Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/12985
Title: Análise das respostas fisiológicas no combate de taekwondo e proposta de métodos específicos de avaliação cardiorrespiratória
Authors: Hausen, Matheus Reis
metadata.dc.contributor.advisor: Gurgel, Jonas Lírio
metadata.dc.contributor.advisorco: Soares, Pedro Paulo da Silva
metadata.dc.contributor.members: Gurgel, Jonas Lírio
Soares, Pedro Paulo da Silva
Franchini, Emerson
Farinatti, Paulo de Tarso Veras
Ferreira, Flávia Porto Melo
Issue Date: 2015
Citation: HAUSEN, Matheus Reis. Análise das respostas fisiológicas no combate de taekwondo e proposta de métodos específicos de avaliação cardiorrespiratória. 2015. 74 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Cardiovasculares) - Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2015.
Abstract: Estudos anteriores se propuseram a analisar as respostas fisiológicas do combate de taekwondo. ntretanto, a medida direta de consumo de oxigênio não foi realizada ou não foram utilizados controles metodológicos que propiciassem a combatividade entre os participantes durante a medida direta, como sistema de pontuação e uma instrumentação que permitisse trocas de golpes entre os atletas. Esta escassez de informações sobre as respostas fisiológicas do combate é acompanhada pela ausência de propostas específicas de avaliação cardiorrespiratória para este grupo. O presente estudo teve o objetivo de caracterizar as respostas fisiológicas do combate de taekwondo, através de uma simulação específica, e propor métodos específicos de avaliação cardiorrespiratória para a modalidade. Doze atletas masculinos de taekwondo visitaram o laboratório em quatro ocasiões separadas: 1) Avaliação antropométrica, anamnese, teste cardiopulmonar de exercício na esteira rolante (TCPE); 2) Teste cardiopulmonar de taekwondo contínuo (TKDC); 3) Teste cardiopulmonar de taekwondo intervalado (TKDI); e 4) Simulação de combate. As visitas 2, 3 e 4 foram contrabalanceadas. Em relação ao tratamento estatístico, a normalidade dos dados foi verificada com o teste de Shapiro-Wilk, antes das descrições e comparações. Os dados paramétricos foram testados com a ANOVA para medidas repetidas com Post-hoc de Bonferroni. Em caso de dados não paramétricos, foi utilizado o teste de Friedman, com o post-hoc de Dunn quando necessário. A simulação de combate apresentou respostas próximas de competições oficiais, com uma frequência cardíaca média de 177 ± 10 bpm (93,0 ± 5,0% FCPICO) e uma lactatemia pico de 12,5 ± 2,8 mmol.L-1 e foi verificado um consumo de oxigênio médio de 36,6 ± 3,9 mL-1.kg-1.min-1 (73,0 ± 5,9%). Também foram verificados momentos de alta intensidade, atingindo valores de pico de consumo de oxigênio (V̇O2PICO) de 44,8 ± 5,0 mL.kg-1.min-1, e de frequência cardíaca (FCPICO) de 190 ± 13 bpm. Os testes cardiopulmonares de taekwondo apresentaram valores de pico superiores ao teste de corrida, com o TKDI apresentando um V̇O2PICO significativamente superior ao TCPE (52,7 ± 4,3 e 49,9 ± 3,6 mL.kg-1.min-1, respectivamente), ambos os testes de taekwondo, TKDC e TKDI, apresentaram valores de FCPICO significativamente superiores ao TCPE (199 ± 11, 201 ± 8 bpm e 191 ± 10 bpm, respectivamente). Além disso, também foram verificadas diferenças significativas no limiar ventilatório 1 e na FC do limiar ventilatório 2. A simulação de combate apresentou validade externa, em comparação às respostas verificadas em estudos com competições oficiais, através de controles metodológicos que incentivaram a combatividade durante a análise. Os testes cardiopulmonares de taekwondo apresentaram respostas superiores aos testes de corrida em esteira rolante, confirmando a importância da especificidade para avaliação deste grupo
metadata.dc.description.abstractother: Previous studies have proposed to analyze the physiological responses of taekwondo fighting. owever, the direct measurement of oxygen consumption was not performed or were not used methodological controls that could provide the fighting between the participants during the direct measurement, as scoring system and an instrumentation that would allow exchange of blows among athletes. The absence of information on the physiological responses combat is also accompanied by the absence of specific proposals of cardiorespiratory assessment to this group. This study aimed to characterize the physiological responses of taekwondo combat through a specific simulation, and propose specific methods of cardiorespiratory evaluation for the sport. Twelve male athletes of taekwondo visited the laboratory on four separate occasions: 1) Anthropometric assessment, interview, Cardiopulmonary exercise test on a treadmill (CPET); 2) Continuous Cardiopulmonary taekwondo test (TKDC); 3) Interval Cardiopulmonary taekwondo test (TKDI); and 4) Combat Simulation. The order of visits 2, 3 and 4 were counterbalanced. Regarding the statistical treatment, the normality of the data was verified with the Shapiro-Wilk test before the descriptions and comparisons. Parametric data were tested with repeated measures ANOVA with Bonferroni post-hoc. In case of non-parametric data, the Friedman test was performed, with Dunn post-hoc. The combat simulation presented responses similar to official competitions, with a mean heart rate (HR) of 177 ± 10 bpm (93.0 ± 5.0%), a peak blood lactate concentration of 12.5 ± 2.8 mmol L-1 and was found a mean oxygen uptake (V̇O2) of 36.6 ± 3.9 mL-1.kg-1.min-1 (73.0 ± 5.9%). High intensity moments were also reported, with a peak V̇O2 of 44.8 ± 5.0 mL.kg -1.min-1 (89.1 ± 6.2%), and peak HR of 190 ± 13 bpm (98.0 ± 3.2%). The cardiopulmonary taekwondo tests showed peak values significantly higher than the running test. TKDI yielded a peak V̇ O2 significantly higher than CPET (52.7 ± 4.3 and 49.9 ± 3.6 mL.kg-1.min- 1, respectively), both taekwondo tests, TKDC and TKDI, yielded significantly higher peak HR values than the CPET (199 ± 11, 201 ± 8 bpm and 191 ± 10 bpm, respectively). In addition, significant differences were also found in the ventilatory threshold 1, and in HR of the ventilatory threshold 2. The combat simulation showed external validity, when compared the responses reported in studies with official competitions, through methodological controls that encouraged combativeness during analysis. The cardiopulmonary taekwondo tests showed higher responses to running tests on a treadmill, confirming the importance of specificity for the evaluation of this group
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/12985
Appears in Collections:PPGC-CV - Dissertações - Niterói

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MATHEUS REIS HAUSEN DISSERTAÇÃO.pdf2.08 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons