO: estudos laboratoriais que comparassem o efeito de dentifrícios clareadores e convencionais sobre resistência de união ao substrato dentário permanente – humano ou bovino. Foram identificados 520 estudo, dos quais após a triagem do título, permaneceram 38, reduzindo para 29 após a leitura dos resumos. A leitura do texto completo destes artigos para refinamento da busca levou a exclusão de 26, restando 3 para extração dos dados e avaliação do risco de viéses. Em dois destes, amostras foram deixadas imersas em solução contendo os dentifrícios avaliados, e o clareador não influenciou significativamente a adesão ao esmalte. Um único estudo simulou a escovação dentária com o dentifrício e neste, a utilização do clareador reduziu de forma significativa os valores de resistência de união à superfície dentária, quando comparado ao dentifrício convencional. Os três estudos foram classificados como médio risco de viés. Considerando as diferenças metodológicas dos estudos não foi possível confirmar se o dentifrício clareador influencia a adesão à estrutura dental, sugerindo-se que mais pesquisas sejam realizadas, com vistas à elucidação deste problema. Para o segundo estudo, trinta amostras provenientes de 15 terceiros molares foram divididas em seis grupos: G1 e G4 (Crest baking soda & peroxide), G2 e G5 (Optic White) e, G3 e G6 (Colgate Total 12). As amostras foram submetidas ao ensaio de escovação mecânica em 3 sessões diárias de escovação de 3 minutos cada, por 15 dias. Os dentes foram restaurados imediatamente (G1, G2 e G3) e 15 dias (G4, G5 e G6) após o clareamento, sendo então submetidos ao teste de microcisalhamento (μCM). Os dados foram analisados por ANOVA e teste de Tukey (p<0,05). As restaurações realizadas imediatamente após o clareamento apresentaram valores de μCM semelhantes (p<0,05) independentemente do produto. Em 15 dias, G5 apresentou valores significativamente superiores quando comparado aos outros dentifrícios (G4 e G6) no mesmo período, assim como comparados ao mesmo material (G3) e aos demais dentifrícios (G1 e G2), em imediato. Pode-se concluir que a utilização destes dentifrícios, quando utilizados por um curto período, não comprometem a resistência da união, nos dois tempos analisados.
metadata.dc.description.abstractother: The aim of this study was to evaluate the effect of bleaching dentifrices compared to conventional dental considering bond adhesion, through a systematic review of the literature and a laboratory study. For the first study, the electronic databases Medline via PubMed, Embase, Scopus, Web of Science, LILACS, BBO and Scielo were searched to select laboratorial studies until December 2016. Accordinf to the criteria estabilished in the PICO strategy, laboratory studies comparing the effect of bleaching and conventional dentifrices on bond strength to the permanent dental substrate - human or bovine. After duplicate removal, 520 studies were identified. After screening of the title, 38 studies remained, reducing to 29 after reading the abstracts. Reading the full text of these articles for eligibility assessment led to the exclusion of 26, leaving 3 for data extraction and risk assessment of bias. In two of these, samples were immersed in solution containing the dentifrices evaluated, and the bleaching agent did not negatively influence on enamel adhesion. A single study simulated dental brushing with the dentifrice and in this, the use of the bleaching agent significantly reduced the bond strength values to the dental surface when compared to the conventional dentifrice. The three studies were classified as medium risk of bias. Considering the methodological differences of the studies it was not possible to confirm if the bleaching dentifrice influences the adhesion to the dental structure, suggesting that more researches are carried out in order to elucidate this problem. For the second study, thirty samples from 15 third molars were divided into six groups: G1 and G4 (Crest baking soda & peroxide), G2 and G5 (Optic White) and G3 and G6 (Colgate Total 12). The samples were submitted to the mechanical brushing test in 3 daily brushing sessions of 5 seconds each, for 15 days. The teeth were immediately restored (G1, G2 and G3) and 15 days (G4, G5 and G6) after bleaching and then submitted to the microshear bond strength test (μCM). Data were analyzed by ANOVA and Tukey test (p<0.05). Restorations performed immediately after bleaching showed similar μCM values (p<0.05) regardless the product. In 15 days, G5 presented significantly higher values when compared to other dentifrices (G4 and G6) in the same period, as compared to the same material (G3) and other dentifrices (G1 and G2), in the immediate period. It can be concluded that the use of these dentifrices, when used for a short period, does not compromise the strength of the union, in the two analyzed times.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/12690
Appears in Collections:PPGO - ISNF - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação - WAROL 2017.pdfDissertação - AVALIAÇÃO DO EFEITO DE DENTIFRÍCIOS CLAREADORES, CONTENDO PERÓXIDO DE HIDROGÊNIO OU DE CARBAMIDA, NA ADESÃO À ESTRUTURA DENTAL3.13 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.