Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/13017
Title: As faces de Cláudia: uma análise sociodiscursivos do feminino
Authors: Rezende, Raquel Monteiro De
metadata.dc.contributor.advisor: Ribeiro, Patrícia Ferreira Neves
metadata.dc.contributor.members: Pauliukonis, Maria Aparecida Lino
Monnerat, Rosane Santos Mauro
Issue Date: 3-Mar-2020
Abstract: Considerando-se que a mídia, além de informar, tem também o poder de formar opiniões, tornam-se cada vez mais necessárias pesquisas dedicadas ao estudo de estratégias do discurso midiático, visto que tais artifícios moldam convicções e exercem influência direta sobre a opinião pública nas mais diversas áreas temáticas. No âmbito do tema mais específico do feminino, esta pesquisa, em vista das novas demandas da mulher contemporânea, assume como objetivo principal investigar de que estratégias se valem as capas de revistas voltadas especificamente para mulheres, notadamente da revista Claudia, e como contribuem para a compreensão da representação do gênero feminino no Brasil. Assim sendo, prioritariamente sob a perspectiva da Teoria Semiolinguística de Análise do Discurso, desenvolvida por Patrick Charaudeau (1983), são analisadas neste trabalho de modo mais detalhado dezessete capas de Claudia publicadas entre os anos de 1985 e 2019, dentre as trinta e seis que compõem o corpus desta pesquisa. Pela análise do corpus, pautada em estratégias coordenadas por princípios e operações de semiotização do mundo, observa-se se imaginários sociodiscursivos acerca do feminino difundidos pela revista, que resultam de representações sociais específicas, alteraram-se de alguma maneira ao longo das últimas três décadas. Em consequência, comparam-se compreensões acerca da feminilidade propagadas pela publicação ontem e hoje. Além dos postulados da Semiolinguística, outros pressupostos teóricos, tais como os de Bakhtin (2011), mais relacionados aos estudos acerca dos gêneros discursivos, os da Teoria das Representações Sociais, com base nos trabalhos de Moscovici (2004) e Jodelet (2001), e os da Linguística Textual, baseados nos postulados de Koch e Travaglia (2018) são também abordados para fins de análise. Ao identificar como a mulher brasileira vem sendo representada ao longo do tempo pela revista em apreço, é possível apontar como Claudia tem contribuído para a formação da opinião pública acerca do feminino no Brasil. As estratégias discursivas identificadas como de uso corrente por parte da imprensa feminina também são, na presente dissertação, objetivo de discussão no que diz respeito a suas possibilidades de abordagem pedagógica no ensino básico
metadata.dc.description.abstractother: Considering that the media, besides informing, is also able to form opinions, it has become increasingly necessary to develop researches that involve the study of media discourse strategies, as it can shape convictions and directly influence public opinion in the most diverse thematic areas. In the context of the specific theme of the feminine, this research, considering the demands of the contemporary woman, assumes as its main objective the investigation of the strategies that can be identified in magazines aimed specifically at women and how they contribute to understanding the female representation in Brazil. Thus, primarily from the perspective of the Semiolinguistic Theory of Discourse Analysis, founded by Patrick Charaudeau (1983), this work analyzes in more detail seventeen covers of Claudia magazine published between 1981 and 2019, among the thirty-six other editions that compose the corpus. Through the analysis of the available covers, based on strategies coordinated by the principles and operations of semiotization of the world, the objective is to identify how the sociodiscursive imaginary about the feminine spread by the magazine, which result from specific social representations, have changed over the last three decades. As a result, comparisons of femininity propagated by Claudia now and then are compared. In addition to the postulates of the Semiolinguistic Theory, other theoretical assumptions, — such as the Bakhitnian (2011), more related to studies on discursive genres, the Social Representation Theory, based on the works of Moscovici (2004) and Jodelet (2001), and also of the Textual Linguistics, based on the postulates of Koch and Travaglia (2018) — are also approached for analysis purposes. By identifying how Brazilian women have been represented through the years by this magazine, it is possible to point out how Claudia has contributed to the formation of public opinion about the feminine in Brazil. The discursive strategies identified as commonly used by the female press are also, in the present dissertation, the objective of discussion regarding their possibilities of pedagogical approach in basic education
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/13017
Appears in Collections:POSLING - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DissertaçãoPDF.pdf4.8 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.