Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/12765
Title: ESTIMATIVA DE IDADE DA POPULAÇÃO DE REGIÕES DISTINTAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO
Authors: MENDONÇA, ANDREIA REGINA TRINDADE DE
metadata.dc.contributor.advisor: Cruz, Adriana Dibo da
Issue Date: 2019
Abstract: A estimativa da idade é de extrema importância na Odontologia, principalmente na Ortodontia e Odontologia Forense. Mas, é necessário avaliar se os métodos definidos nos estudos prévios que utilizaram telerradiografia cefalométrica em norma lateral (Tel) e radiografia panorâmica (Pan) para estimar idade determinando a maturação esquelética, poderiam ser aplicados em populações específicas de regiões brasileiras. Assim, o objetivo deste trabalho foi estimar idade determinando a maturação esquelética, por meio da avaliação de vértebras cervicais e dos estágios de mineralização dentária, de participantes da pesquisa na faixa etária dos 09 aos 14 anos de duas regiões distintas do estado do Rio de Janeiro. Foram selecionadas retrospectivamente, de um arquivo clínico, 100 documentações ortodônticas, contendo Tel e Pan, de indivíduos com idade entre 09 e 14 anos, residentes na cidade de Nova Friburgo (N=50) e na cidade de São Gonçalo (N=50). As Tel(s) foram utilizadas para estimar a idade avaliando a maturação esquelética por meio de mensurações das terceira e quarta vértebras cervicais seguindo a metodologia proposta por Caldas et al. (2007). As Pan(s) foram utilizadas para determinar os estágios de mineralização dentária pelo método proposto por Nolla. Todos os dados foram correlacionados com a idade cronológica. Foi realizada a análise de normalidade dos dados para aplicação da análise de variância (ANOVA) para dados pareados. Toda a análise foi conduzida com nível de significância de 5% (α=0.05). Como resultados foi observado que o modelo de estimativas de idade proposto por Caldas et al. (2007) não apresentou ajuste adequado à esta amostra, independentemente do sexo biológico e cidade avaliados. Com isso foi proposto um novo modelo de estimativa, baseado no modelo de Caldas et al. (2007), com remoção das constantes previamente determinadas em modelos de regressão, e a inclusão dos estágios de mineralização dentária de Nolla (EN), com equações similares para ambos os sexos biológicos variando apenas a constante. Foi observado maiores valores do coeficiente de determinação (R2), indicando melhor ajuste do novo modelo de estimativa em relação a idade cronológica. Em relação a amostra as idades cronológicas dos participantes da pesquisa foram similares (p>0.05) em ambos os sexos biológicos e nas duas cidades. Somente a estimativa de idade da maturação esquelética utilizando o novo modelo não diferiram da idade cronológica (p>0.05), uma vez que diferenças significativas (p<0.05) foram observadas utilizando o modelo prévio. Apesar dos resultados do corrente estudo terem se mostrado promissores, é necessário aplicar a fórmula desenvolvida em outras amostras de outras cidades brasileiras para validar os resultados. Assim pode-se concluir que o modelo de estimativa de idade por meio da análise da maturação esquelética proposto por Caldas et al. (2007) não pode ser aplicado de maneira satisfatória a amostra do corrente estudo. As idades estimadas com este modelo prévio apresentam fraca relação com a idade cronológica das amostras coletadas no corrente estudo, em ambas as regiões do estado do Rio de Janeiro e nos dois sexos biológicos. Já o novo modelo de estimativa de idade proposto no corrente estudo se mostrou com bom ajuste para as duas amostras independentemente do sexo biológico. Há indicação de ser um modelo promissor para outras amostras por utilizar menos constantes determinadas em modelos de regressão e incluir estágios de mineralização dentária de Nolla do segundo molar inferior que possui forte ajuste com a idade cronológica.
metadata.dc.description.abstractother: The age estimate is extremely important in Dentistry, especially in Orthodontics and Forensic Dentistry. But, it is necessary to evaluate if the methods used in previous studies that used lateral cephalometric radiography (Lcr) and panoramic radiography (Pan) to estimate age by determining skeletal maturation, could be applied in specific populations of brazilian regions. Thus, the aim of this study was to estimate age by determining the skeletal maturation, through the evaluation of cervical vertebrae and the stages of dental mineralization of the research participants in the age group from 09 to 14 years old of two diferent regions of the state of Rio de Janeiro. The participants were selected retrospectively by clinical files with 100 orthodontics documents containing Lcr and Pan of participants with 09 to 14 yars old residents in the city of Nova Friburgo (N=50) and in the city of São Gonçalo (N=50). Lcrs were used to estimated age by assessing skeletal maturation through measurement of the third and fouth cervical vertebrae guided by the methodology proposed by Caldas et al. (2007). Pans were used to estimate the dental mineralization stages by the method proposed by Nolla. All data were correlated with chronological age. Analysis of data normality for application of variance analysis (ANOVA) for paired data was performed. All analyses were conducted with a significance level of 5% (α=0.05). The results showed that the age estimate model proposed by Caldas et al. (2007) did not presented suitable adjustment to the sample used in this present study, independent of biological sex and city evaluated. So, it was proposed a new estimate model, based on the modelo of Caldas et al. (2007), with the removal of the constants previously determined in regression models, and the inclusion of the dental mineralization stages of Nolla (SN), with similar equations for both biological sexes varying only the constant. Higher determination coefficient values were observed (R2), which indicates better adjustment of the new estimation model regarding chronological age. About the sample, the chronological ages of the research participants were similar (p>0.05) in both biological sex and cities. Only the estimate age of skeletal maturation using the new model did not differ from the chronological age (p>0.05), significant diferences (p<0.05) were found using the previous model. Although the results of the current study were promising, it is necessary to apply the formula developed in other samples from other Brazilian cities to validate the results. Therefore, it can be concluded that the model to estimate age through skeletal maturation proposed by Caldas et al. (2007) can’t be applied satisfactorily to the sample of the current study. The estimated ages with this previous model show weak relation with chronological age of the samples collected in this study, in both regions of the state of Rio de Janeiro and in both biological sexes. However, the new model to estimate age proposed in the present study showed good fit for both samples regardless of biological sex. There is indication to be a promising model for other samples because use less constants determined in regression models and include Nolla dental mineralization stages of the inferior second molar which has a strong fit with chronological age.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/12765
Appears in Collections:PPGO - Dissertações - Nova Friburgo

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação Andreia - final.pdfDissertação - Andreia740.26 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.