Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/12804
Title: Uma abordagem a partir de parceria sustentável para desenvolvimento e acesso a medicamentos inovadores no Brasil: riscos e desafios econômicos, regulatórios e científicos
Other Titles: An approach from sustainable partnership for development and access to innovative medicines in Brazil: economic, regulatory and scientific risks and challenges
Authors: Rocha, Michele de Medeiros
metadata.dc.contributor.advisor: Andrade, Emmanuel Paiva de
metadata.dc.contributor.advisorco: Zotes, Luis Perez
metadata.dc.contributor.members: Araujo, Cláudia Affonso Silva
Costa, Jorge Carlos Santos da
Nappo, Solange Aparecida
Issue Date: 2019
Citation: ROCHA, Michele de Medeiros. Uma abordagem a partir de parceria sustentável para desenvolvimento e acesso a medicamentos inovadores no Brasil: riscos e desafios econômicos, regulatórios e científicos. 2019. 308 p. Tese (doutorado) – Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2019.
Abstract: Com uma população ultrapassando a marca dos 210 milhões de habitantes, o Brasil é um grande consumidor de medicamentos. Capacidade de produzir e de inovar nesta área é fundamental, não somente para suprir a demanda específica da população, mas também por tratar-se de setor industrial poderoso, capaz de movimentar a economia, diminuir a dependência externa e estimular geração de conhecimento e mão de obra internos. Entretanto, como a inovação em medicamentos resulta de processos de conhecimento e aprendizagem complexos e interativos entre diversos atores no âmbito do Sistema Nacional de Inovação em Saúde, suas especificidades técnicas e científicas, dentre outros aspectos fundamentais na dinâmica da inovação, não são contempladas adequadamente quando o foco está posto sobre o Sistema Nacional de Inovação. Com isso, nenhuma das abordagens preenche efetivamente a lacuna que afasta o Brasil da fronteira do conhecimento para inovação tecnológica em medicamentos.Neste sentido, a partir de entrevistas com 20 gestores de diversos segmentos da área farmacêutica, a presente pesquisa utilizou a Teoria Fundamentada em Dados como estratégia epistemológica para construção de uma abordagem sistêmica, expressa sob a forma de um framework, que trouxe 6 Dimensões categóricas: (1) Cultura em Inovação; (2) Política e Regulamentação; (3) Economia; (4) Gestão; (5) Tecnologia e (6) Modelos de Inovação. O resultado obtido é uma abordagem conceitual para um Sistema Nacional de Inovação em Medicamentos que dialoga com o Sistema Nacional de Inovação em Saúde, servindo como base para novos aprofundamentos, bem como para orientar estratégias de gestão, políticas públicas e dinâmicas inovadoras de compartilhamento de conhecimento nas relações entre empresas farmacêuticas públicas, privadas e outros stakeholders, partilhando riscos econômicos, regulatórios, científicos e, principalmente, propiciando um ambiente de inovação em medicamentos no Brasil.
metadata.dc.description.abstractother: With a population exceeding 210 million, Brazil is a big consumer of medicines. The ability to produce and innovate in this area is critical, not only to meet the specific demand of the population, but also to address the powerful industrial sector capable of driving the economy, reducing external dependence and using foreign activity and promoting knowledge and internal workforce. However, as drug innovation results from complex and interactive knowledge and learning processes among various actors within the National Health Innovation System, its technical and scientific specificities, among other fundamental aspects in innovation, are not considered when the focus is in on National Innovation System. Thus, neither approaches effectively fulfill the gap that put in the frontier of knowledge for technological innovation in medicines.In this sense, from interviews with 20 managers from different sectors of the pharmaceutical area, the present research used the Grounded Theory Study as an epistemological strategy to construct a systemic approach, expressed in a framework, which presented 6 categorical dimensions: (1) Innovation Culture; (2) Policies and Regulation; (3) Economics; (4) Management; (5) Technology and (6) Models of Innovation. The result is a conceptual approach to a National Drug Innovation System that dialogues with the National Health Innovation System, serving as a basis for further improvement, as well as guiding management strategies, public policies and innovative dynamics of knowledge sharing in relationships between public, private pharmaceutical companies and other stakeholders in order to share economic, regulatory, scientific risks and, above all, providing an environment for drug innovation in Brazil.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/12804
Appears in Collections:MSG - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese Michele Rocha.pdf2.49 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.